Curiosidades

Conheça as meninas-bonecas. Meninas que mantém a aparência e tamanho de boneca por toda vida [vídeo]

Meninas bonecas: Doença do nanismo primordial (fotos e vídeo)

O nome desta condição é “nanismo primordial“. Trata-se de uma subcategoria do nanismo, muitíssimo rara, em que o tamanho corporal é menor que o normal em todos os estágios da vida. Ou seja, a pessoa apresenta o tamanho reduzido de todo o corpo. As pessoas acometidas com a doença do nanismo primordial são conhecidas como meninas bonecas ou meninos bonecos. Elas mantém a aparência e tamanho de boneca por toda vida. As fotos e o vídeo são impressionantes!

O crescimento é proporcional, mas é muito menor que o normal: cabeça, membros, tronco e órgãos. São pessoas extremamente pequenas para a idade, até mesmo enquanto são fetos, no nascimento e no crescimento pré-natal. Ao nascer, pessoas portadoras de nanismo primordial, nunca pesam mais que 1 kg (um bebê normal deve pesar em média 3 kg) e nunca medem mais que 25 cm (bebês normais já medem pelo menos 50 cm). Quando chegam a fase adulta, raramente ultrapassam os 1 metro de altura.

Há duas hipóteses para o surgimento desta doença. A primeira seria a ausência de uma proteína chamada pericentrina, determinada por um gene localizado no cromossomo 21 (o PCNT). Outra hipótese propõe a relação entre a baixa estatura e a deleção de genes específicos cuja repetição destes, caracteriza o genoma das pessoas com estatura normal. Tratamentos com hormônios de crescimento não tem qualquer efeito para essas pessoas. Conheçam Charlotte Garside (nascida em 2007), Kenadie Jourdin Bromley (nascida em 2003) e Kristin Riley (nascida em 1982) que segundo os médicos, não viveriam mais que alguns dias.




Charlotte Garside

Aos 6 anos, media 68 cm e pesava 4 kg. Nesta idade, Charlotte mede pouco mais que um bebê recém-nascido, apesar de ter 6 anos, sua idade de aprendizagem é de uma crianças com 3 anos. A pequena nasceu medindo apenas 20 cm, passou 14 semanas no hospital. Quando foi para casa, com apenas 5 ml de leite, tinha asfixia e vômito e precisou voltar ao hospital para colocar tubo naso-gástrico para alimentação. Os primeiros 9 meses de vida foram muito difíceis com várias idas e vindas do hospital para casa. Mas somente com 1 ano de vida é que foi diagnosticada com nanismo primordial. Charlotte tem sido tratada com a menor criança do mundo e usa roupas de recém nascidos. Os pais garantem que ela é geniosa, inteligente e tem personalidade.

Hoje (2018) Charlotte está com 10 anos de idade e está bem. Participou de um encontro mundial de nanismo primordial em 2016. Ela tem sistema imunológico debilitado e problemas no fígado. Infelizmente, não encontramos suas medidas atuais.



Meninas bonecas: Doença do nanismo primordial (fotos e vídeo)

Meninas bonecas: Doença do nanismo primordial (fotos e vídeo)

Kenadie Jourdin-Bromley



Aos 8 anos media 83 cm e pesava 7,5 kg. Nasceu com 27 cm pesando 900 g, sua mão era do tamanho de uma moeda de 25 centavos. Frequenta escola normal, seus colegas, da mesma idade, medem o dobro do seu tamanho e pesam 3 vezes mais. Ela também é muito menor que seu irmão de 5 anos. Os médicos acreditam que ela não chegará a medir mais que 95 cm se chegar a fase adulta. Kenadie sofre de envelhecimento precoce e tem ossos muito finos que aumentam os riscos de fraturas. O problema mais grave e de risco para Kenadie sua tendência a sofrer aneurismas, onde um vaso sanguíneo de repente pode romper com resultado fatal.

Hoje (2018) Kenadie está viva, mede 99 cm e tem 13 anos de idade. Ela está agora no 7° ano e adora patinar no gelo. Os médicos ainda não sabem se ela chegará a idade adulta.

Leia também: Conheça a doença em que as pessoas são miniaturas mesmo quando adultos

Meninas bonecas: Doença do nanismo primordial (fotos e vídeo)

Meninas bonecas: Doença do nanismo primordial (fotos e vídeo)

Kristin Riley: 31 anos completados em 2013, mede 91cm

Aos 31 anos, Kristin ainda precisa fazer compras no setor infantil e será assim por toda sua vida. Ela mede apenas 91 centímetros e é considerada a anã primordial mais velha que se tem notícia. Teve muitas dificuldades por causa do atraso no desenvolvimento, só começou a falar depois dos 3 anos de idade. Hoje, já adulta, dirige um carro adaptado e já concluiu o curso superior. Em 2011, Kristin atuou como atriz no filme “Oz, o Grande e Poderoso”.

Leia também: Ele sofre de uma doença que acelera o envelhecimento. Aos 4 anos de idade, tem saúde e aparência de um idoso de 70 anos

Meninas bonecas: Doença do nanismo primordial (fotos e vídeo)

Meninas bonecas: Doença do nanismo primordial (fotos e vídeo)

Walking With Giants , Touched By Kenadie & ABC News

Atenção: O material neste site é fornecido apenas para fins educacionais, e não deve ser usado para conselhos médicos, diagnósticos ou tratamentos. 


Topo