Love Bug: O bicho que passa a vida inteira copulando!


Olá, estou vivendo por uns meses na Florida e me deparei com esses bichinhos chamados “Love Bugs”. Muitas pessoas dizem que são uma experiência genética para acabar com pernilongos que não deu certo. Outras dizem que isso é lenda urbana. A grande maioria que eu vejo está grudado, como que copulando. Outra coisa curiosa é que quando eles batem no vidro do carro se espatifam e aquela gosma não sai de jeito nenhum. Afinal, o que são esses “Love Bugs”? Ciça – Flórida/EUA

Imagem enviada pela Ciça!
Imagem enviada pelo leitor.

Pois é Ciça, os “loveBugs” são verdadeiras pragas e muita gente que mora por aí reclama destes bichos, tem até artigo científico comprovando o amor deles pelos gases liberados pelos carros. Mas vamos lá, essas mosquinhas pretas com o tórax bem vermelho, pertence a família Bibionidae. Mas o nome científico da espécie é Plecia nearctica e posso te garantir que essa história de “experiência genética para acabar com pernilongos” é pura lenda! Eles ficam sempre grudados porque passam toda vida adulta copulando o tempo todo.


Pode parecer engraçado, mas a história é bem assustadora. Assim que a fêmea emerge do casulo, já tem um macho a sua espera e a cópula acontece quase imediatamente. O casal fica grudado pelo final do abdome e assim vivem durante toda vida, até mesmo para comer e voar. O “vuco-vuco” dura pelo menos 3 dias (tempo de vida da fêmea). O macho é obvio, morre exausto pouco antes da postura dos ovos e é arrastado “Mortinho da Silva” pra lá e pra cá, até que e a fêmea encontre um local para colocar seus ovos. Elas colocam até 350 ovos em escombros, e cerca de 20 dias depois da eclosão dos ovos em larvas. A fase larval pode durar nove meses.

Os adultos apesar de comerem néctar, são apaixonados pelos compostos nos gases de escape de gás e ambos movidos a motores a diesel. É por isso que eles se concentram ao longo das estradas, onde muitos acabam no pára-brisa e exaustores e nos radiadores. Isso acaba estragando a pintura dos carros, pois com a destruição dos insetos é liberada uma substância ácida que corrói a pintura e destrói todo brilho e acabamento dos carros. São umas pestes, mesmo!

lovebug02
Ah, o apelido “Lovebugs” nem precisa explicar o motivo, não é?

lovebugs
Comendo, voando e sempre copulando até a morte!

————————————


Atenção: O material neste site é fornecido apenas para fins educacionais, e não deve ser usado para conselhos médicos, diagnósticos ou tratamentos. 


Bióloga - CRBio/RJ 96514/02-D. Fundadora e administradora do Diário de Biologia. Possui graduação em Licenciatura e Bacharelado em Ciências Biológicas. Doutorado (2013) e Mestrado (2009) em Zoologia pelo Museu Nacional/UFRJ, especialista em insetos, autora do livro "O Mundo Secreto dos Insetos" - Cortez Editora. Experiência com palestras nacionais e internacionais. É autora ou coautora de artigos científicos publicados em revistas científicas, livros e capítulos de livro, e comunicações em eventos nacionais e internacionais. Colaboradora em revistas de divulgação científica para crianças (Ciência Hoje Para Crianças e Revista Recreio). Interessada em cultivo de plantas carnívoras. Atualmente mora na França, mas seu coração é brasileiro. Instagram: @karlla_diariodebiologia.