Exames e diagnósticos – Diário de Biologia http://diariodebiologia.com Agora ficou divertido aprender! Fri, 20 Jan 2017 08:12:41 +0000 pt-BR hourly 1 https://wordpress.org/?v=4.7.1 5538239 3 coisas inusitadas que podem te causar corrimento vaginal e você nem imagina http://diariodebiologia.com/2017/01/3-coisas-inusitadas-que-podem-te-causar-corrimento-vaginal-e-voce-nem-imagina/ http://diariodebiologia.com/2017/01/3-coisas-inusitadas-que-podem-te-causar-corrimento-vaginal-e-voce-nem-imagina/#respond Fri, 20 Jan 2017 08:12:41 +0000 http://diariodebiologia.com/?p=38270

Na maioria das vezes o corrimento é provocado por alterações do equilíbrio da flora vaginal. Algumas bactérias são próprias da vagina e fazem a defesa contra infecções. A secreção vaginal normal é composta de líquidos e mucos produzidos pelas glândulas, além do suor. É o conteúdo da flora vaginal, com bactérias e fungos que fazem parte da região. Quando está ovulando, há a secreção de clara de ovo. Durante a fase fértil, a mulher terá mais secreção, que é diminuída na menopausa. Na infância, é praticamente inexistente.

O corrimento vaginal é um dos mais comuns e mais irritantes problemas das mulheres, 80% das pacientes que procuram um atendimento em ginecologia com estes sintomas. São muitos os fatores causantes do corrimento vaginal, no entanto, três deles muitas vezes não recebem a importância merecida.

1. Sêmen

Quando o sêmen, entra em contato com a vagina, provoca uma alteração seu pH deixando o ambiente mais alcalino do que o normal. A flora bacteriana saudável consegue equilibrar este pH, no entanto, se a mulher já estiver com a flora em desequilíbrio, essa mudança pode provocar o corrimento. Mulheres com vida sexual ativa que, embora cuidem, da saúde vaginal, continuem tendo corrimentos devem passar a usar a camisinha para evitar o contato do sêmen com a secreção vaginal. Muitas vezes, o problema se resolve apenas com essa mudança de hábito.

O uso frequente de antibióticos desequilibra a flora vaginal e provoca corrimento.

2. Antibióticos

A flora vaginal é formada por micro-organismos que devem estar em perfeito equilíbrio entre si para conseguir manter a vagina, a vulva e os órgãos próximos delas longe da ação de inimigos que, diante de qualquer descuido, causam diversos males. O uso de antibióticos por muito tempo pode desencadear um desequilíbrio desta flora vaginal levando a paciente a apresentar corrimento. Normalmente, os medicamentos receitados para sinusites ou infecções urinárias, em regra, quando usados por muito tempo diminuem o número da destes micro-organismos e, por isso, aumentam a predisposição para o corrimento.

3. Estresse

Quando a mulher fica estressada com muita frequência ocorre uma alteração nos níveis hormonais. Uma consequência disso é que ocorre a liberação de grande quantidade de cortisol, que interfere na conversão do glicogênio em ácido lático e, consequentemente, deixa o ambiente mais ácido, resultando também no corrimento.

Fonte: saude.abril / vix
Imagens: Reprodução/ remedios-caseiros / taofeminino / dicasdemulher
]]>
http://diariodebiologia.com/2017/01/3-coisas-inusitadas-que-podem-te-causar-corrimento-vaginal-e-voce-nem-imagina/feed/ 0 38270
O que são as manchas brancas na língua? http://diariodebiologia.com/2017/01/o-que-sao-as-manchas-brancas-na-lingua/ http://diariodebiologia.com/2017/01/o-que-sao-as-manchas-brancas-na-lingua/#respond Thu, 19 Jan 2017 09:29:05 +0000 http://diariodebiologia.com/?p=38260

 “Tenho manchas brancas na língua. O que significam? ” (Maria Nazaré)

Olá Maria Nazaré! Uma língua saudável tem uma cor rosada recoberta por uma secreção fina e úmida. Além disso, a língua é um órgão formado por musculatura estriada esquelética que faz parte do sistema digestório. Sua principal função é iniciar o processo da digestão, moldar o alimento na boca e realizar a movimentação do mesmo, também tem funções sensoriais responsáveis pelo paladar e na formação de sons através da fala e linguagem.

A superfície da língua é lisa e recoberta por pequenas estruturas chamadas de papilas gustativas responsáveis pela detecção do sabor. Muitas pessoas não se dão conta da sua importância e acabam esquecendo de observar os sintomas de alguma doença ou desordem na língua, por isso é recomendado sempre ir ao dentista regularmente para realizar uma consulta.

Uma língua que dói ou descolorida é sinal de que alguma coisa não está bem e deve ser investigado imediatamente. Esses sintomas podem indicar: desde uma deficiência de vitaminas, como ferro ou biotina, até uma doença mais grave como a AIDS ou câncer bucal. É necessário realizar uma análise clínica no consultório médico ou odontológico para ser analisado e dado o diagnóstico corretamente.

Alguns problemas podem afetar a língua e deixarem ela esbranquiçada, como: a Saburra lingual, também conhecida como Biofilme lingual ou língua branca. Essa condição se dá pela placa bacteriana esbranquiçada que se forma na parte posterior da língua (fundo), muitas vezes essa placa pode ter a coloração amarelada ou amarronzada. Essa placa é formada quando há diminuição da produção de saliva, descamação epitelial da mucosa bucal acima dos limites normais que pode causar uma das coisas que todos detestam: o mau hálito.

Outra causa de a língua apresentar manchas brancas é a infecção por fungos que se desenvolve dentro da boca chamada de Candidose oral ou candidíase oral. É muito comum em crianças e idosos que possuem o sistema imune debilitado ou deficiente ou quando há uso de antibióticos que matam as bactérias boas na boca que ajudam na proliferação dos fungos. Já a Leucoplasia é uma condição com que as células da boca se desenvolvam excessivamente que leva a formação de manchas brancas dentro da boca e na língua, embora não seja grave por si só, essa condição pode ser um precursor do câncer bucal e por isso deve ser investigado.

Essas manchas podem causar halitose (mal hálito).

Há também uma doença inflamatória chamada de Líquen plano. É uma inflamação mucocutânea que atinge a pele, mucosas, além de cabelos e unhas. É uma doença benigna, porém de longa duração e causa muito desconforto no paciente. Suas causas ainda são desconhecidas, mas há algumas especulações como: imunológicas, psicogênica, neurológica, infecciosa ou ainda causada por metais pesados como ouro e mercúrio. Os sintomas podem incluir: lesões na língua apresentando várias formas como bolhas, placas, papulosa e erosiva, geralmente são dolorosas e são localizadas nas laterais da língua, parte interna da bochecha e gengiva e formam uma linha em forma de uma rede.

Portanto, todas essas condições podem deixar manchas brancas na superfície da língua e por isso devem ser diagnosticadas pelo médico ou dentista para que seja tratado da forma correta e eficaz, então procurar um especialista regularmente é necessário para evitar complicações, além de realizar uma boa higienização bucal todos os dias com uma escovação eficiente e uso de fio dental. A saúde da sua boca agradece!

Fontes: indicedesaude / saburralingual / minhavida
Artigos: Bezerril et. al / Domingues Conceição et. al / Oliveira Moreira et. al
Imagens: Reprodução/ mulher /
]]>
http://diariodebiologia.com/2017/01/o-que-sao-as-manchas-brancas-na-lingua/feed/ 0 38260
É verdade que carvão vegetal pode clarear os dentes? http://diariodebiologia.com/2016/12/e-verdade-que-carvao-vegetal-pode-clarear-os-dentes/ http://diariodebiologia.com/2016/12/e-verdade-que-carvao-vegetal-pode-clarear-os-dentes/#respond Mon, 19 Dec 2016 07:22:20 +0000 http://diariodebiologia.com/?p=38185

“Vi a matéria sobre bicarbonato de sódio. Gostaria de saber se carvão vegetal ajuda a clarear os dentes?” (Luiz Henrique Vieira)

Oi Luiz Henrique, na internet existem diversas receitas que prometem clarear os dentes ou remover o tártaro. Porém, essas receitas caseiras podem causar alguns problemas à saúde. Podem resolver momentaneamente, mas podem causar danos para o resto da vida.

De acordo com a Associação Brasileira de Odontologia, as receitas caseiras que utilizam bicarbonato de sódio, carvão, morango, casca de banana, suco de limão e casca de laranja, entre outros, não tem a capacidade de clarear os dentes. E mais do que isso, elas contém substâncias corrosivas que são capazes de remover a camada mais superficial dos dentes.

No caso da limpeza com bicarbonato de sódio, o atrito com a superfície do dente até elimina as manchas externas, limpando essa superfície, mas não clareia. O bicarbonato enfraquece o esmalte do dente, tornando-o mais poroso, por ser uma substância abrasiva. A utilização do limão ou casca da laranja, com pH ácido, causa uma erosão no dente, provocando até reações de hipersensibilidade.

Sobre o carvão vegetal

De acordo com cirurgião dentista Luiz Rodolfo, do site DicasOdonto o carvão vegetal é um produto obtido através de queima controlada, possui baixo teor de oxigênio e na medicina é aplicado em casos de envenenamento por ingestão de substância tóxica. Mas isso não significa que tenha o poder mágico de clarear dentes amarelados.

O carvão não tem qualquer poder de clareamento dos dentes e ainda pode fazer mal. Ao usar o produto conforme recomendado por diversas blogueiras, há uma impressão de que os dentes estão sendo clareados porque a abrasividade do carvão faz micro arranhões no esmalte do dente. A longo prazo esses pequenos arranhões deixarão o dente susceptível a cáries, deixará os dentes fracos e quebradiços.

Então, a resposta é: Não, o carvão não clareia os dentes e ainda pode fazer muito mal a eles.

 

Fonte: abo / dicasodonto
Imagens: Reprodução/ plus.google/ resumodamoda
]]>
http://diariodebiologia.com/2016/12/e-verdade-que-carvao-vegetal-pode-clarear-os-dentes/feed/ 0 38185
Dermatologistas avisam: quem tem espinhas resiste mais ao envelhecimento que as outras pessoas! http://diariodebiologia.com/2016/12/dermatologistas-avisam-quem-tem-espinhas-resiste-mais-ao-envelhecimento-que-as-outras-pessoas/ http://diariodebiologia.com/2016/12/dermatologistas-avisam-quem-tem-espinhas-resiste-mais-ao-envelhecimento-que-as-outras-pessoas/#respond Sat, 17 Dec 2016 07:07:44 +0000 http://diariodebiologia.com/?p=38153

A adolescência é marcada por muitas transformações no corpo, mas tem uma característica que deixa muitas pessoas irritadas e com sua autoestima baixa: a nossa famosa espinha, chamada também de acne. Algumas pessoas não apresentam muita dificuldade de lidar com ela, pois apresentam pouca disposição para tê-las, mas para outras é um verdadeiro sofrimento, pois há um grande desenvolvimento no rosto que deixa algumas deformações e marcas, além do aspecto visual não muito agradável.

Porém, temos uma excelente notícia para aqueles que sofrem com as espinhas. Um estudo publicado na revista Investigative Dermatology mostrou que as pessoas que apresentam espinhas resistem mais ao processo de envelhecimento do que o resto da população, ou seja, quem tem espinha envelhece menos. A dermatologista Simone Ribeiro, principal autora deste estudo, afirma que já foi identificado de que a pele de quem tem acne envelhece bem mais devagar do que aquelas que nunca tiveram acne em sua vida, porém não há uma explicação exata.

A pesquisa foi baseada em informações genéticas de mulheres com e sem espinhas. Foram usadas 1205 gêmeas onde um quarto disse ter tido acne. O resultado da pesquisa apresentou que as mulheres com acne apresentam telômeros mais duradouros do que as mulheres sem acnes. Telômero é a extremidade livre de um cromossomo, formada por sequências repetidas de DNA, cuja função é garantir que cada ciclo de replicação celular seja completado.

O telômero é uma estrutura que protege o DNA e a cada replicação ele vai encurtando e ficando cada vez menor ao ponto da célula não conseguir mais se replicar, ou seja, a célula morre ou não funciona corretamente. Ainda não se sabe, exatamente, a causa que faz com os telômeros encurtem mais depressa, porém esse processo já foi associado ao envelhecimento, ao câncer, aos fumantes e obesos. Apesar de a pesquisa apresentar algumas limitações, os seus resultados foram claros e objetivos: há uma relação entre a duração dos telômeros com pessoas com espinhas e o seu envelhecimento mais devagar, apesar de não ter ainda uma causa biológica para esse processo.

O mais importante é que as pessoas que sofrem com as espinhas podem ter um final feliz, ou seja, ter muitas espinhas na adolescência e na velhice uma pele muito mais jovem do que as demais pessoas, é apenas uma questão de tempo. Lembrando que qualquer complicação com a acne deve ser tratada com um médico especialista.

Fontes: noticias.uol
Artigo: Acne and Telomere Length: 
Imagens: Reprodução/ bbc / diariodonordeste
]]>
http://diariodebiologia.com/2016/12/dermatologistas-avisam-quem-tem-espinhas-resiste-mais-ao-envelhecimento-que-as-outras-pessoas/feed/ 0 38153
Estimativa sugere que um quarto da população mundial tem Tuberculose Latente e não sabe! http://diariodebiologia.com/2016/11/estimativa-sugere-que-um-quarto-da-populacao-mundial-tem-tuberculose-latente-e-nao-sabe/ http://diariodebiologia.com/2016/11/estimativa-sugere-que-um-quarto-da-populacao-mundial-tem-tuberculose-latente-e-nao-sabe/#respond Wed, 30 Nov 2016 07:24:54 +0000 http://diariodebiologia.com/?p=38025

A tuberculose é causada pela bactéria Mycobacterium tuberculosis que na maioria dos casos, é contida pelo sistema imune e se torna latente, ou seja, a qualquer momento a doença pode surgir e se instalar nesse organismo, além disso, é uma fonte de transmissão para a infecção de outras pessoas. Na esfera global, a tuberculose é a principal causa de morte infecciosa com uma estimativa de 1,8 milhões de mortes em 2015.

Ao contrário de que muitos acreditam, das pessoas que são infectadas pela bactéria, apenas 10% delas manifestam a doença e o restante apenas adquirem a forma latente. É por isso que devido essa crescente infecção latente será necessário buscar alternativas eficazes para conter a bactéria e sua infecção. Um estudo publicado na revista médica PLoS Medicine reconstruiu a força da doença, ou seja, a chance de que um indivíduo possa se infectar com a bactéria, em 180 países. Foram analisadas pesquisas, testes e arquivos em grande parte até 1990 e após essa data foram utilizadas estimativas da Organização Mundial de Saúde sobre a prevalência de tuberculose.

Após a análise dos dados obtidos, aplicando uma tendência história da população mundial com o risco de infecções, foi descoberto que quase 1 quarto da população mundial tem uma infecção latente de tuberculose, ou seja, quase 1,7 bilhões de pessoas, onde mais de 80% dessas pessoas está concentrada na Ásia e África e onde estão os grupos etários mais velhos com a prevalência de infecção que aumenta com a idade, porém estima-se que 100 mil crianças já carregam uma infecção por tuberculose latente.

como-e-feito-o-tratamento-da-tuberculose-1-640-427

De acordo com a meta estabelecida pela OMS é que a tuberculose seja eliminada até 2035. Porém, o estudo fez uma estimativa de que se a tuberculose fosse contida hoje com o número atual de infecções latentes não seria possível atingir essa meta. Por isso, é necessária uma intervenção maior dos governos para conseguir novas ferramentas de diagnósticos com precisão para identificar os indivíduos com a tuberculose latente e que são susceptíveis para evoluir a doença, além de novas alternativas para realizar o tratamento de forma segura.

Com o crescente número de infecções com esta doença e todos esses dados abordados nestas pesquisas fica evidente de que serão necessárias mudanças drásticas para tentar conter a bactéria e sua manifestação na população mundial. Portanto, quanto mais cedo tomado alguma atitude nesse controle, melhor será para o desenvolvimento da população mundial e melhor qualidade de vida para a sociedade e menos gastos com o seu tratamento médico, pois com tantos números de mortes anualmente, fica claro que a tuberculose ainda é uma realidade que precisa ser investigada e tratada com urgência.

Fontes: iflscience / who / theconversation
Artigos: The Global Burden  / Diagnóstico e Tratamento / Diagnóstico e tratamento da
Imagens: Reprodução/cienciaparatodos / tuasaude
]]>
http://diariodebiologia.com/2016/11/estimativa-sugere-que-um-quarto-da-populacao-mundial-tem-tuberculose-latente-e-nao-sabe/feed/ 0 38025
“Quando tomo algo gelado fico com dor de cabeça”. Entenda porque isso acontece! http://diariodebiologia.com/2016/11/quando-tomo-algo-gelado-fico-com-dor-de-cabeca-entenda-porque-isso-acontece/ http://diariodebiologia.com/2016/11/quando-tomo-algo-gelado-fico-com-dor-de-cabeca-entenda-porque-isso-acontece/#respond Sat, 26 Nov 2016 07:24:58 +0000 http://diariodebiologia.com/?p=38005

“Porque quando tomo algo muito gelado fico com dor de cabeça?” (Ivan Dunas)

Olá Ivan! Sabe aquela dor de cabeça chata que aparece logo após a ingestão de uma bebida muito gelada ou quando toma um sorvete? Pois é, muitas pessoas passam por essa sensação e acreditam que o cérebro está congelando… É quase isso! Na verdade, essa dor repentina é uma consequência da dilatação de uma artéria cerebral que fica bem atrás dos olhos.

Para que o nosso corpo funcione corretamente é necessário que a sua temperatura esteja adequada, ou seja, em torno de 37º a 38º C. Com o nosso cérebro não é diferente, por isso quando tomamos alguma bebida muito gelada, principalmente quando tomado com algum canudo, a temperatura diminui próximo ao céu da boca e isso cria um mecanismo que ativa o nosso cérebro enviando a informação que algo está acontecendo e que será necessário resolver.

A informação que chega ao cérebro é interpretada da seguinte forma: “Ops! Parece que a temperatura está baixando e teremos que fazer alguma coisa rapidamente.” É nesse momento que o cérebro envia o comando para que a artéria cerebral anterior se dilate e aumente o seu fluxo sanguíneo permitindo maior passagem de sangue na tentativa de aumentar a temperatura daquele local. Desta forma, assim que a temperatura começa a subir a dor desaparece automaticamente.

Foi realizado um estudo entre a Escola de Medicina de Harvard e a Universidade da Irlanda, publicado na revista Scientific American, uma subdivisão da revista Nature onde demonstrou que as pessoas sentem essa dor de cabeça súbita quando tomam sorvete. A pesquisa foi realizada com 13 participantes na qual foram induzidos a tomar algo gelado com um canudo ou um sorvete. Esses voluntários sempre sinalizavam quando a dor chegava e quando ela desaparecia apenas levantando a mão. Ao longo dessa experiência, o cérebro era monitorado através de ultrassonografia para verificar qualquer alteração interna do corpo.

1-37

O estudo revelou que quando os participantes sentiam a dor nas têmporas, a artéria cerebral anterior se abria e triplicava de tamanho, ou seja, aumentava significativamente o fluxo sanguíneo. De acordo com Jorge Serrador, pesquisador da Escola de Medicina de Harvard, o cérebro é sensível as variações de temperatura e por isso ocorre a vasodilatação para levar sangue quente para dentro do tecido e para que o cérebro permaneça aquecido.

Segundo os autores da pesquisa, a dor súbita é causada por essa vasodilatação que aumenta o tamanho do fluxo sanguíneo aumentando também a pressão dentro da cabeça e isso explica a dor que logo desaparece assim que o fluxo volta ao normal. Esse mecanismo de contração da artéria permite que a pressão volte ao normal sendo esse um mecanismo de autodefesa para evitar que a pressão na cabeça alcance um nível perigoso.

Os cientistas acreditam que a pesquisa abre portas para novos estudos e pesquisas para o tratamento de outras dores de cabeça, como a enxaqueca e levar ao desenvolvimento de medicamentos que auxiliem na prevenção da dilatação de vasos sanguíneos e outros que induzem à contração dos mesmos evitando assim crises de dores insuportáveis.

Fontes: fasebj / bbc
Artigos: Cold drinks cause a major artery in the skull to dilate
Imagens: Reprodução/ minilua / segredosdomundo
]]>
http://diariodebiologia.com/2016/11/quando-tomo-algo-gelado-fico-com-dor-de-cabeca-entenda-porque-isso-acontece/feed/ 0 38005
Depoimento: “A maneira inusitada em que descobri que sou diabética” http://diariodebiologia.com/2016/11/depoimento-a-maneira-inusitada-em-que-descobri-que-sou-diabetica/ http://diariodebiologia.com/2016/11/depoimento-a-maneira-inusitada-em-que-descobri-que-sou-diabetica/#respond Thu, 10 Nov 2016 09:13:45 +0000 http://diariodebiologia.com/?p=37873

“Nunca aparentei qualquer problema de saúde, sou jovem, com peso adequado à altura e à idade. Mas algo em especial chamou minha atenção: no lixo do banheiro da minha casa estava sempre com formigas. Isso foi me chamando a atenção. Troquei a lixeira, passei a colocar desinfetantes dentro da lixeira, mas elas estavam sempre lá. Comecei a pesquisar sobre o assunto e descobri no site Diário de Biologia que quando formigas passeiam pelo vaso sanitário, pode ser um indício de que alguém na casa está com Diabetes. Logo pensei: Elas não estão no vaso, mas na lixeira, onde eu deposito o papel higiênico sujo com a minha urina e sangue de menstruação. Procurei um médico e não deu outra: Minha glicose estava muito acima do valor aceitável (ultrapassava 200 mg/dL). Iniciei imediatamente o tratamento”. (Leitora anônima)

Este depoimento nos foi enviado por uma leitora depois de ler nosso texto sobre a presença de formigas no vaso sanitário (Preste atenção! Ter formigas passeando pelo vaso sanitário pode ser um indicativo de que alguém na sua casa está com diabetes!).

De fato, antigamente o diabete mellitus era diagnosticado assim, já que os médicos da época experimentavam a urina dos pacientes para descobrir algumas doenças. Dessa maneira perceberam que o sabor de algumas urinas era adocicado e por isso a doença recebeu também a palavra mellitus (doce). Eles também observavam se formigas ou abelhas eram atraídas pela urina dos pacientes. Ainda hoje, com tantos recursos tecnológicos, ainda é certo desconfiar de formigas e abelhas nos lixos do banheiro. É também motivo de preocupação ver formigas vagando sobre calcinhas e cuecas sujas, sobre os papeis sujos de menstruação e esperma.

how-to-get-rid-of-ants-in-the-bathroom-02

Mas atenção: A glicose na urina irá aparecer não só nos diabéticos descontrolados (que não estão fazendo o controle na alimentação e/ou usando os medicamentos corretamente), mas também em alguns casos onde ocorre alteração no limite de reabsorção da glicose pelos rins, como na gravidez e no uso de alguns medicamentos.

Fonte: diariodebiologia
Imagens: Reprodução/ mundointrigante / sweethomedesignideas
]]>
http://diariodebiologia.com/2016/11/depoimento-a-maneira-inusitada-em-que-descobri-que-sou-diabetica/feed/ 0 37873
Doença do Beijo Salgado: veja como ela pode ser agressiva ao organismo http://diariodebiologia.com/2016/11/doenca-do-beijo-salgado-veja-como-ela-pode-ser-agressiva-ao-organismo/ http://diariodebiologia.com/2016/11/doenca-do-beijo-salgado-veja-como-ela-pode-ser-agressiva-ao-organismo/#respond Wed, 09 Nov 2016 09:06:40 +0000 http://diariodebiologia.com/?p=37877

“Recentemente o casal Dalton e Katie Prager, que comoveu os EUA com luta conjunta contra a fibrose cística, morreu com poucos dias de diferença. Além deles, o cantor francês Grégory Lemarchal, que tinha uma voz linda, também morreu (em 2007) ao 23 anos da mesma doença. O que é a fibrose cística? Por que os portadores dessa doença, geralmente, morrem ainda jovens?” (Iago Pirone)

Olá Iago! Infelizmente, a “doença do beijo” ou fibrose cística ainda não tem cura. É uma doença genética, hereditária, autossômica e recessiva, ou seja, é passada pela mãe e pelo pai para seus filhos. De acordo com o pneumopediatra, Luiz Vicente Silva Filho do Hospital Albert Einstein, sua principal característica é o acúmulo de secreções mais densas e pegajosas nos pulmões, no trato digestivo e em outras áreas do corpo.

Também conhecida como Mucoviscidose, a fibrose cística é causada por um gene defeituoso (mutação), chamado Regulador da Condutância Transmembrana da Fibrose Cística, onde resulta na produção anormal do muco, ou seja, faz com que o muco se torne 30 a 60 vezes mais denso que o normal ocasionando o acúmulo nas vias respiratórias dos pulmões e que também pode se acumular no pâncreas. Esse acúmulo resulta em infecções pulmonares, devido ao crescimento bacteriano neste local, além disso, com o acúmulo de muco no pâncreas, o sistema digestório não consegue realizar a digestão corretamente de gorduras e proteínas e por isso, o paciente começa a ficar desnutrido, o que agrava a situação da doença.

A fibrose cística pode ser facilmente diagnosticada ainda nos primeiros dias de vida através do teste do pezinho, que é gratuito e obrigatório em todo o Brasil. O teste do suor é considerado como padrão ouro para o diagnóstico da doença, pois é baseado na análise dos níveis de cloro do suor, esse teste acompanhado de critérios clínicos são suficientes para confirmar a doença. Também há o teste genético, e como o próprio nome diz, é realizado de forma completa que pode detectar duas mutações patogênicas, além disso, esse teste é absolutamente conclusivo, onde já foram descritas mais de 2000 mutações desse gene.

Os sintomas mais comuns da doença incluem: pele de sabor muito salgado, devido à produção excessiva de cloro, tosse persistente e com catarro, infecções pulmonares como a pneumonia e bronquite com frequência, chiados no peito, falta de ar, fezes volumosas, desnutrição ou ganho de peso rápido, surgimento de pólipos nasais, entre outros. Tudo isso vai depender do grau e da mutação desse gene em cada paciente, por isso os sintomas podem variar ou se apresentar de forma mais agressiva.

diagnostico-laboratorial-da-fibrose-cistica

Como o muco pode interferir em vários sistemas do corpo humano, o tratamento é diferente para cada paciente com a doença, porém pode ser semelhante para ajudar no combate aos sintomas e garantir uma qualidade de vida. Quando a doença ataca principalmente o sistema respiratório, onde o muco bloqueia os canais dos brônquios ocasionando dificuldades para respirar e muitas infecções, este caso geralmente é cirúrgico, além de medicações, pois costuma ser mais grave devido ao alargamento ou distorção irreversível dos brônquios.

De uma forma geral, o tratamento pode incluir muitas medicações e técnicas como: enzimas digestivas, antibióticos, broncodilatadores, fisioterapia respiratória, anti-inflamatórios, atividade física, entre outras atividades multidisciplinares, sempre com orientação médica especializada na doença. Infelizmente, a doença não tem cura e quando não é diagnosticada cedo é sempre fatal. A expectativa de vida de uma paciente com a fibrose cística em países desenvolvidos pode chegar até os 40 anos de idade, porém como geralmente ocorrem muitas infecções devidos os problemas respiratórios, os pacientes morrem bem mais jovens.

O mais importante é seguir com as orientações médicas para conseguir manter uma melhor qualidade de vida e garantir uma sobrevivência maior, além disso, quanto mais cedo for o diagnóstico mais eficiente será o tratamento.

Por que Doença do Beijo Salgado:

Geralmente, a Fibrose Cística é percebida quando os pais sentem um sabor salgado ao beijarem o filho.  Dizemos que são crianças do beijo salgado porque elas perdem muito sal do suor, até três, quatro vezes mais do que uma criança saudável. Essa perda excessiva pode levar à desidratação. Podem aparecer cristaizinhos de sal no corpo, principalmente na testa. E quando a família a beija, acha que a criança é salgada.

Fontes: abram / einstein / unidospelavida
Artigos:  Cystic fibrosis: a clinical... / Fibrose cística no adulto: aspectos ...
Imagens: Reprodução/ sincron /
]]>
http://diariodebiologia.com/2016/11/doenca-do-beijo-salgado-veja-como-ela-pode-ser-agressiva-ao-organismo/feed/ 0 37877
Está decidido: Estados Unidos irão tirar a maioria dos sabonetes antibacterianos do mercado, saiba o porquê! http://diariodebiologia.com/2016/10/esta-decidido-estados-unidos-irao-tirar-a-maioria-dos-sabonetes-antibacterianos-do-mercado-saiba-o-porque/ http://diariodebiologia.com/2016/10/esta-decidido-estados-unidos-irao-tirar-a-maioria-dos-sabonetes-antibacterianos-do-mercado-saiba-o-porque/#respond Sun, 02 Oct 2016 18:58:44 +0000 http://diariodebiologia.com/?p=37784

Quem assiste as propagandas de sabonetes antibacterianos sabe que eles nos lembram sempre que o mundo é cheio de microrganismos prejudiciais à saúde. Então entra o sabonete que limpa 99,9% das bactérias do nosso corpo e salva o nosso dia. Mas será que é isso mesmo?

A opinião do Food and Drug Administration (FDA), órgão que regula alimentos e medicamentos nos Estados Unidos, é bem diferente do que os sabonetes pregam nas propagandas. Para eles, não passa de conversa furada. O FDA determinou que saísse do mercado, em até um ano, sabonetes que contenham alguns dos 19 ingredientes proibidos pelo órgão. Dentre eles, agentes químicos triclosan e triclocarban, presentes na maioria destes sabonetes. Algumas marcas já começaram a retirar os ingredientes de seus produtos.

Os consumidores podem acreditar que eles são mais eficientes para evitar a proliferação de germes, mas não temos evidência científica disso“, disse Janel Woodcock, diretora do Centro de Avaliação e Pesquisa de Medicamentos do FDA. Por outro lado, o Instituto Americano da Limpeza, que representa os interesses dos fabricantes, afirmou que o FDA recebeu informações que provam a eficácia e a segurança dos sabonetes antibacterianos.

O FDA deixou claro que a proibição vale apenas para produtos que são enxaguados com água. Deixando o gel antisséptico, lenços umedecidos e outros produtos antibacterianos usados por serviços de saúde, livres para comércio.

Isso não é de hoje. Em 2013 órgãos competentes solicitaram aos fabricantes que provassem com pesquisas, que os sabonetes antibacterianos são mais eficazes que os sabonetes comuns no combate à propagação de doenças e redução de infecções. As empresas por sua vez, não provaram e os dados entregues foram considerados insuficientes para garantir a segurança e a eficácia dos produtos.

20929490

O pedido aos fabricantes teve base em pesquisas que sugeriam que o uso prolongado dos ingredientes vetados, poderiam trazer riscos à saúde, como o aumento da resistência bacteriana ou alterações hormonais.

Os fabricantes agora têm um ano para retirar os sabonetes ou mudar a sua fórmula. Os especialistas em saúde reforçam que lavar-se com água e sabão continua a ser uma das medidas mais importantes para evitar doenças e a proliferação de germes. Caso não haja água e sabão disponível e se opte por gel antisséptico, o FDA recomenda que seja um produto à base de álcool, com uma concentração de ao menos 60%.

Fonte: globo
Imagens: Reprodução/ clicrbs / alemdafebre
]]>
http://diariodebiologia.com/2016/10/esta-decidido-estados-unidos-irao-tirar-a-maioria-dos-sabonetes-antibacterianos-do-mercado-saiba-o-porque/feed/ 0 37784
Estes são os primeiros sinais que indicam o câncer: eles surgem bem antes do diagnóstico http://diariodebiologia.com/2016/10/estes-sao-os-primeiros-sinais-que-indicam-o-cancer-eles-surgem-bem-antes-do-diagnostico/ http://diariodebiologia.com/2016/10/estes-sao-os-primeiros-sinais-que-indicam-o-cancer-eles-surgem-bem-antes-do-diagnostico/#respond Sat, 01 Oct 2016 00:31:20 +0000 http://diariodebiologia.com/?p=37780

Hoje, as medidas preventivas e os exames periódicos têm salvado a vida de muitas pessoas que desenvolvem câncer. Já se sabe que o diagnóstico precoce é sem dúvida o melhor remédio para a cura definitiva.

Alguns médicos relacionam diversos sintomas sutis que juntos podem indicar que algo mais sério vem por aí. Por isso, é importante que hoje todos saibam alguns dos sinais e sintomas mais comuns do câncer. No entanto, deixamos bem claro que ter esses sinais, obviamente, não indica que a pessoa tenha câncer ou possa vir a desenvolver a doença. Mas, os médicos do Instituo Oncoguia deixam claro que apresentar tais sintomas por um longo período de tempo ou se piorarem, é indispensável consultar um médico para descobrir a causa.

Febre que vai e volta, sem tomar remédio

A febre sempre virá mais cedo ou mais tarde em pessoas que desenvolvem câncer. É uma resposta imunológica do organismo que sinaliza que algo não vai bem no corpo. Quase todos os pacientes com câncer terão febre em algum momento, principalmente se a doença ou o tratamento afeta o sistema imunológico. Com menos frequência, a febre pode ser um sinal precoce de um câncer, como leucemia ou linfoma. Essa febre é persistente e surge do nada pelo menos três vezes por semana e depois vai aumentando a frequência.

Sentir cansaço o tempo todo

Pessoas com câncer geralmente apresentam um cansaço extremo que não melhora com o repouso. Ela pode ser um sintoma importante quando o câncer está se desenvolvendo, como a leucemia. Com a alteração das células do sangue, os órgãos não são oxigenados como deveriam e isso provoca um cansaço que nada cura.

Perder peso significativo

A pessoa não está fazendo dieta, não está praticando exercícios físicos e então perda em um pouco período de tempo 10 kg. Isso não é bom sinal e também indicar câncer. A maioria das pessoas com câncer perderão peso em algum momento. Isso acontece na maioria das vezes com o câncer de pâncreas, estômago, esôfago ou de pulmão.

Dor que não passa

A dor localizada numa determinada região é comum em vários tipos de câncer, como câncer no cérebro, nos ósseo, no ovário, no testículo ou no intestino. Na maioria dos casos, esta dor não alivia com o repouso e não é causada por exercício excessivo ou outras doenças, como artrite ou lesão muscular. É uma dor persistente que não cede com nenhuma alternativa como compressas frias ou quentes, somente com analgésicos fortes.

he

Alterações na pele

O câncer de pele e alguns outros tipos de câncer podem causar alterações na pele, como hiperpigmentação, icterícia, eritema ou coceira.

Mudanças intestinais

Um sinal muito comum para pessoas que desenvolvem câncer colo-retal é a constipação a longo prazo, diarreia ou alteração nas fezes pode ser um sinal de câncer colo-retal. Ter variações como fezes muito duras ou diarreia por mais de 6 semanas pode ser um sinal de câncer, principalmente câncer do intestino. Além disso, em alguns casos também podem surgir grandes alterações no padrão intestinal, como ter fezes muito duras durante alguns dias e, em outros dias, diarreia, além de barriga inchada, náuseas e vômitos.

Feridas que nunca cicatrizam

O surgimento de feridas em qualquer região do corpo, como boca, pele ou vagina, por exemplo, que demoram mais de 1 mês para cicatrizar, também pode indicar câncer numa fase inicial, pois o sistema imene está mais fraco e ocorre diminuição das plaquetas que são responsáveis por ajudar na cicatrização de lesões.

Sangramentos

Hemorragia pode acontecer no câncer inicial ou avançado. Tosse com sangue no escarro pode ser um sinal de câncer de pulmão. Sangue nas fezes pode ser um sinal de câncer colorretal. O câncer de colo do útero ou de endométrio pode causar sangramento vaginal importante. Sangue na urina pode ser um sinal de câncer de bexiga ou câncer de rim. Uma secreção sanguinolenta do mamilo pode ser um sinal de câncer de mama.

Tosse e rouquidão por mais de 3 semanas

Ter tosse persistente, falta de ar e voz rouca pode ser um sinal de câncer de pulmão, de laringe ou tireoide, por exemplo. Tosse seca persistente, acompanhada de dor nas costas, falta de ar e cansaço intenso podem indicar câncer de pulmão.

Manchas na pele

O câncer pode provocar alterações na pele, como manchas escuras na pele, pele amarelada, manchas vermelhas ou roxas com bolinhas e pele áspera que causa coceira. Além disso, qualquer verruga, mancha ou sarda que altere de cor, tamanho ou forma, ou que muda suas bordas deve ser imediatamente examinada por um médico. Uma alteração na pele pode ser um melanoma que, quando diagnosticado no início, pode ser tratado com sucesso.

Fontes: tuasaude / oncoguia / grupocoi
Imagens: Reprodução/ tusaludybienestarpuravida / natureba
]]>
http://diariodebiologia.com/2016/10/estes-sao-os-primeiros-sinais-que-indicam-o-cancer-eles-surgem-bem-antes-do-diagnostico/feed/ 0 37780