Por que o leite é branco?


“Se o leite é só um líquido. O que faz ele ser branco, por que não é amarelo, verde, azul ou transparente? Outra coisa: o que é feito para que o leite fique pasteurizado?” ( Valeska Cristina )


Olá, Valeska! O leite é na verdade uma emulsão, ou seja, é uma “mistura” de substâncias imiscíveis. O que dá a cor branca ao leite é sem dúvida, a complexa estrutura físico-química que ele apresenta. Pode parecer estranho, mas a solução formada por proteínas dispersas e uma mistura de gordura em uma solução de lactose, formando uma emulsão, sais minerais e proteínas do soro refletem um o comprimento de onda da cor branca. Sabemos que o branco é uma mistura de cores com comprimentos de onda específicos. Assim, as misturas do leite desviam a luz incidente em todas as direções, nos dando a sensação visual da cor branca do leite.

A estrutura do leite é formada durante um processo de síntese do leite na glândula mamária dos mamíferos, a partir do sangue. Muitos processos podem modificar as características básicas do leite, como por exemplo, a pasteurização. Por isso, para pasteurizar o leite é preciso que o processo seja feito em ambiente fechado para que não se alterem a cor, odor e sabor. O processo nada mais é do que passar o leite por um aquecimento a uma determinada temperatura, e por determinado tempo, de forma a destruir enzimas como a protease, amilase, lactase, lipase, fosfatase, aldolase e os microorganismos patogênicos encontrados no leite. Posteriormente estes produtos são selados hermeticamente por questões de segurança, evitando assim uma nova contaminação.

leite
O leite é branco porque as misturas de substâncias presentes refletem um comprimento de onda que causa a sensação visual de cor branca! Foto: Reprodução/bursaninnabzi


Atenção: O material neste site é fornecido apenas para fins educacionais, e não deve ser usado para conselhos médicos, diagnósticos ou tratamentos. 


Bióloga - CRBio/RJ 96514/02-D. Fundadora e administradora do Diário de Biologia. Possui graduação em Licenciatura e Bacharelado em Ciências Biológicas. Doutorado (2013) e Mestrado (2009) em Zoologia pelo Museu Nacional/UFRJ, especialista em insetos, autora do livro "O Mundo Secreto dos Insetos" - Cortez Editora. Experiência com palestras nacionais e internacionais. É autora ou coautora de artigos científicos publicados em revistas científicas, livros e capítulos de livro, e comunicações em eventos nacionais e internacionais. Colaboradora em revistas de divulgação científica para crianças (Ciência Hoje Para Crianças e Revista Recreio). Interessada em cultivo de plantas carnívoras. Atualmente mora na França, mas seu coração é brasileiro. Instagram: @karlla_diariodebiologia.