O café nos mantém mesmo acordados?


“Não sei se isso é um mito, mas acho que não. É verdade que o café nos mantém acordados? Por que?” Begg Mendes

Olá Begg, na verdade o que nos deixa “ligados” não é exatamente o café, e sim a cafeína presente nele. A cafeína é um alcalóide conhecido cientificamente como trimetilxantina e sua fórmula química é C8H10N4O2. Quando isolada na forma pura, a cafeína é um pó cristalino branco com sabor muito amargo. A principal forma de se obtê-la é pelo processo de descafeinização de café e chá.

Na medicina a cafeína é usada como um estimulante cardíaco. Mas, as pessoas também costumam usar a cafeína para ganhar “dose extra de energia” ou para se ter um sentimento de agitação. E como você mesmo disse, é usada (através do café) para manter as pessoas acordadas por mais tempo. Algumas pessoas não conseguem começar o dia sem uma boa xícara de café quente que é a garantia de ânimo para começar o dia.

A cafeína é na verdade, uma droga que causa dependência como qualquer outra. Embora seja mais leve, age usando os mesmos mecanismos das anfetaminas, cocaína e heroína para estimular o cérebro manipulando o cérebro assim como as drogas citadas e por isso pode facilmente viciar.

Com a alteração de reações químicas no nosso cérebro, a cafeína interrompe nosso padrão diário de sono. Através de reações químicas, ela nos impede de dormir agindo no cérebro aumentando a atividade nervosa em nossos corpos, nos mantendo atentos e hiperativo.

Assim, uma boa xícara de café forte, pode:

Energizar nosso corpo pelo bombeamento do hormônio adrenalina em nossos sistemas.


Aumentar os níveis de dopamina dentro de nossos corpos, estimulando as áreas de “prazer” em nosso cérebro, fazendo-nos sentir bem.

Bloquear a ligação da adenosina a células nervosas.

cafe
Na medicina a cafeína é usada como um estimulante cardíaco. Mas, as pessoas também costumam usar a cafeína para ganhar “dose extra de energia” ou para se ter um sentimento de agitação.

—————————————————–


Atenção: O material neste site é fornecido apenas para fins educacionais, e não deve ser usado para conselhos médicos, diagnósticos ou tratamentos. 


Bióloga - CRBio/RJ 96514/02-D. Fundadora e administradora do Diário de Biologia. Possui graduação em Licenciatura e Bacharelado em Ciências Biológicas. Doutorado (2013) e Mestrado (2009) em Zoologia pelo Museu Nacional/UFRJ, especialista em insetos, autora do livro "O Mundo Secreto dos Insetos" - Cortez Editora. Experiência com palestras nacionais e internacionais. É autora ou coautora de artigos científicos publicados em revistas científicas, livros e capítulos de livro, e comunicações em eventos nacionais e internacionais. Colaboradora em revistas de divulgação científica para crianças (Ciência Hoje Para Crianças e Revista Recreio). Interessada em cultivo de plantas carnívoras. Atualmente mora na França, mas seu coração é brasileiro. Instagram: @karlla_diariodebiologia.