Mórbido! Crianças vestem animais mortos para um competição bizarra  na escola


Um escola na Nova Zelândia decidiu fazer um evento bizarro para arrecadar dinheiro em prol de obras sociais. A direção da escola incentivou as crianças de 6 a 10 anos a vestirem gambás mortos em trajes de gala ou engraçados para a participação em um concurso de animais vestidos.

A competição, que é considerada um evento esportivo, provoca a indignação de ambientalistas defensores dos animais, acusando a escola de crueldade, mas os professores rebatem dizendo ser algo muito “divertido” e que as crianças gostam. Além disso, o evento arrecada cerca de 6 mil dólares para a escola em cada realização. Os professores também defendem a competição contando que isso instiga a imaginação  e a criatividade das crianças que tentam vestir seu gambá com a melhor roupa possível.

Esta espécie da gambá foi introduzida na Nova Zelândia e é considerada uma praga pois não faz parte de sua fauna nativa e ameaça de extinção animais símbolos do país como o pássaro kiwi. Caçar estes animais tornou-se um esporte nacional, mas certamente existem maneiras menos ‘mórbidas’ de arrecadar dinheiro.

dead-possums1-550x411

dead-possums5-550x781


dead-possums21-550x366

dead-possums41-550x413

Fonte: odditycentral/jornalciencia   Imagens:  odditycentral

Atenção: O material neste site é fornecido apenas para fins educacionais, e não deve ser usado para conselhos médicos, diagnósticos ou tratamentos. 


Bióloga - CRBio/RJ 96514/02-D. Fundadora e administradora do Diário de Biologia. Possui graduação em Licenciatura e Bacharelado em Ciências Biológicas. Doutorado (2013) e Mestrado (2009) em Zoologia pelo Museu Nacional/UFRJ, especialista em insetos, autora do livro "O Mundo Secreto dos Insetos" - Cortez Editora. Experiência com palestras nacionais e internacionais. É autora ou coautora de artigos científicos publicados em revistas científicas, livros e capítulos de livro, e comunicações em eventos nacionais e internacionais. Colaboradora em revistas de divulgação científica para crianças (Ciência Hoje Para Crianças e Revista Recreio). Interessada em cultivo de plantas carnívoras. Atualmente mora na França, mas seu coração é brasileiro. Instagram: @karlla_diariodebiologia.