Por que os olhos incham quando choramos?

Olhos inchados: Por que os olhos incham quando choramos?

“Por que quando choramos de tristeza nossos olhos incham? O que tem a ver olhos inchados com o choro?” Aparecida Cezario

Pois bem Aparecida… As lágrimas são como soluções salinas secretadas por glândulas (lacrimais) próximas dos olhos. No dia-a-dia este líquido tem a importante função de lubrificar nossos olhos evitando o ressecamento e protegendo contra micróbios.


Durante o choro, a lágrima liberada é diferente daquela de lubrificação diária: ela é menos salgada. Quando choramos nossos olhos são inundados por uma lágrima menos salina e isso causa uma incompatibilidade com os fluidos mais salgados do olho e do resto do corpo. Isso é um resultado do líquido mais salgado dos nossos olhos “atraírem” as lágrimas emocionais. Os tecidos em torno dos olhos se tornam inchados por esse líquido, causando o inchaço nos olhos. Chorando, os músculos dos olhos e da face enrijecem, aumentando o inchaço.

Os olhos podem tornar-se ainda mais irritados se esfregá-los enquanto estamos chorando, provocando vermelhidão e inchaço extra da pele delicada e fina. Nossos olhos são irrigados por muitos vasos sanguíneos minúsculos, normalmente, quase invisíveis na parte branca do olho. O “vermelhão” acontece quando o atrito de esfregar os olhos ou até mesmo a salinidade dilata (amplia) esses vasos tornando-os mais visíveis do que o normal.

FONTE

Atenção: O material neste site é fornecido apenas para fins educacionais, e não deve ser usado para conselhos médicos, diagnósticos ou tratamentos. 


Bióloga - CRBio/RJ 96514/02-D. Fundadora e administradora do Diário de Biologia. Possui graduação em Licenciatura e Bacharelado em Ciências Biológicas. Doutorado (2013) e Mestrado (2009) em Zoologia pelo Museu Nacional/UFRJ, especialista em insetos, autora do livro "O Mundo Secreto dos Insetos" - Cortez Editora. Experiência com palestras nacionais e internacionais. É autora ou coautora de artigos científicos publicados em revistas científicas, livros e capítulos de livro, e comunicações em eventos nacionais e internacionais. Colaboradora em revistas de divulgação científica para crianças (Ciência Hoje Para Crianças e Revista Recreio). Interessada em cultivo de plantas carnívoras. Atualmente mora na França, mas seu coração é brasileiro. Instagram: @karlla_diariodebiologia.