Alimentação

Como fazer germinação de alfafa, lentilha e feijão em casa e comer salada viva e saudável todos os dias

Germinação: Como germinar sementes para comer em casa

Infelizmente alimentação viva é pouco difundida no Brasil, enquanto na Europa é uma febre. Poucas pessoas conhecem as técnicas de como germinar sementes como alfafa, lentilha e feijão para comer. O que muita gente não sabe é que fazer germinação em casa é muito, muito fácil.

Não há nada mais vivo que uma semente germinando. É vida brotando em seu interior, rompendo o envoltório da casca e começando a crescer, gerando uma nova planta, uma nova vida. Os grãos germinados são alimentos vivos. Com isso, a alimentação viva carrega todos os nutrientes, vitaminas e propriedades nutricionais. Não importa qual o grão, os nutrientes dessas sementes irão pelo menos triplicar durante o processo de germinação.




O que precisa e porque

Pote de vidro sem tampa: Um pote de vidro qualquer, desde que esteja bem limpo, sem cheiro ou resíduos. As sementes serão ingeridas e não plantadas, então a limpeza é importante.

Tela fina e elástico: Essa tela servirá para tampar o pote. Ela precisa ser fina, mas deve permitir a entrada livre de ar dentro do vidro. O elástico serve para manter a tela no lugar, mas pode ser uma fita ou qualquer coisa parecida. A tela pode ser filó.

Grãos: Nossa sugestão é que, para começar, utilize grãos de alfafa, feijão mungo ou lentilha. Mas, é possível germinar arroz, gergelim, girassol sem casaca e grãos de trigo, por exemplo. Cada um deles terá um tempo de germinação, porém, todos seguem a mesma técnica.



Água limpa: A água será crucial no processo. Ela precisa ser fresca, se possível filtrada. Assim, você precisará de água todos os dias da germinação.

Pano de prato: O pano serve para manter o vidro no escuro. É claro que se você tiver um local escuro e arejado, nem precisará usar este recurso.

Leia também: Nutricionista ensina como você deve congelar legumes e verduras para não perder os nutrientes, a cor e o sabor

Como fazer



Etapa 1: Para um vidro de maionese de 500g, por exemplo, coloque no máximo duas colheres do grão escolhido (alfafa, feijão mungo, lentilha). Em seguida, coloque um copo de água filtrada no pote e tampe com a tela que você escolheu. Cada tipo de grão precisa ficar um tempo “de molho”: alfafa 30 minutos, feijão azuki ou mungo (outros feijões crus, apresentam uma leve toxina e devem ser evitados) e lentilha ficam por 5 horas. Nesta etapa a água irá penetrar por osmose na semente e “ligar” o processo de germinação.

Germinar grãos: como fazer brotos de alfafa, lentilha e feijão em casa

Germinar grãos: como fazer brotos de alfafa, lentilha e feijão em casa

Etapa 2: Já se passaram as horas da primeira etapa. Agora, as sementes já estão com água suficiente em seu interior para iniciar o processo de formação dos brotos. Então, jogue a água fora e coloque água até encher o vidro, sacuda um pouco e jogue a água fora. Isso será repetido 3 vezes. Para fazer isso, não precisa tirar a tela – é melhor nem tirar – pois ela ajuda a reter os grãos dentro do vidro e facilita seu trabalho. Em alguns casos, a primeira água pode até sair meio leitosa, isso é normal.

Germinação: Como germinar sementes para comer em casa

DIA 1 – Após 24 horas a mágica já se começa a ser visível aos seus olhos. Cada pontinho branco já é um brotinho.

Etapa 3: Feito a lavagem por 3 vezes, coloque o vidro para escorrer (veja foto). Não é bom que fique água dentro do vidro, as sementes precisam estar úmidas, mas sem estarem mergulhadas na água. Cubra o vidro com um pano e mantenha em posição de escorrer a água. Por que o pano? O pano vai manter as sementes sem luz. Isso é importante porque elas germinam melhor se estiverem no escuro. Afinal, embaixo da terra não tem luz, certo? Não mexa e deixe nesta posição, no pano.

Germinação: Como germinar sementes para comer em casa

DIA 2 – Já no segundo dia, os brotinhos já rompem o grão. Ainda não está pronto para comer. O cotilédone do grão ainda é muito duro e não tem gosto bom.

Etapa 4: Se sua etapa 3 foi na parte da manhã, neste mesmo dia a noite você irá repetir o processo de lavagem. Ou seja, coloque água até encher o vidro, sacuda um pouco e jogue a água fora. Isso será repetido 3 vezes. Coloque para escorrer e jogue o pano em cima do vidro. Se sua etapa 3 foi a noite ou a tarde, você só fará a lavagem dos grãos no dia seguinte de manhã.

Etapa 5: Nos próximos 3-5 dias a etapa 4 será repetida duas vezes ao dia – de manhã e de tarde, todos os dias. Não pode faltar água para as sementes quando elas estão germinando, então não esqueça.

Germinação: Como germinar sementes para comer em casa

DIA 4 – No terceiro dia o crescimento continua, mas no quarto dia, já pode comer. Nesta fase ficam ótimos em frigideira bem quente com manteiga e um pouco de sal. Só!

Etapa 6: Os brotos já germinaram e você agora vai preparar o prato da sua preferência. Tire os brotos do vidro, lave e faça sua receita.

Germinação: Como germinar sementes para comer em casa

DIA 5 – Se você esperar e não comer logo no dia anterior, no quinto dia é possível que estejam assim, com pequenas folhas. Esse ponto é excelente para saladas, sopas ou na manteiga com frigideira bem quente. É bom não esperar mais um dia para comer, pois o sabor fica forte, apesar de ser delicioso também!

Quanto tempo demora

Cada semente tem seu tempo, então disponibilizamos uma listinha de quantos dias cada germinação acontece. Assim, você saberá qual o melhor dia para comer os brotos e aproveitar o máximo dos nutrientes.

  • Agrião: após seis a oito dias.
  • Alfafa: após três a quatro dias.
  • Arroz: após quatro a cinco dias.
  • Feijão-azuki ou mungo: após quatro a cinco dias.
  • Gergelim: após dois a três dias.
  • Girassol sem casca: logo que amolecer com a água.
  • Lentilha: após três a quatro dias.
  • Trigo: após dois a quatro dias.

 

sejatropical

Atenção: O material neste site é fornecido apenas para fins educacionais, e não deve ser usado para conselhos médicos, diagnósticos ou tratamentos. 


Topo