Conheça a máquina capaz de manter o coração vivo fora do corpo [vídeo]


O nome  é TransMedics Organ Care System. Trata-se do primeiro sistema portátil desenvolvido para manter “vivo” órgãos que serão transportados. É uma nova tecnologia em que o sangue em temperatura controlada é capaz de ser bombeado por um coração que não está ligado a nenhum corpo. Nesta máquina, corações batem, rins produzem urina, pulmões respiram…

Segundo os desenvolvedores, este sistema permite que o órgão se mantenha aquecido, ativo e em condições adequadas para o transplante reduzindo as possibilidades de lesões isquêmicas. O aparelho permite ainda que os médicos possam avaliar a função do órgão fora do corpo e torna-se desnecessária a reanimação do órgão depois de transplantado.

O sangue usado para manter os órgãos vivos, é obtido de doadores e oxigenado pelo próprio sistema. Além disso, nutrientes e outros substratos também são adicionados a este sangue para que ele seja o mais próximo possível de uma pessoa viva e saudável. A umidade ideal e a proteção contra contaminação também são fornecidos pela máquina com total controle dos médicos.

Os médicos envolvidos em transplantes acreditam que esta máquina é capaz de permitir que a cirurgia de realocação do órgão no paciente seja planejada com calma, o que diminui as possibilidades de erros.

HeartBox-StillHeart

coralção

tumblr_ly25r69oTS1r5i5ino1_1280

Fonte: TransMedics


Atenção: O material neste site é fornecido apenas para fins educacionais, e não deve ser usado para conselhos médicos, diagnósticos ou tratamentos. 


Bióloga - CRBio/RJ 96514/02-D. Fundadora e administradora do Diário de Biologia. Possui graduação em Licenciatura e Bacharelado em Ciências Biológicas. Doutorado (2013) e Mestrado (2009) em Zoologia pelo Museu Nacional/UFRJ, especialista em insetos, autora do livro "O Mundo Secreto dos Insetos" - Cortez Editora. Experiência com palestras nacionais e internacionais. É autora ou coautora de artigos científicos publicados em revistas científicas, livros e capítulos de livro, e comunicações em eventos nacionais e internacionais. Colaboradora em revistas de divulgação científica para crianças (Ciência Hoje Para Crianças e Revista Recreio). Interessada em cultivo de plantas carnívoras. Atualmente mora na França, mas seu coração é brasileiro. Instagram: @karlla_diariodebiologia.