Por que é tão importante saber o tipo sanguíneo durante a gravidez?


“Para o próximo ano pretendo ter meu primeiro filho. Minha médica já pediu o exame do tipo sanguíneo. É engraçado, os médicos nunca explicam direito por que é tão importante saber o tipo sanguíneo. Poderia explicar?” Janaína Lacerda

Janaína, saber o seu tipo sanguíneo é muito importante durante a gravidez. É bom saber o seu tipo sanguíneo, pois ele pode reagir com o sangue do bebê na hora do parto.

Se o tipo sanguíneo da mãe for Rh negativo e do bebê Rh positivo, na hora do parto esses sangues entrarão em contato. Se for a primeira gravidez da mamãe não haverá problemas, pois o corpo dela reagirá com a formação de anticorpos para o tipo de sangue Rh positivo.

Mas se for a segunda gravidez, os anticorpos já existentes da primeira gestação irão atacar o sangue Rh positivo do bebê, provocando eritroblastose fetal, que causará anemia profunda, surdez e deficiência mental no bebê.


Diante disso, a mãe deve procurar um médico para saber seu tipo sanguíneo e fazer exames no primeiro e último trimestre da gestação e se preciso tomar uma vacina para prevenir esse problema durante o parto. Para complementar sua leitura leia: O que significa Rh negativo? Por que as mães com esse Rh precisam de vacinas?

 

eritrosblastose
A incompatibilidade de Rh acontece quando a mãe apresenta Rh negativo e o tipo sanguíneo do bebê tem Rh positivo!
Fonte: Guia do Bebê

Atenção: O material neste site é fornecido apenas para fins educacionais, e não deve ser usado para conselhos médicos, diagnósticos ou tratamentos. 


Bióloga - CRBio/RJ 96514/02-D. Fundadora e administradora do Diário de Biologia. Possui graduação em Licenciatura e Bacharelado em Ciências Biológicas. Doutorado (2013) e Mestrado (2009) em Zoologia pelo Museu Nacional/UFRJ, especialista em insetos, autora do livro "O Mundo Secreto dos Insetos" - Cortez Editora. Experiência com palestras nacionais e internacionais. É autora ou coautora de artigos científicos publicados em revistas científicas, livros e capítulos de livro, e comunicações em eventos nacionais e internacionais. Colaboradora em revistas de divulgação científica para crianças (Ciência Hoje Para Crianças e Revista Recreio). Interessada em cultivo de plantas carnívoras. Atualmente mora na França, mas seu coração é brasileiro. Instagram: @karlla_diariodebiologia.