Sua saúde

Artigo científico explica porque é tão importante contar ao seu dentista sobre seus hábitos sexuais

Você fala sobre seus hábitos sexuais no dentista? Pois, deveria!

Quando vamos dentista para aquela revisão, geralmente, só falamos sobre alguma dor de dente, sangramento nas gengivas ou se passamos fio dental corretamente todos os dias. O que muita gente não se dá conta é que há um assunto que precisa ser abordado: seus hábitos sexuais.

Um estudo publicado no Journal  of  the  American Dental Association, revelou a importância de abordar tal assunto na cadeira do dentista. Aliás, essa deveria ser uma prática comum e muitos dentistas não estão dando muita atenção para essas questões, segundo o artigo.

Na verdade, as questões sobre hábitos sexuais apresentam uma importância ímpar na prevenção de câncer de orofaringe. Uma doença que afeta boca, língua, palato e faringe e está relacionado ao vírus do papiloma humano (HPV) por meio do sexo oral. De acordo com o estudo, os casos de cânceres orofaríngeos relacionados ao papilomavírus humano estão aumentando. Os dentistas serão bastante importantes na prevenção desta doença.




Algumas coisas não se compartilha nunca: Infectologista explica porque cada membro da família deve ter sua própria toalha de rosto

Infelizmente os dados sobre o câncer de garganta ligado ao HPV são assustadores. Antes de 1990, apenas 21% dos cânceres orofaríngeos incluíam a presença de HPV. Após 2000, esse número cresceu para quase duas em cada três amostras, de acordo com uma meta-análise da Faculdade de Medicina e Saúde Pública da Universidade de Wisconsin, nos Estados Unidos.

Durante o estudo, uma conversa com quatro grupos de pesquisa que envolveram dentistas reunidos para uma conferência regional, constatou-se que muitos desses profissionais não abordam seus pacientes sobre cânceres orofaríngeos. A maioria dos profissionais se limitam a avaliar pacientes que já mostram algum sintoma como um nódulo indolor no pescoço ou uma dor de garganta que não desaparecia.

Isso é sério: Coisas de uso pessoal que você nunca deve compartilhar com NINGUÉM



A ideia é alertar que o sexo oral pode transmitir doenças da mesma forma que o sexo convencional. É importante que as pessoas saibam que o uso da camisinha durante a prática oral é igualmente necessária.

vivabem  Artigo: Coralia Vázquez-Otero et al

Atenção: O material neste site é fornecido apenas para fins educacionais, e não deve ser usado para conselhos médicos, diagnósticos ou tratamentos. 


Topo