12% das mulheres podem ser alérgicas a sêmen, um problema que pode culminar em um choque anafilático, diz estudo


A hipersensibilidade seminal humana do plasma é uma condição em que a mulher (ou até mesmo o homem) é alérgica às proteínas do sêmen. Esta alergia resulta de uma má interpretação por parte do sistema imunológico. Quando o sêmen entra no organismo da mulher alérgica, os leucócitos, células de defesa do organismo, identificam erroneamente as proteínas do sêmen como invasoras atacando-as.

Os sintomas deste tipo de alergia variam, sendo que alguns pacientes podem apresentar ardor, prurido, ou vermelhidão nos órgãos genitais.  [ Você poderá ler este texto completo no nosso site especial para mulheres. Clique AQUI e acesse Diário Mulher – Pense diferente!  ]


Atenção: O material neste site é fornecido apenas para fins educacionais, e não deve ser usado para conselhos médicos, diagnósticos ou tratamentos. 


Bióloga - CRBio/RJ 96514/02-D. Fundadora e administradora do Diário de Biologia. Possui graduação em Licenciatura e Bacharelado em Ciências Biológicas. Doutorado (2013) e Mestrado (2009) em Zoologia pelo Museu Nacional/UFRJ, especialista em insetos, autora do livro "O Mundo Secreto dos Insetos" - Cortez Editora. Experiência com palestras nacionais e internacionais. É autora ou coautora de artigos científicos publicados em revistas científicas, livros e capítulos de livro, e comunicações em eventos nacionais e internacionais. Colaboradora em revistas de divulgação científica para crianças (Ciência Hoje Para Crianças e Revista Recreio). Interessada em cultivo de plantas carnívoras. Atualmente mora na França, mas seu coração é brasileiro. Instagram: @karlla_diariodebiologia.