Histórias incríveis – Diário de Biologia http://diariodebiologia.com Agora ficou divertido aprender! Fri, 24 Mar 2017 16:25:04 +0000 pt-BR hourly 1 https://wordpress.org/?v=4.7.3 5538239 Experimento com células-tronco deixou três mulheres cegas pelo resto da vida http://diariodebiologia.com/2017/03/experimento-com-celulas-tronco-deixou-tres-mulheres-cegas-pelo-resto-da-vida/ http://diariodebiologia.com/2017/03/experimento-com-celulas-tronco-deixou-tres-mulheres-cegas-pelo-resto-da-vida/#respond Fri, 24 Mar 2017 12:41:48 +0000 http://diariodebiologia.com/?p=38851

A descoberta das células-tronco pode ser considerada um dos maiores avanços da medicina e da ciência nos últimos anos, já que as pesquisas realizadas com esse material são capazes de abrir portas para descobertas no tratamento de várias doenças consideradas ainda sem solução. No entanto, todo cuidado é pouco.

Segundo relato médico publicado no The New England Journal of Medicine  três mulheres americanas de 72 a 88 anos pagaram 5 mil dólares para participar de um ensaio clínico usando células-tronco, mas o experimento não terminou bem. A eficácia do tratamento ainda não havia sido comprovada e prometia tratar a degeneração macular, uma doença ocular progressiva que leva a danos na retina e perda de visão.

De acordo com o relatório do incidente, as mulheres tiveram gordura removida de seus corpos através de lipoaspiração, que foi usada para extrair células-tronco derivadas do tecido adiposo e plasma. Depois de um preparo, uma solução de células estaminais e plasma foi injetada em ambos os olhos de cada paciente, o que já deveria ter sido evitado, uma vez que, tratamentos experimentais só devem ser testados em um olho devido aos potenciais efeitos colaterais. Uma semana após o procedimento, as mulheres tiveram a perda da visão, retinas destacadas e sangramento ocular. Mesmo com o pronto atendimento e tratamento específico com especialista, um ano depois de tomar as injeções, as mulheres permanecem totalmente cegas.

Só nos Estados Unidos, cerca de 600 clínicas reivindicam o uso de células-tronco para tratar uma grande variedade de distúrbios, e algumas delas estão recrutando pessoas doentes sem testes básicos de segurança e metodologia não comprovadas cientificamente. As pesquisas envolvendo células-tronco tem sido muito promissora, mas ao mesmo tempo são perigosas e devem ser testadas com muita cautela. Os resultados divulgados na mídia têm feito pessoas do mundo inteiro acreditarem que terão seus problemas de saúde resolvidos a partir de tratamentos com células estaminais.

Enquanto se discute a bioética das clínicas, as três mulheres foram condenadas a viver seus dias na escuridão, o que serve como um alerta oportuno para qualquer outra pessoa que procure tratamentos milagrosos com células-tronco.

Fonte: sciencealert / cordvida
Imagens: Reprodução/sciencealert/ georgetonleal
]]>
http://diariodebiologia.com/2017/03/experimento-com-celulas-tronco-deixou-tres-mulheres-cegas-pelo-resto-da-vida/feed/ 0 38851
Sem sacrificar nenhum animal, empresa americana consegue produzir carne de frango e pato http://diariodebiologia.com/2017/03/sem-sacrificar-nenhum-animal-empresa-americana-consegue-produzir-carne-de-frango-e-pato/ http://diariodebiologia.com/2017/03/sem-sacrificar-nenhum-animal-empresa-americana-consegue-produzir-carne-de-frango-e-pato/#respond Thu, 23 Mar 2017 12:41:34 +0000 http://diariodebiologia.com/?p=38846

Ao que parece estamos há um passo de descobrir uma forma de evitar o abate de animais para nossa alimentação. Os testes iniciais da Startup norte-americana Memphis Meats revelaram que é possível cultivar carnes em laboratório sem qualquer sacrifício animal.

O processo é extenso e complexo, mas basicamente consiste da retirada de células de animais com potencial de crescimento, que são cultivadas e multiplicadas com nutrientes e oxigênio. Em seguida, as células desenvolvem-se em tanques biorreatores e convertem-se em músculo. A carne, segundo a empresa, pode ser consumida depois de 9 a 21 dias.

Nosso objetivo é produzir carne de um jeito melhor, para que seja deliciosa, acessível e sustentável. Nós realmente acreditamos que este é um significante passo à frente para a humanidade na tecnologia e uma oportunidade de negócios incrível – para transformar uma indústria global gigante enquanto se contribui para resolver alguns dos problemas mais urgentes dos tempos atuais“, disse Uma Valeti, doutora, co-fundadora e CEO da Memphis Meats em comunicado à imprensa.

A startup  anunciou recentemente que conseguiu produzir carne de frango e de pato em laboratório, sem qualquer sacrifício animal.

Apesar da fantástica descoberta, o processo é muito caro e ainda muito ousado. Segundo reportagem publicada no Wall Street Jornal, cada 450g de filé de frango obtido no processo custa cerca de 9 mil dólares para ser produzida. Ou seja, seriam necessários aproximadamente R$ 56 mil para conseguir um quilo de frango. Mesmo com processo para lá de oneroso, a startup anuncia a descoberta como uma vitória e garantem que poderão começar a comercializar o produto com preços competitivos no mercado em 2021.

Fonte: emais / zap
Imagens: Reprodução/ itssugartime /
]]>
http://diariodebiologia.com/2017/03/sem-sacrificar-nenhum-animal-empresa-americana-consegue-produzir-carne-de-frango-e-pato/feed/ 0 38846
Depois de 8 anos de tentativas, especialista cria linda cobra com pele de emoji http://diariodebiologia.com/2017/03/depois-de-8-anos-de-tentativas-especialista-cria-linda-cobra-com-pele-de-emoji/ http://diariodebiologia.com/2017/03/depois-de-8-anos-de-tentativas-especialista-cria-linda-cobra-com-pele-de-emoji/#respond Fri, 17 Mar 2017 12:54:53 +0000 http://diariodebiologia.com/?p=38783

Justin Kobulka é especialista em répteis e apaixonado por todo o tipo de serpente. Ele mantem em casa um impressionante criadouro de cobras na qual sua especialidade é “brincar” com as características fenotípicas das suas amiguinhas de sangue frio. Ou seja, Justin é especialista em tornar uma espécie comum em um exemplar único selecionando características chamativas, como a cor ou padrão de manchas.

Com essa habilidade ele já obteve cobras com aparências impressionantes e únicas. Mas agora, ele acaba de revelar a Emoji Ball Python, uma cobra píton-real albina (Python regius). A jovem cobrinha tem três carinhas sorridentes nas costas, e duas manchas disformes perto da cabeça e no meio do corpo. Justin chegou a este padrão com mutações recessivas que podem acontecer naturalmente, embora sejam muito raras na natureza.

O criador diz que é possível que essa seja a única cobra do mundo com manchas que formam 3 emojis sorridentes detalhadas no corpo e que para chegar a essa incrível aparência foram necessários 8 anos cruzando cobras. A píton-real é a menor das pítons africanas, o que as torna uma opção popular entre as pessoas que querem ter cobras de estimação. Um exemplar comum custa entre US$40 e US$150, mas a Emoji Ball Python em particular custaria US$4.500 se estivesse à venda. No entanto, o criador diz que, por enquanto, não pensa em vender sua nova amiga.

Fontes:  hypescience / odditycentral / jkobylkareptiles
Imagens: Reprodução/ jkreptiles
]]>
http://diariodebiologia.com/2017/03/depois-de-8-anos-de-tentativas-especialista-cria-linda-cobra-com-pele-de-emoji/feed/ 0 38783
Novo órgão do corpo humano acaba de ser classificado. Todos os livros de anatomia terão que ser atualizados! http://diariodebiologia.com/2017/03/novo-orgao-do-corpo-humano-acaba-de-ser-classificado-todos-os-livros-de-anatomia-terao-que-ser-atualizados/ http://diariodebiologia.com/2017/03/novo-orgao-do-corpo-humano-acaba-de-ser-classificado-todos-os-livros-de-anatomia-terao-que-ser-atualizados/#respond Wed, 15 Mar 2017 16:25:57 +0000 http://diariodebiologia.com/?p=38757

Tirando as pesquisas com DNA, até hoje, achávamos que o corpo humano já estava mais do que estudado. Mas pesquisadores acabam de propor uma nova classificação para um órgão que esteve, todo esse tempo, escondido no nosso sistema digestivo. Embora os pesquisadores já conheçam bem a morfologia anatômica do novo órgão, sua função é ainda desconhecida e agora, estudos exaustivos serão elaborados para uma melhor compreensão e tratamento das doenças abdominais e digestivas.

O novo órgão está sendo chamado de MESENTÉRIO, está localizado em nosso sistema digestivo, e antes, da forma como era conhecido, pensava-se em diversas estruturas fragmentadas e separadas. Mas este novo estudo mostrou que o mesentério é realmente um órgão contínuo do corpo humano. Trata-se de uma dobra membranosa que liga os outros órgãos à parede do corpo. “A descrição anatômica que existe há cem anos estava incorreta. O órgão está longe de ser fragmentado. É simplesmente uma estrutura contínua”, diz o pesquisador J. Calving Coffey, do Hospital Universitário Limerick (Irlanda).

Em 2012 Coffey e sua equipe já haviam assinalado através de microscopia detalhada que o mesentério é na verdade um órgão contínuo. Mas só agora, depois de estudos exaustivos, é que a revelação foi feita para toda comunidade médica através de um artigo publicado na revista The Lancet Gastroenterology & Hepatology. Hoje, o mesentério pode ser descrito como uma dobra do peritônio, o revestimento da cavidade abdominal – que sustenta o nosso intestino à parede abdominal, e mantém os órgãos no local correto.

Ainda não se sabe se o mesentério deve ser visto como parte dos sistemas intestinal, vascular, endócrino, cardiovascular ou imunológico, pois tem papéis importantes em todos eles. Suas funções estão sendo investigadas a níveis hematológicos, imunológicos, endócrinos, metabólicos e outros. A descoberta é tão inovadora que livros médicos estão sendo atualizados para incluir a nova informação.

O que vai mudar para a medicina?

Além do fato de que este novo órgão precisará passar a ser estudado na formação de novos médicos, os especialistas estão bastante animados com as novas descobertas, agora será possível categorizar doenças abdominais e o estudantes e pesquisadores poderão investigar seu papel nesta região. Agora que o novo órgão já descrito e está estabelecido, o próximo passo é descobrir de fato a sua função. Afinal quando sabemos a função, é possível identificar quando algo está anormal e aí, fica mais fácil classificar uma doença.

Fontes: sciencealert /elitedaily/ hypescience
Artigo: J Calvin Coffey & D Peter O'Leary
Imagens: Reprodução/ sciencealert/elitedaily
]]>
http://diariodebiologia.com/2017/03/novo-orgao-do-corpo-humano-acaba-de-ser-classificado-todos-os-livros-de-anatomia-terao-que-ser-atualizados/feed/ 0 38757
Usando apenas uma colher de chá, estudante obesa perde 60 kg e vira modelo fitness. Você pode começar hoje ainda! http://diariodebiologia.com/2017/03/usando-apenas-uma-colher-de-cha-estudante-obesa-perde-60-kg-e-vira-modelo-fitness-voce-pode-comecar-hoje-ainda/ http://diariodebiologia.com/2017/03/usando-apenas-uma-colher-de-cha-estudante-obesa-perde-60-kg-e-vira-modelo-fitness-voce-pode-comecar-hoje-ainda/#respond Sun, 12 Mar 2017 18:29:24 +0000 http://diariodebiologia.com/?p=38710

ATENÇÃO: Toda dieta deve ser acompanhada por um médico e nutricionista. Não recomendamos que se inicie uma dieta sem avaliação médica prévia. Estamos aqui relatando um caso verídico que pode  incentivar pessoas que precisam perder peso. Obrigada pela compreensão.

Matilde Broberg pesava 121 quilos e seu IMC era de 40,6, o que a colocava na categoria de obesidade mórbida, uma vez que, uma pessoa saudável precisa ter IMC entre 18,5 e 25. Sua dieta às vezes passava de 3.500 calorias. Assim como acontece com muitas pessoas obesas, o peso de Mathilde a deixou em situações desconfortáveis ​​durante toda a sua vida de adolescente, o que a impediu de se socializar, pois ela achava que não seria digna de conseguir manter suas amizades.

Ser gorda a incomodava, mas ela só resolveu tomar o controle sobre sua vida novamente quando a viu no vídeo de um musical aos 16 anos. Hoje, ela está irreconhecível e trabalhando como modelo de catálogo fitness. Como ela conseguiu?

A grande aliada de Mathilde é um talher que todos nós temos em casa: uma COLHER DE CHÁ! Isso mesmo. A moça passou a cuidar para que suas refeições nunca ultrapassassem o tamanho de sua mão aberta e tudo, absolutamente tudo que ela comia – e come até hoje – é usando apenas a sua amiga colherinha de chá. A moça carrega até hoje dentro da bolsa sua “amiga” e não tem nenhuma vergonha de usa-la nos restaurantes que frequenta.

É lógico que ela se afastou de bolos, refrigerantes e junk food. Mas os médicos garantem que o sucesso da dieta feita pela moça pode ser atribuído ao fato das pequenas porções ingeridas devagar usando a pequena colher. Eles dizem que isso engana o cérebro e o faz acreditar que está ingerindo muito mais do que realmente está. Isso também sinaliza que o estômago já está cheio. Por isso, a menina nunca saía insatisfeita da mesa e não ficava pensando em comida o dia todo, mesmo suas refeições não passando do tamanho da sua mão.

Todo mundo pode fazer essa dieta. Todo mundo tem uma colherinha de chá em casa. É só medir a refeição do tamanho da mão e nunca repetir”, diz a moça aconselhando as pessoas que passam pelo mesmo problema.

Então, que tal tentar seguir este conselho? A dica é usar prato de sobremesa para se servir e comer usando a colherinha de chá.

Fonte: smooth / nypost / mirror
Imagens: Reprodução/ farrahgray / cenapop
]]>
http://diariodebiologia.com/2017/03/usando-apenas-uma-colher-de-cha-estudante-obesa-perde-60-kg-e-vira-modelo-fitness-voce-pode-comecar-hoje-ainda/feed/ 0 38710
Psicóloga revelou como acabar com o choro de qualquer criança com apenas UMA pergunta http://diariodebiologia.com/2017/03/psicologa-revelou-como-acabar-com-o-choro-de-qualquer-crianca-com-apenas-uma-pergunta/ http://diariodebiologia.com/2017/03/psicologa-revelou-como-acabar-com-o-choro-de-qualquer-crianca-com-apenas-uma-pergunta/#respond Tue, 07 Mar 2017 09:36:35 +0000 http://diariodebiologia.com/?p=38630

Criança faz altos drama com qualquer situação e os pais, muitas vezes, sem saber o motivo daquilo tudo, ficam com a maior cara de tacho, procurando uma forma de resolver a “birra”. Ainda que exista um problema de verdade, nós não o vemos da mesma perspectiva da criança e, por isso, é muito difícil convencê-las a parar de chorar.

A jornalista Fabiana Santos, mãe de uma menina de 5 anos, parece ter descoberto a frase mágica que faz a criança refletir sobre o seu problema e parar de chorar. Ela contou detalhes em seu Blog onde revelou seu caso: “Minha filha entrou na alfabetização e estava um pouco ansiosa, sempre repetia que não ia dar conta nas primeiras semanas de escola, ficando um pouco nervosa. E esse comportamento acabou se desdobrando em casa: ela aumentou as situações de fazer drama para qualquer coisa, mesmo as mais simples… Foi então que conheci a psicóloga infantil Sally Neuberger…

Segundo Fabiana, a psicóloga explicou que os pais precisam fazer a criança se sentir respeitada, no sentido de dar valor ao que elas estão sentindo. E assim, na hora de uma crise, seja porque motivo for, uma criança a partir dos 5 anos de idade precisa ser atendida no sentido de pensar e achar a resposta sobre o que está acontecendo com ela. Esta valorização sobre o que ela está passando e ao mesmo tempo o fato de incluí-la na solução da questão desarma os argumentos dos pequenos.

Independente do motivo do drama, seja porque a criança não quer tomar banho, porque a sua boneca preferida perdeu o braço ou porque ela não está se saindo como gostaria em alguma atividade, esta pergunta deve ser feita sem julgamento de valor:

“Isto é um problema grande, um problema médio ou um problema pequeno?”

“Isto é um problema grande, um problema médio ou um problema pequeno?”

Junto com a pergunta, é preciso mostrar que a resposta será importante para resolver o problema. Segundo Fabiana contou, todos os problemas relacionados a dramas fúteis ou não da criança, sumiram como um passe de mágica. “…E agora,  todas as vezes que faço a pergunta e ela responde, a gente dá um jeito de resolver o problema a partir da percepção dela de onde buscar a solução. Um pequeno, sempre é rápido e tranquilo de resolver. Algum que ela considera médio, muito provavelmente será resolvido mas não na mesma hora e ela vai entender que há coisas que precisam de algum desdobramento para acontecer. Se um problema for grave – e obviamente que grave na cabeça de uma criança não pode ser algo a ser desprezado mesmo que para a gente pareça bobo – talvez seja preciso mais conversa e atenção para ela entender que há coisas que não saem exatamente como a gente quer”, escreveu Fabiana no blog.

Fazendo essa pergunta e dando a devida atenção para a resposta, a criança saberá que pode contar com a ajuda do adulto para resolver seus problemas pequenos, grandes ou médios. Que tal testar essa dica e nos contar depois?

Fontes: tudosobreminhamae / sossolteiros
Imagens: Reprodução/ divianarts
]]>
http://diariodebiologia.com/2017/03/psicologa-revelou-como-acabar-com-o-choro-de-qualquer-crianca-com-apenas-uma-pergunta/feed/ 0 38630
Elas vivem 40 anos sofrendo em silêncio: A triste realidade das aves torturadas pelo Carnaval http://diariodebiologia.com/2017/02/elas-vivem-40-anos-sofrendo-em-silencio-a-triste-realidade-das-aves-torturadas-pelo-carnaval/ http://diariodebiologia.com/2017/02/elas-vivem-40-anos-sofrendo-em-silencio-a-triste-realidade-das-aves-torturadas-pelo-carnaval/#respond Mon, 27 Feb 2017 17:01:06 +0000 http://diariodebiologia.com/?p=38567

Os desfiles das escolas de samba atraem visitantes do mundo inteiro, encantados com o samba e as cores das fantasias. Poucos se questionam sobre a origem de tantas plumas e penas que adornam os corpos das musas dos desfiles. Segundo informações do site ANDA, as escolas ainda não abrem mão destes adereços, símbolos do carnaval.

Ao que parece, as alas comuns já usam penas e plumas artificiais. O problema está nas rainhas e madrinha de bateria, que precisam de fantasias mais luxuosas, glamorosas. Infelizmente, como elas saem na mídia, buscam os materiais mais nobres, de origem animal, como o faisão ou o avestruz. Os avestruzes, por exemplo, são mantidos em confinamento e vivem aproximadamente 40 anos, durante os quais têm uma retirada anual das plumas.

Geralmente, quando se toca no assunto da procedência das penas, os responsáveis pelos adereços luxuosos dizem que as penas caem naturalmente e são recolhidas durante todo o ano. Não é nada disso! Eles arrancam as penas com um método conhecido como “zíper” em que as aves são levantadas pelo pescoço, as pernas amarradas e então as suas penas são arrancadas manualmente e a seco. Este processo provoca dor, sofrimento e as deixa expostas ao sol e a infecções graves. A luta dos animais durante este processo chega a provocar fraturas.  É muito triste     que as penas destas aves sejam uma verdadeira “mina de ouro”: uma única pena de faisão, por exemplo, pode chegar a custar R$ 100.

Este processo começa quando os animais têm 10 semanas de idade e se repete em intervalos de quatro a seis semanas até a exaustão, quando as aves são mortas ou são alimentadas à força para a indústria de foie gras. A indústria considera que as penas arrancadas de aves vivas têm melhor qualidade, e o processo, mais econômico, uma vez que as aves podem ser depenadas inúmeras vezes antes de serem mortas.

Os maiores produtores de acessórios de penas são a Hungria, a China e a Polônia, e todas as três utilizam o processo de colheita em animais vivos. 80% da penugem e das penas do mundo vem da China (para variar!).

Fontes: naoacredito / anda / anda.jor /
Imagens: Reprodução/ baike.m / noticias / soama
]]>
http://diariodebiologia.com/2017/02/elas-vivem-40-anos-sofrendo-em-silencio-a-triste-realidade-das-aves-torturadas-pelo-carnaval/feed/ 0 38567
Cirurgiões encontram tumor com cérebro, dentes e cabelos no ovário de uma adolescente http://diariodebiologia.com/2017/02/cirurgioes-encontram-tumor-com-cerebro-dentes-e-cabelos-no-ovario-de-uma-adolescente/ http://diariodebiologia.com/2017/02/cirurgioes-encontram-tumor-com-cerebro-dentes-e-cabelos-no-ovario-de-uma-adolescente/#respond Tue, 21 Feb 2017 13:01:39 +0000 http://diariodebiologia.com/?p=38505

O que seria apenas uma cirurgia para retirada do apêndice se tornou em algo muito surpreendente para os médicos no Japão. Na cirurgia encontraram um pequeno cérebro em crescimento dentro do ovário de uma adolescente de 16 anos de idade. A menina não sentia nenhum tipo de sintoma a não ser pelo apêndice na qual foi submetida pela cirurgia.

Os médicos ficaram surpresos quando começaram a fazer a retirada do tumor dentro do ovário, onde foi encontrada uma massa de tecido neural altamente organizada com cerca de 3 cm de largura e que se assemelhava a um cerebelo, região do cérebro que coordena o controle motor e o equilíbrio. Tumores em ovários e testículos que apresentam outros tipos de tecidos do corpo, como cabelo, músculos e ossos, são conhecidos como Teratomas, e são bastante comuns, eles podem ser benignos e malignos.

Em raríssimos casos foram relatados teratomas com células cerebrais, embora a surpresa dos médicos japoneses terem encontrado um pedaço tão completo e bem organizado de tecido neural seja praticamente inédito. Essa fantástica descoberta foi descrita e divulgada na revista Neuropathology, onde os cirurgiões descreveram que o tumor apresentava três camadas do córtex cerebelar bem formada e que as fibras que conectam os neurônios uns aos outros chamados de dendritos estavam começando a se formar.

Imagens do tumor, que tinha pelos e uma estrutura em forma de cérebro de 3 cm coberta por uma placa de osso craniano.

A Mielina que isola fibras nervosas e permitem a rápida transmissão de impulsos elétricos também foi encontrada em grande parte do tumor. Os pesquisadores afirmam que isso reflete a maturação e desenvolvimento avançado do tecido neural. Felizmente, a cirurgia da menina foi um sucesso, o tumor foi removido e a mesma se recupera bem.

Fontes: iflscience / cancerresearchuk
Artigos: Masayuki Shintaku et. al
Imagens: Reprodução/ bbc / zap.aeiou
]]>
http://diariodebiologia.com/2017/02/cirurgioes-encontram-tumor-com-cerebro-dentes-e-cabelos-no-ovario-de-uma-adolescente/feed/ 0 38505
Estes famosos têm uma doença crônica incurável e lutam contra o preconceito http://diariodebiologia.com/2017/02/estes-famosos-tem-em-comum-uma-doenca-cronica-incuravel-e-lutam-contra-o-preconceito/ http://diariodebiologia.com/2017/02/estes-famosos-tem-em-comum-uma-doenca-cronica-incuravel-e-lutam-contra-o-preconceito/#respond Thu, 16 Feb 2017 19:27:10 +0000 http://diariodebiologia.com/?p=38468

Celebridades de filmes, programas de TV’s e capas de revistas, na maioria das vezes exibem corpos perfeitos e saudáveis. Afinal, para muita gente, a vida dos famosos parece sempre boa, divertida e livre de complicações e chatices. O grande problema, no entanto, é que essas pessoas, mesmo ricas e famosas, são seres humanos como nós e muitos convivem com problemas de saúde e são fragilizadas por isso.

O que a socialite Kim Kardashian, a cantora Britney Spears, a atriz Cameron Diaz, a atriz  Ciena Rae Nelson, a cantora pop dos anos 80 Cyndi Lauper, a consultora de moda Stacy London do esquadrão da moda,  Le Ann Rimes, famosa cantora country norte-americano , Art Garfunkel, da dupla Simon & Garfunkel, a nadadora olímpica Dara Torres, a atriz do filme “Esquadrão Suicida” Jocelyn Delevingne têm em comum é uma doença de pele autoimune chamada psoríase. A psoríase, é uma doença de pele, não contagiosa.  Nos psoriásticos as células da epiderme se reproduzem em excesso, causando muitas lesões, que coçam e são doloridas. Não há cura, é uma doença crônica, o que significa que seus portadores precisam conviver com ela pelo resto da vida.

Em uma pessoa normal, a pele renova-se a cada 21 a 28 dias. A pele de um portador de psoríase se reproduz de maneira tão rápida que leva de 2 a 6 dias para completar todo o processo, por isso surgem as lesões na pele formadas por placas avermelhadas e/ou escamosas. Embora não seja a causa, fatores emocionais como stress e ansiedade agravam a doença. Há diversos tratamentos que amenizam os sintomas, no entanto, um psoriástico ainda não pode ser curado e muitos destes famosos assumem que se afastam dos holofotes quando estão em crise.

Veja como algumas dessas celebridades convivem com o problema.

Kim Kardashian

Uma das celebridades diagnosticadas com psoríase é Kim Kardashian, 35 anos, atriz, empresária, socialite, produtora, estilista e apresentadora norte-americana, e uma das personalidades mais bem pagas do país atualmente. Os sintomas da psoríase começaram a se manifestar em Kim recentemente, entretanto, a morena não se mostrou tão preocupada em esconder as lesões de pele, apesar de ter demonstrado apreensão em relação à pressão social que sofrerá daqui para frente.

Stacy London

Em programa de TV, Stacy contou emocionada como foi difícil aceitar a doença na adolescência.

A famosa “chiquérrima” consultora de moda e apresentadora do “What Not To Wear” (a versão americana do “Esquadrão da Moda”). Diagnosticada com psoríase aos quatro anos, Stacy já foi porta-voz da National Psoriasis Foundation. Quando tinha 11 anos, ela chegou a ter os longos cabelos cortados por conta da intensa descamação que seu couro cabeludo sofria. Já em 2013, a apresentadora lançou uma campanha chamada “Uncover Your Confidence”, um movimento com o objetivo de apoiar as pessoas que convivem com a doença por meio de pesquisas educacionais e conselhos de estilo para esconder as lesões sem estragar o “look”.

Britney Spears

A famosa cantora americana nunca revelou oficialmente que é portadora de psoríase, no entanto, a mídia, amigos e os fãs afirmam que Britney sofre da doença desde a adolescência. Diversas fotos da pop star que circulam na internet comprovam a presença das lesões de psoríase.

Cindy Lauper

Uma das maiores cantoras pop dos anos 80, Lauper descobriu que tinha psoríase, depois que procurou tratamento para estranhas escamas grossas no couro cabeludo. “Quando ‘aquilo’ começou a se espalhar pelo corpo ficava muito envergonhada e por muito tempo escondi de todos que me cercam, inclusive dos fãs., disse em uma entrevista.  Hoje, com 62 anos a cantora aderiu à várias causas em favor dos portadores de psoríase, como a campanha I’m PSO Ready e é porta voz da National Psoriasis Foundation.

Ciena Rae Nelson

A atriz contou que precisa me maquiar assim todos os dias para trabalhar.

A atriz norte-americana, comoveu a internet ao compartilhar em seu Instagram sua luta contra a psoríase, doença dermatológica crônica. A jovem estrela resolveu dividir uma foto sua sem maquiagem alguma, mostrando sua pele real com a vermelhidão e irritação típicos de sua condição. Ela escreveu na legenda: “A esquerda com maquiagem e como realmente é na direita. Tudo nas duas fotos é o que está aí, a única diferença é que, na foto da direita, aumentei a saturação e estrutura. A maioria olha para a pessoa da esquerda e não percebe as manchas aqui e ali, e não perceber o que realmente há por baixo…. Nem tudo é tão ruim quanto parece e, às vezes, é muito pior.”

Cameron Díaz

Cameron não assume a doença e esconde o problema com maquiagem.

A belíssima atriz e ex-modelo Cameron Diaz, já teve problemas sérios com a acne no passado onde passou por um tratamento altamente agressivo. E agora, há algum tempo foi diagnosticada com psoríase, segundo dizem diversas mídias. No entanto, a atriz nunca revelou oficialmente ser portadora da doença e tem evitado aparecer em público. Algumas imagens mostram lesões da doença sendo escondidas por maquiagem.

CariDee English

CariDee nunca teve problemas em mostrar as lesões. recentemente fez um ensaio quando estava no auge de uma crise.

A Top Model construiu uma carreira pela sua beleza, apesar de alguns dias não se sentir tão linda assim. Diagnosticada com psoríase quando criança, CariDee já teve surtos tão graves que ficou com 70% de seu corpo coberto pela psoríase. Em 2010, ela lançou fotos de si mesma antes e depois de uma crise de psoríase. “Eu pensei: ‘Como posso utilizar melhor esta crise para ajudar outras pessoas? Eu decidi que iria documentar-me totalmente exposta, com a esperança de que se uma menina ver, poderei dar-lhes esperança há algo de concreto lá fora, que pode ajudá-los. ”

Le Ann Rimes

Le Ann conta que sua doença está controlada. A cantora nunca se deixou fotografar durante uma crise.

Famosa cantora do country norte-americano, Le Ann luta contra a doença há 25 anos. A cantora já chegou a ter 80% do seu corpo tomado por lesões causadas pela psoríase, e durante anos escondeu a doença. Hoje, com a doença controlada, ela conta sua experiência para as pessoas e auxilia outros pacientes sempre dizendo que há esperança para quem segue os tratamentos. Quando a cantora está em crise, ela não se deixa fotografar.

Art Garfunkel

Famoso cantor e compositor da dupla Simon & Garfunkel, percorreu longas distâncias para tentar tratar sua psoríase. Anos atrás ele visitou o Mar Morto em Israel, numa tentativa de aliviar o mal-estar causado pela coceira. Ele comunicou aos fãs: “Eu tenho psoríase e flutuar na água do mar morto foi muito bom para minha pele. Eu não só achei o lugar bonito, mas é também terapêutico e eu recomendo àquelas pessoas que tem essa doença.”

Fontes: blogbemestar / clubedalulumakeup / everydayhealth / amigoscompsoriase /
Imagens: Reprodução/ ego.globo / blogbemestar / portalcruz / thedoctorstv/ glamour
]]>
http://diariodebiologia.com/2017/02/estes-famosos-tem-em-comum-uma-doenca-cronica-incuravel-e-lutam-contra-o-preconceito/feed/ 0 38468
Veja 8 formas não convencionais para uso do sêmen humano http://diariodebiologia.com/2017/02/veja-8-formas-nao-convencionais-do-uso-do-semen-humano/ http://diariodebiologia.com/2017/02/veja-8-formas-nao-convencionais-do-uso-do-semen-humano/#respond Sun, 12 Feb 2017 16:31:17 +0000 http://diariodebiologia.com/?p=38443

Na Biologia dizemos que o sêmen é o fluido orgânico produzido pelos machos de muitas espécies de animais para transportar os espermatozoides até o local de fertilização na fêmea. É constituído por espermatozoides e pelo conjunto de dois líquidos: o líquido seminal e o prostático.

Bem, penso que até agora você imaginava que era somente isso: um líquido essencial para a reprodução de muitos animais, inclusive os seres humanos. Mas, você vai conhecer agora outros oito usos do sêmen que você provavelmente não conhecia.

1. Acaba com o enjoo matinal em gestantes

O psicólogo Gordon Gallup causou um choque quando sugeriu, em um estudo apresentado no encontro da Northeastern Evolutionary Psychology Society (EUA), que mulheres grávidas se sentem enjoadas porque seu organismo está rejeitando o material genético fornecido pelo homem através do esperma. Na teoria do psicólogo, ingerir o fluido poderia pouco a pouco reduzir os enjoos e até fortalecer sua imunidade.  Não é só isso, em 2000, outro estudo argumentou que p sêmen pode auxiliar a abreviar os riscos de pré-eclâmpsia em gestantes.

2. Pintura

Martin Von Ostrowski, um artista mundialmente conhecido por ter pintado um retrado de Hitler usando fezes, realizou uma exposição no Museu Gay de Berlim (Alemanha), na qual quadros pintados com sêmen foram apresentados ao público. Segundo ele, cada tela exigia pelo menos 40 ejaculações. Assim, calcula-se que  o artista precisou de mais ou menos mil emissões de sêmen para que a exposição acontecesse.

O artista plástico Martin Von Ostrowski realizou uma exposição com quadros pintados com esperma.

3. Armazenamento de informação

Entrando agora no ramo da genética pura, anunciamos que, recentemente, pesquisadores das Universidades de Harvard e Johns Hopkins (EUA) apresentaram um estudo em que o sêmen é usado para arquivar informações em DNA, aproveitando sua organização sequencial de dados. Por esse processo, é possível armazenar uma quantidade absurda de dados (1 petabyte, ou 1.024 terabytes) em apenas 1,5 mg de DNA, quantidade presente em 1 mm³ de esperma. É mole?

4. Antidepressivo para mulheres

Estudos científicos mostram que o sêmen atua como una droga psicoativa no corpo das mulheres, melhorando seu estado de ânimo suas habilidades cognitivas. As benfeitorias do sêmen parecem estar relacionadas com vantagens evolutivas. Segundo os cientistas, esse efeito se dá devido aos hormônios presentes no fluido. De fato, o sêmen possui um perfil químico complicado, contendo mais de 50 diferentes compostos com funções específicas.

Entre os elementos, estão cortisol (que aumenta afeição), estrona (que melhora o humor), prolactina (um antidepressivo natural), oxitocina (que também melhora o humor), melatonina (que induz sono) e serotonina (um dos mais conhecidos neurotransmissores antidepressivos).

5. Hidratante de pele

Talvez essa estratégia já seja do conhecimento de muitas pessoas. Afinal, este fluido contém a espermina, um poderoso antioxidante, já usado pelas profissionais da estética para suavizar rugas, deixar a pele de suas clientes mais macia e suavizar os efeitos da acne. Este poder cosmético do sêmen levou a empresas desenvolverem um creme facial à base do fluído para vender. Bem, se você não se importar com a procedência do produto, pode pesquisar no seu site de busca favorito pelos sites: Townhouse Spa (vende a R$ 500) e Graceful Services (por cerca de R$ 250).

Várias empresas já estão investindo em cremes à base de esperma.

6. Controle de ovulação

Cientistas da Universidade de Saskatchewan no Canadá revelaram que o sêmen possui uma proteína que serve como um sinalizador hormonal que vai parar no hipotálamo. Esta região do cérebro, por sua vez, libera hormônios que são responsáveis pela ovulação. Em termos reprodutivos, faz muito sentido. Afinal, ao sentir a presença de espermatozoides, seu corpo faz com que você fique mais fértil. Esta linha de pesquisa está levando a um estudo bastante representativo sobre infertilidade feminina. Vamos torcer!

7. Tinta Invisível

O sêmen já funcionou como tinta invisível e foi usado para escrever cartas durante a Primeira Guerra Mundial. A ideia foi dos membros do serviço de inteligência do Reino Unido. O fluido não reagia aos principais métodos de detecção de tinta invisível utilizados à época. Havia ainda a vantagem de ser um material disponível facilmente para os agentes secretos. A mensagem secreta só se revelava na presença de certos produtos químicos. Isso é incrivelmente fantástico!

8. Ingrediente culinário

Sim, o  cozinheiro Fotie Photenhauer elevou a um novo patamar a ideia de “pratos exóticos” em seus livros  “Natural Harvest: A Collection of Semen-Based Recipes”  e “Semenology – The Semen Bartender’s Handbook”, onde compilou receitas preparadas com sêmen humano.  Segundo ele, o gosto do sêmen é único, o que o torna interessante. E ele é produzido por alguém que você ama ou por você mesmo.

O chef aconselha, ainda, o uso do sêmen para substituir clara de ovo em algumas receitas. Detalhe: é sempre melhor utilizar o “produto” fresco. Se não der para consumir o ingrediente na hora de “fabricação”, é possível manter o sêmen guardado na geladeira por até três dias. Ou, ainda, dá para congelar o ingrediente, o que acaba prejudicando a textura do líquido, mas, de acordo com Photenhauer, o gosto permanece o mesmo.

 

O cozinheiro Fotie Photenhauer publicou dois livros com receitas usando esperma.

 

Fonte: semen / estilo.uol / revistagalileu / megacurioso / hypescience
Imagens: Reprodução/ lasprovincias / fatosdesconhecidos
]]>
http://diariodebiologia.com/2017/02/veja-8-formas-nao-convencionais-do-uso-do-semen-humano/feed/ 0 38443