Sua saúde

Fissura anal: médicos explicam o que pode ser e como fazer o tratamento em casa

Fissura anal: médico explica o que pode ser e como tratar em casa

A fissura anal é um pequeno corte ou rachadura na pele que reveste o ânus. É uma doença que causa um enorme desconforto, embora, geralmente, não seja grave. Além da dor, as pessoas que sofrem com fissuras anais podem experimentar ardência no local e pequenos sangramentos. É um problema que normalmente se cura espontaneamente em até 2 semanas. Acontece que o sangramento e a dor ao defecar assustam e, por isso, as pessoas buscam saber o que pode ser e como tratar em casa, quando possível.

O coloproctologista  Dr. João Ricardo Duda, explicou em sua coluna no site Minha Vida, que há situações em que a fissura anal pode se tornar crônica, se não for tratada. Se a pessoa está sentindo dor na região da entrada do ânus, especialmente quando é realizada a higiene com papel, se observar presença de restos de sangue vivo no papel higiênico, se perceber sangue nas fezes, se sentir ardência  e coceira local, certamente trata-se de uma fissura na região. O médico enumera as quatro razoes mais comuns para que uma pessoa desenvolva o problema.




Fezes secas

Defecar fezes ressecadas e/ou grandes demais é a razão mais comum para este problema. Significa que a pessoa tem se alimentado mal e ingerido pouco líquido. Dr. João Ricardo diz que o esfíncter externo está sob seu controle consciente. Mas o esfíncter interno não é. Este músculo está sob pressão, ou tensão, a toda a hora. Se a pressão aumentar muito, pode causar espasmo e reduzir o fluxo de sangue para o ânus, causando uma fissura.

O que fazer: neste caso, o especialista recomenda a inclusão de fibras nas refeições diárias e ingestão de muito liquido, especialmente água. Evitar esforço durante as evacuações também é indispensável, juntamente com uma higiene mais caprichada no local.

 Dor e ardência anal: veja quais doenças estão relacionadas a estes sintomas



Prisão de ventre

A maioria das pessoas que sofrem de prisão de ventre (ou constipação) convivem regularmente com fissuras anais. Isso porque, nessas pessoas, as fezes passam muito mais tempo no intestino e por isso o bolo fecal fica maior e com muito menos água. O resultado disso, são fezes muito grandes e secas, o que nos remete à mesma causa do item anterior.

O que fazer: geralmente, as pessoas com prisão de ventre, já sabem que devem ingerir muito mais líquido e fibras do que as outras pessoas. É recomendado a prática de exercícios físicos regularmente, pois isso ajuda o intestino a trabalhar melhor e com isso, o transito intestinal também melhora. No mais, manter a higiene bem feita no local e de forma alguma fazer esforços durante a evacuação.



Diarreia crônica

A diarreia crônica, aquela que leva a pessoa a “sentar no trono” muitas vezes em um só dia, exige muito dos esfíncteres externo e interno. Normalmente, a região fica muito sensível e irritada, o que facilita a rachadura da pele.

O que fazer: tratar as causas da diarreia deve ser prioridade, pois o contato com as fezes amolecidas recorrentes fará a fissura piorar o quadro e pode até desenvolver uma infecção. Uma higiene adequada no local é importante. O recomendado, é se lavar todas as vezes que precisar defecar.

Contato íntimo

O contato íntimo na região também é uma das causas comuns das fissuras. Tudo que de alguma forma faça pressão na pele e no esfíncter pode causar as rachaduras e lesões.

O que fazer: o recomendado é o uso de lubrificantes de boa qualidade todas as vezes que tiver contato íntimo do tipo. No mais, se a fissura já ocorreu, a recomendação é evitar um novo contato até a cicatrização e higiene caprichada no local.

Banho de assento

O Dr. Arthur Frazão, clínico geral e colunista do site Tua Saúde dá uma sugestão bastante segura e aliviadora das dores e do desconforto causado pela fissura. Dá para fazer em casa e dará uma grande melhora, servindo tanto para homens quanto para mulheres e crianças.

Ele sugere que ficar sentado completamente nu, durante 20 a 30 minutos, dentro de uma bacia com água morna e um saquinho de chá de camomila ou de lavanda é uma ótima forma de aliviar o desconforto causado pela fissura, auxiliando na sua cicatrização. Outras plantas medicinais que também podem ser usadas para este banho de assento são calêndula ou hamamélis, que são igualmente indicadas em caso de hemorroida.

TuaSaude / MinhaVida
Topo