Plantas e fungos – Diário de Biologia http://diariodebiologia.com Agora ficou divertido aprender! Sat, 24 Jun 2017 11:44:56 +0000 pt-BR hourly 1 https://wordpress.org/?v=4.8 5538239 Imagens surreais: Terremoto que atingiu a Nova Zelândia levantou o fundo do mar em 2 metros http://diariodebiologia.com/2017/04/imagens-surreais-terremoto-que-atingiu-a-nova-zelandia-levantou-o-fundo-do-mar-em-2-metros/ http://diariodebiologia.com/2017/04/imagens-surreais-terremoto-que-atingiu-a-nova-zelandia-levantou-o-fundo-do-mar-em-2-metros/#respond Wed, 05 Apr 2017 11:41:07 +0000 http://diariodebiologia.com/?p=39097 Em 2016, a Nova Zelândia viveu um dos terremotos mais devastadores da sua história, e as consequências foram significativas. O terremoto alcançou na época 7,8 graus de magnitude e, mais de 2 metros do fundo do mar foram elevados no norte do litoral de Kaikoura, uma das ilhas do país.

Os cientistas e especialistas neste tipo de fenômeno ficaram perplexos por causa da subida do solo oceânico, ao ponto em que alegam nunca ter visto nada semelhante. Imagens divulgadas revelam que rochas que antes estavam submersas, cobertas de vida marinha, foram empurradas para cima da linha da água. As fotos mostram parte do solo que estava submerso – exibindo diversas pedras, rochas variadas, sedimentos, bem como algas. A elevação também trouxe à superfície lagostas e alguns animais marinhos que estavam embaixo d´água.

Nesta imagem é possível visualizar o quanto o fundo do mar se expôs depois do terremoto. Realmente impressionante!

Rochas com moluscos presos que antes estava embaixo d’água e que nunca haviam sido expostos.

Sem dúvidas essa é uma demonstração impressionante do poder que tem a natureza.

 

Toda essa parte escura eram rochas submersas e que agora fazem parte do visual da praia.

 

Ao mesmo tempo, esforços deverão ser tomados no sentido de conservar a vida marinha que se viu exposta a um ambiente totalmente estranho.

Até mesmo animais foram ‘arrancados”do mar e vieram parar na superfície!

Vendo isso, é nítido perceber que não estamos preparados para fenômenos dessa magnitude.

 

Fonte: misteriosdomundo / blastingnews
Imagens: Reprodução/misteriosdomundo
]]>
http://diariodebiologia.com/2017/04/imagens-surreais-terremoto-que-atingiu-a-nova-zelandia-levantou-o-fundo-do-mar-em-2-metros/feed/ 0 39097
Uma variação de um vegetal que você conhece bem tem o fruto “idêntico” ao ovo de galinha http://diariodebiologia.com/2017/03/ovo-que-da-em-arvore-como-assim/ http://diariodebiologia.com/2017/03/ovo-que-da-em-arvore-como-assim/#comments Mon, 27 Mar 2017 05:30:42 +0000 http://diariodebiologia.booger.net.br/?p=11669 Sim, existe uma planta em que seus frutos são muito semelhantes aos ovos de galinha. A semelhança é tanta que algumas pessoas acreditam que um ovo foi colocado ali na ponta do ramo.

O nome científico é Solanum ovigerum, também conhecida como planta-ovo e sua aparência já justifica o nome. Pertence a família Solanaceae, a mesma do tomate, batata, berinjela e outros… É uma planta de pequeno porte, o arbusto não ultrapassa 50 cm e produz uma flor solitária lilás que origina após a fecundação o fruto com cara de ovo de galinha. Quando ainda está verde é branco como ovo de galinhas de granja que fica na planta por muito tempo, mas vai amarelando conforme amadurece.

A planta-ovo é muito próxima da berinjela que conhecemos, porém esta espécie não é comestível e só serve mesmo para ornamentação. Existe outra espécie a Solanum melongela branca que é uma variação da espécie de berinjela roxa, que também é conhecida como planta-ovo, e é uma berinjela comestível.

Veja como são incrivelmente semelhantes a ovos de galinha:

FONTE: Meu cantinho Verde

]]>
http://diariodebiologia.com/2017/03/ovo-que-da-em-arvore-como-assim/feed/ 7 11669
Anvisa divulga lista dos vegetais com maior nível de contaminação por agrotóxicos no Brasil http://diariodebiologia.com/2017/03/anvisa-divulga-lista-dos-vegetais-com-maior-nivel-de-contaminacao-por-agrotoxicos-no-brasil/ http://diariodebiologia.com/2017/03/anvisa-divulga-lista-dos-vegetais-com-maior-nivel-de-contaminacao-por-agrotoxicos-no-brasil/#respond Tue, 21 Mar 2017 10:24:15 +0000 http://diariodebiologia.com/?p=38812 ♫”Nem tudo que reluz é ouro, nem tudo que parece é”, esta pode ser nossa frase de apoio a tudo que vem nos afligindo em termos de alimentação segura no Brasil. Depois dos escândalos envolvendo as carnes, a ANVISA divulga uma lista que mostra quais os alimentos mais contaminados no país. Mas o pior não é isso… Tais alimentos são aqueles que considerávamos até hoje, os mais saudáveis para nossa família.

A ANVISA analisou quase 2.500 amostras de 18 tipos de alimentos pelo Programa de Análise de Resíduos de Agrotóxicos de Alimentos e, de acordo com a divulgação cerca de um terço dos vegetais mais consumidos no Brasil apresentaram um nível de agrotóxico acima do aceitável. Além disso, foi registrada a presença de tipos de agrotóxicos não autorizados para o tipo de alimento.

Na lista, quase todas as amostras coletadas de pimentão apresentavam contaminação acima do aceitável. A batata foi o único vegetal examinado que não apresentou nenhum lote contaminado. Em compensação, praticamente todas (91,8%) as amostras de pimentão apresentavam agrotóxicos acima do permitido. Morango, pepino e alface também estavam entre os itens mais contaminados, apresentando irregularidades em mais de 50% dos lotes examinados.

Até onde pensávamos as frutas e legumes eram os alimentos mais saudáveis para oferecer a nossa família. Mas a verdade é que ao invés de nutrientes, podemos estar ingerindo produtos tóxicos que fazem muito mal para sua saúde. Os agrotóxicos são amplamente utilizados no campo para proteger as plantações de pragas. Um levantamento de 2010 indica que só naquele ano foram usadas 1 milhão de toneladas de agrotóxicos em plantações no país. Se todos os defensivos agrícolas utilizados por ano em nosso país fossem divididos pela população, daria um galão de 5,2 litros para cada brasileiro.

Fonte: hypeness / cnmp / noticiasnaturais
Imagens: Reprodução/ hypeness
]]>
http://diariodebiologia.com/2017/03/anvisa-divulga-lista-dos-vegetais-com-maior-nivel-de-contaminacao-por-agrotoxicos-no-brasil/feed/ 0 38812
De uma forma bastante diferente, pesquisadores descobrem que os Neandertais já faziam uso de aspirina e antibióticos http://diariodebiologia.com/2017/03/de-uma-forma-bastante-diferente-pesquisadores-descobrem-que-os-neandertais-ja-faziam-uso-de-aspirina-e-antibioticos/ http://diariodebiologia.com/2017/03/de-uma-forma-bastante-diferente-pesquisadores-descobrem-que-os-neandertais-ja-faziam-uso-de-aspirina-e-antibioticos/#respond Thu, 09 Mar 2017 19:15:17 +0000 http://diariodebiologia.com/?p=38671 Um estudo novíssimo organizado pelo Centro Australiano de Genoma, juntamente com a Escola Odontológica da Universidade de Adelaide e de Liverpool no Reino Unido, revelou uma novidade sobre nossos ancestrais, os neandertais. Uma análise de um DNA encontrado na placa dentária presente em quatro arcadas coletadas nas cavernas em Spy, na Bélgica, e em El Sidrón, Espanha, revelou informações surpreendentes sobre o seu comportamento, evolução histórica e dieta.

A revelação que causou mais euforia foi sem dúvida de que os neandertais usavam medicamentos à base de plantas para tratar a dor de cabeça, de dente e outras. Segundo Laura Weyrich, uma das responsáveis pelo estudo, a placa dentária encontrada, preservou o DNA por milhares de anos. A placa segura microrganismos, agentes patogênicos dos aparelhos respiratório e gastrointestinal, bem como pedaços de comida presos nos dentes. Foi assim que puderam saber coisas como o que os neandertais comiam e as doenças que sofriam.

Uma das arcadas de um homem de Neandertal de El Sidrón, tinha um abcesso dentário já em estado bastante evoluído e a placa deste mesmo homem também alertava para a presença de uma infecção crônica causada por uma bactéria patógena gastrointestinal (Enterocytozoon bieneusi ) intestinal que lhe causava diarreia aguda. Ele estava bem doente e estava fazendo uso de álamo (Populus sp.) da família das Salicáceas, rica em Ácido salicílico, o ingrediente ativo da aspirina que tomamos hoje. Para a infecção o homem ingeria o fungo do gênero Penicillium, a fonte de penicilina. “O mais surpreendente, foi o uso de antibióticos 40.000 anos antes de ser descoberta a penicilina.” disse Alan Cooper, diretor do Centro Australiano de Genoma.

O mais surpreendente, foi o uso de antibióticos 40.000 anos antes de ser descoberta a penicilina.

Fontes: nature / Populus
Artigo: Weyrich, LS et al
Imagens: Reprodução/ zap.aeiou / kokorosot
]]>
http://diariodebiologia.com/2017/03/de-uma-forma-bastante-diferente-pesquisadores-descobrem-que-os-neandertais-ja-faziam-uso-de-aspirina-e-antibioticos/feed/ 0 38671
Metade de toda a vida na Terra pode ser extinta dentro de um século. O Papa Francisco pretende alertar os católicos através da igreja http://diariodebiologia.com/2017/03/metade-de-toda-a-vida-na-terra-pode-ser-extinta-dentro-de-um-seculo-o-papa-francisco-pretende-alertar-os-catolicos-atraves-da-igreja/ http://diariodebiologia.com/2017/03/metade-de-toda-a-vida-na-terra-pode-ser-extinta-dentro-de-um-seculo-o-papa-francisco-pretende-alertar-os-catolicos-atraves-da-igreja/#respond Sun, 05 Mar 2017 08:48:19 +0000 http://diariodebiologia.com/?p=38609 Parece que as coisas não andam muito bem para nosso planeta. Acredita-se que a Terra  já perdeu cerca da metade de sua vida selvagem nos últimos 40 anos. E infelizmente, o pior está por vir. Biólogos especialistas anunciaram agora que até o fim do século é provável que 50% de todas as espécies enfrentará a extinção. Esta previsão foi anunciada como biólogos, conservacionistas e economistas que se reuniram em conferência no Vaticano com o Tema de discussão: “How To Save the Natural World on Which We Depend”.

Sim, é bastante estranho que a Igreja Católica esteja hospedando um simpósio do tipo, mas o Papa Francisco tem se mostrado incrivelmente ativo sobre sua responsabilidade junto a 1,2 bilhões de católicos romanos, aclamando para que eles protejam o ambiente da destruição e das mudanças climáticas. “O tecido vivo do mundo … está escorregando pelos nossos dedos sem que possamos perceber“, escreveu a Pontifícia Academia das Ciências, que organizou a conferência. De fato, durante a encíclica do Papa de 2015, que é a carta papal enviada a todos os bispos, ele menciona assuntos como a destruição dos ambientes do mundo e como isso pode resultar em alterações climáticas. “É um pecado contra nós mesmos e um pecado contra Deus“, disse no documento. O Papa pretende usar sua influência para alertar os católicos com campanhas de conscientização nas paróquias católicas do mundo inteiro. É um apoio muito importante.

Durante os 3,7 bilhões de anos em que já existe vida na Terra, ela tem resistido a cinco grandes eventos de extinção. O pior deles, apropriadamente chamado de “Great Dying”, o planeta presenciou a morte de cerca de 96% de toda a vida, enquanto o último evento foi o que causou a morte dos dinossauros e a ascensão dos mamíferos.

Agora estamos diante de um inadiável sexto evento de extinção em massa. Mas ao invés de causado pelo clima ou pela atividade geológica, este evento é diferente: está sendo causado por nós. Com a destruição das florestas, o bombeando carbono para a atmosfera e a retirada de trilhões de peixes dos mares, essa a taxa de extinção natural subiu assustadoramente. Isso levou os biólogos a sugerir que, se nada mudar e tudo continuar como como está, as mudanças climáticas provocadas pelo homem, juntamente com atividades intensas como exploração madeireira e mineração significarão que metade de cada espécie vivendo neste planeta estará se equilibrando à beira da sobrevivência. Eles destacam não só os tigres e pandas carismáticos, mas os microorganismos, plantas e fungos que também serão apagados da Terra.

Fonte: mashable / iflscience / theguardian
Imagens: Reprodução/ achetudoeregiao /astropt

 

]]>
http://diariodebiologia.com/2017/03/metade-de-toda-a-vida-na-terra-pode-ser-extinta-dentro-de-um-seculo-o-papa-francisco-pretende-alertar-os-catolicos-atraves-da-igreja/feed/ 0 38609
Descubra como e porque nascem plantas nos fios da rede elétrica http://diariodebiologia.com/2016/12/descubra-como-e-porque-nascem-plantas-nos-fios-da-rede-eletrica/ http://diariodebiologia.com/2016/12/descubra-como-e-porque-nascem-plantas-nos-fios-da-rede-eletrica/#respond Tue, 20 Dec 2016 07:39:41 +0000 http://diariodebiologia.com/?p=38190

“Gostaria de saber porque nascem essas plantas nos fios elétricos da minha região.” (Marcelo Dornelles)

Olá Marcelo! Existem algumas plantas que não precisam de terra para sobreviver. Essas plantas são chamadas epífitas, e as mais conhecidas são as bromélias e orquídeas. As plantas epífitas dependem das outras plantas para se fixarem, utilizando-as como suporte. Além disso, essas plantas possuem mecanismos para absorver nutrientes e água sem precisar do solo.

Devido a essa capacidade de viverem longe do solo, as epífitas surgem em lugares diversos, como a copa e tronco de árvores, rochas e até mesmo fios da rede elétrica. Nesses fios, as plantas mais comuns são as bromélias do gênero Tillandsia. Elas possuem tricomas na superfície das folhas, uma espécie de pelo modificado que retiram do ar e da poeira a água e os necessários para a sobrevivência. Esses tricomas também podem auxiliar na redução da radiação solar, evitando a perda de água.

Além disso, em ambientes mais secos, essas plantas realizam a fotossíntese de uma maneira diferente. Elas abrem os estômatos para absorver o dióxido de carbono somente durante a noite, o que também diminui a perda de água. Mas como essas plantas chegam até os lugares altos, como os fios elétricos? Elas possuem sementes leves que voam longas distâncias em um processo conhecido como anemocoria (dispersão através do vento).

Apesar de todas essas modificações fisiológicas, há alta taxa de mortalidade e baixa taxa de crescimento de novas plantas nesses locais.

Fonte: cienciacomlaor / Profª Ingrid Koch (Departamento de Biologia – UFSCar Sorocaba)
Imagens: Reprodução/ g1.globo / asnovidades
]]>
http://diariodebiologia.com/2016/12/descubra-como-e-porque-nascem-plantas-nos-fios-da-rede-eletrica/feed/ 0 38190
“Me deparei com bananas gêmeas”… Entenda porque este fenômeno acontece! http://diariodebiologia.com/2016/08/me-deparei-com-bananas-gemeas-entenda-porque-este-fenomeno-acontece/ http://diariodebiologia.com/2016/08/me-deparei-com-bananas-gemeas-entenda-porque-este-fenomeno-acontece/#respond Tue, 30 Aug 2016 07:37:44 +0000 http://diariodebiologia.com/?p=37630

“Sou estudante do ensino médio técnico da cidade de ilhéus – BA. Meu pai apareceu aqui em casa com um cacho de banana, que por algum acaso me deparei com bananas gêmeas. Poderia me explicar o que é e como acontece esse fenômeno. Estou enviando a foto em anexo.” (Fernando Oliva)

Fernando, as pessoas costumam chamar este fenômeno de “banana filipe” também é conhecida por “banana gêmea” ou “banana inconha”. Se 2 bananas estão grudadas uma na outra é Filipe, se 3 é Trilipe, 4 ou mais é Tetralipe… os dois últimos casos são ainda mais raros. Não só a banana, mas qualquer fruta ou até mesmo as sementes, gomos de poncãs, gomos de laranjas… qualquer coisa que nascem grudados são considerados Filipe ou Filipada.

A banana é classificada como fruto partenocárpico, já que se desenvolve a partir do ovário não fecundado. Ou seja, seu ovário amadurece bem antes do óvulo poder ser fecundado, portanto, as bananas que conhecemos, aquelas comestíveis, não possuem sementes. Ao contrário do que muitos imaginam, aqueles minúsculos pontos pretos presentes no interior da banana não são suas sementes, mas sim, apenas óvulos não fecundados. Aliás, é assim que se fazem frutas sem semente, injeta-se hormônios nos ovários das flores para que o carpelo transforme-se em fruto sem que o ovário tenha sido fecundado. No entanto, há bananas selvagens com sementes enormes, você pode ler sobre isso no texto “Se aqueles pontinhos pretos das bananas não são sementes, então bananas não têm sementes?”.

foto-enviada

No caso das bananas “filipadas”, a única coisa diferente que aconteceu é que quando os carpelos de óvulos não fecundados estavam virando frutos, seus tecidos celulares geminaram, acabaram se unindo e desenvolveram-se juntos. Podemos ver que eram dois ovários diferentes pelas duas pontas que prendiam a “banana siamesa” ao cacho. Vem uma linha que mostra um curto período onde se desenvolveram separados e depois sua fusão! O interessante é que depois que a gente tira a casca, vê que lá dentro elas não estão coladas, mas apenas juntas.

Faz mal? Comer essas bananas não faz mal algum. Elas possuem os mesmos nutrientes e são saudáveis como qualquer banana. E mais importante: Você não terá filhos gêmeos se comer essas bananas e nem filhos xifópagos.

Fonte: expedi30caovida
Imagens: Reprodução/ bruxasdoamor / expedicaovida
]]>
http://diariodebiologia.com/2016/08/me-deparei-com-bananas-gemeas-entenda-porque-este-fenomeno-acontece/feed/ 0 37630
Se aqueles pontinhos pretos das bananas não são sementes, então bananas não têm sementes? http://diariodebiologia.com/2016/08/banana-tem-semente/ http://diariodebiologia.com/2016/08/banana-tem-semente/#comments Mon, 29 Aug 2016 08:54:41 +0000 http://diariodebiologia.com/?p=1519

Me disseram que aqueles pequenos pontinhos nas bananas não são sementes. Se isso for verdade, as bananas não tem sementes? (Margarida e Júlia)

Veja bem Margarida e Júlia, muitas pessoas pensam que aqueles pontinhos pretos no meio da fruta, são as sementes. Não é verdade! As bananas compradas no supermercado, que consumimos normalmente, não possuem sementes. Aqueles pontinhos pretos são apenas óvulos não-fecundados da flor da bananeira. A banana é um fruto partenocárpico, tal como o abacaxi, os frutos se formam sem fecundação. É por isso que não possui sementes.

As bananas com sementes só ocorrem nas espécies selvagens, que no Brasil podem aparecer em regiões litorâneas de Mata Atlântica. A espécie Musa balbisiana, vendida no mercado indonésio contém, excepcionalmente, sementes, e é considerada uma das espécies ancestrais das atuais variedades híbridas geralmente consumidas.

BANANA

As bananas com sementes só ocorrem nas espécies selvagens. Foto: Reprodução/leptosolena

As bananas tradicionais, entretanto, reproduzem-se pela chamada propagação vegetativa, onde os brotos das novas plantas surgem a partir da planta-mãe. No caso das bananas, eles aparecem do chamado rizoma (um caule subterrâneo), estrutura na base da bananeira de onde saem as raízes. A grande vantagem é que a muda atinge a fase adulta em muito menos tempo que as frutas que começam a crescer a partir de uma semente. Mas a maior desvantagem é que todas as bananeiras serão idênticas à planta-mãe. Se a planta que deu origem aos brotos tiver doenças, as descendentes também terão.

Musa_balbisiana

A ‘Musa balbisiana’ é uma espécie primitiva de banana que não adquiriu a capacidade de reproduzir sem fecundação! SHOW, não é? Foto: Reprodução/damninteresting

—————————–

]]>
http://diariodebiologia.com/2016/08/banana-tem-semente/feed/ 19 1519
Estudo científico mostra quais são as plantas que realmente purificam o ar dentro de casa http://diariodebiologia.com/2016/08/estudo-cientifico-mostra-quais-sao-as-plantas-que-realmente-purificam-o-ar-dentro-de-casa/ http://diariodebiologia.com/2016/08/estudo-cientifico-mostra-quais-sao-as-plantas-que-realmente-purificam-o-ar-dentro-de-casa/#respond Sun, 28 Aug 2016 14:26:40 +0000 http://diariodebiologia.com/?p=37602 Muita gente já sabe que manter vasos de plantas dentro de casa ajuda a melhorar o ambiente purificando o ar. No entanto, nem todas as plantas tem esse efeito mágico. Um NOVO ESTUDO descobriu que algumas variedades fazem muito mais do que bombear oxigênio no ambiente – elas também podem limpar o ar, livrando sua casa de substâncias químicas nocivas, como benzeno, xileno, aldeído e tricloroetileno.

Pesquisadores da State University of New York analisaram plantas que tiveram a capacidade de absorver  compostos orgânicos voláteis, que são poluentes potencialmente perigosos que podem vir da pintura das paredes, dos vernizes dos móveis, impressoras, lavagens a seco, produtos de limpeza e outros produtos domésticos. Segundo o autor do estudo, Dr. Vadoud Niri, a alta concentração de compostos orgânicos voláteis pode levar a problemas de saúde, tais como tonturas, asma ou alergias. Mas, segundo ele, se você tem a planta certa dentro da sua casa, você pode resolver o problema sem precisar instalar um sistema de ventilação extra.

A Biofiltração ou Fitorremediação já é uma prática bastante conhecida. Apesar disso, não há nada novo em termos de comprovação científica sobre o assunto. Assim, os cientistas fizeram experimentos para determinar a eficiência e capacidade de biofiltração de cinco tipos diferentes de plantas de interior: a planta do jade (Crassula ovata) uma suculenta, Clorofito (Chlorophytum comosum), bromélia, Dracaena e um tipo de cactos. Cada planta foi colocada em uma câmara isolada do ar com concentrações específicas de vários tipos de compostos orgânicos voláteis. Ao medir a qualidade do ar ao longo do tempo, os pesquisadores foram capazes de ver qual das plantas foram capazes de purificar o ar.

Essas são as plantas que você precisa ter dentro da sua casa!

Essas são as plantas que você precisa ter dentro da sua casa!

Bromélia: Ganhou cinco estrelas (*****). Conseguiu limpar 80% de seis dos oito poluentes testados.

Draceana: Ganhou quatro estrelas (****). Limpou 94% da acetona química, usada como removedor de esmaltes.

Clorofito: Ganhou quatro estrelas (****) pela rapidez em que iniciou o processo. A planta começou a trabalhar alguns minutos depois de ter sido exposta aos poluentes.

As demais plantas não tiveram resultados significativos.

Vale a pena salientar que os estudos ainda não foram publicados porque ainda precisam de mais resultados conclusivos. Mas o que já foi feito, foi apresentado na  National & Exposition of the American Chemical Society (ACS), na Filadélfia.

Site: sciencealert
Imagens: Reprodução/ florisa / wayfair / casa.abril
]]>
http://diariodebiologia.com/2016/08/estudo-cientifico-mostra-quais-sao-as-plantas-que-realmente-purificam-o-ar-dentro-de-casa/feed/ 0 37602
É do Brasil!!! Cientistas brasileiros descobriram que o guaraná tem grande poder antioxidante http://diariodebiologia.com/2016/08/e-do-brasil-cientistas-brasileiros-descobriram-que-o-guarana-tem-grande-poder-antioxidante/ http://diariodebiologia.com/2016/08/e-do-brasil-cientistas-brasileiros-descobriram-que-o-guarana-tem-grande-poder-antioxidante/#respond Mon, 22 Aug 2016 22:52:55 +0000 http://diariodebiologia.com/?p=37565 Cientistas brasileiros descobriram que o guaraná, uma alternativa brasileiríssima e potente na prevenção de muitas doenças como câncer, envelhecimento precoce e doenças cardíacas pode ser utilizado como antioxidante.

Uma molécula antioxidante impede que reações oxidativas aconteçam no organismo, impedindo que as células produzam radicais livres, o que pode danificá-las e acelerar o envelhecimento.

Mas atenção! A fruta brasileira deve ser utilizada, segundo especialistas da Universidade de São Paulo, em forma de pó (e não o refrigerante). Conhecida mundialmente por ser rico em cafeína, essa frutinha encontrada no norte do país, principalmente na Amazônia, agora está em pauta por ter características mais antioxidantes do que o chá verde.

O ESTUDO realizado foi publicado no periódico Food & Function, e contou com voluntários com sobrepeso, que ingeriram em jejum uma mistura de pó de guaraná e água. Os resultados mostraram que os principais antioxidantes presentes no guaraná, as catequinas, se elevaram após a ingestão da fruta em pó. O estresse oxidativo (processo que faz as células morrerem) também caiu ao longo do período dos estudos e também foi observado um aumento das substâncias antioxidantes mesmo após a interrupção da ingestão do guaraná.

as-criancas-de-maues-am-se-divertem-brincando-com-o-guarana-apesar-de-ser-comestivel-a-fruta-in-natura-nao-agrada-muito-ao-palada

Site: super
Artigo: Hypolipidemic and cardioprotective benefits...
Imagens: Reprodução/ economia / dietasdarede
]]>
http://diariodebiologia.com/2016/08/e-do-brasil-cientistas-brasileiros-descobriram-que-o-guarana-tem-grande-poder-antioxidante/feed/ 0 37565