“Não consigo parar!”: Todos os dias essa mulher comia um pouco das cinzas do marido morto


Casie de 26 anos, nunca se conformou com o morte do seu marido (em 2011), vítima de um ataque de asma fulminante. Assim que recebeu as cinzas do marido, Casie rapidamente se tornou apegada à caixa que guardava os restos do homem que amava. Ela carregava para todo lugar que ia: se estava fazendo compras ou vendo TV, lá estava a caixa do lado dela. Mas depois, essa obsessão se tornou grave quando ela resolveu comer as cinzas do morto.

Quando se passaram dois meses da morte do marido, Casie comprou uma urna mais bonita para guardar as cinzas e quando foi transferir o material de uma urna para outra, um pouco do pó caiu sobre sua mão e ela, instintivamente, lambeu. Foi aí que começou seu estranho vício! Durante muito tempo, todos os dias, várias vezes ao dia ela mergulhava a pontinha do dedo na nas cinzas do marido morto e comia. Sua família, logo se mostrou preocupada com esse hábito bizarro e incentivou a mulher a fazer tratamento. Na verdade, Casie sabia que estava doente, mas ela dizia: “Não consigo parar! Sinto muita falta dele.” Ela passou por tratamento, mas não há relatos se conseguiu se livrar do vício ou se acabou ingerindo todos os restos mortais do marido.


Provavelmente, Casie sofreu de um conjunto de transtornos que reunia alotriofagia combinada com diversas variações de depressão. A alotriofagia, também conhecida como “Síndrome de Pica” é uma condição bastante rara entre os seres humanos, na qual o indivíduo tem um apetite descontrolado por coisas ou substâncias não comestíveis, como tecidos, sabão, moedas, carvão, pedra e tudo mais. Leia sobre pica AQUI.

article-0-0D5A5A9D00000578-660_634x375
Ela carregava as cinzas do marido para todo lugar que ia: se estava fazendo compras ou vendo TV, lá estava a caixa do lado dela. Mas depois, essa obsessão se tornou grave quando ela resolveu comer as cinzas do morto. Fonte: dailymail
Veja o vídeo de um programa que foi feito no TLC sobre o caso de Casie!

Fonte: jezebel, themarysue e dailymail


Atenção: O material neste site é fornecido apenas para fins educacionais, e não deve ser usado para conselhos médicos, diagnósticos ou tratamentos. 


Bióloga - CRBio/RJ 96514/02-D. Fundadora e administradora do Diário de Biologia. Possui graduação em Licenciatura e Bacharelado em Ciências Biológicas. Doutorado (2013) e Mestrado (2009) em Zoologia pelo Museu Nacional/UFRJ, especialista em insetos, autora do livro "O Mundo Secreto dos Insetos" - Cortez Editora. Experiência com palestras nacionais e internacionais. É autora ou coautora de artigos científicos publicados em revistas científicas, livros e capítulos de livro, e comunicações em eventos nacionais e internacionais. Colaboradora em revistas de divulgação científica para crianças (Ciência Hoje Para Crianças e Revista Recreio). Interessada em cultivo de plantas carnívoras. Atualmente mora na França, mas seu coração é brasileiro. Instagram: @karlla_diariodebiologia.