Sua saúde

Zumbido no ouvido pode ser sinal de doenças graves, mas também pode ser excesso de café

Zumbido no ouvido: pode ser doenças graves, mas também pode ser excesso de café

Geralmente sentir zumbido no ouvido não é sinal de nada grave. Trata-se de uma percepção de um som na orelha ou na cabeça que não é gerado por uma fonte sonora fora do corpo humano. Dados da Organização Mundial da Saúde (OMS) apontam que 28 milhões de brasileiros sofrem com o zumbido. No mundo mais 278 milhões de pessoas já conviveram com o problema.

É importante que se o problema persistir por 2 ou mais dias, procurar ajuda de um otorrinolaringologista. Isso porque, o zumbido pode vir em razão de um simples resfriado, como também em consequência de um tumor auditivo.

O zumbido pode surgir associado a tontura e falta de equilíbrio. Geralmente os sons ouvidos são: Som de um apito; Barulho semelhante ao de uma cachoeira ou a uma cigarra; Chiado constante; Sensação de ouvido tapado. Veja abaixo as causas mais comuns para o surgimento desse incômodo.




Perda auditiva

De acordo com o otorrino Dr. Ítalo Medeiros, a causa mais importante de zumbido é a perda de audição. Mesmo leve, ela pode gerar zumbido e em 94% os pacientes reclamam desse sintoma quando estão perdendo a audição. Acomete, geralmente, idosos com idade a partir do 60 anos.

Dor de ouvido: aprenda a identificar porque você está tendo tanto problema com isso



Tampão de cerume

Ou seja, excesso de sujeira (cera) no ouvido. Sem que se saiba exatamente o motivo, as glândulas de algumas pessoas produzem mais cera do que aquela que pode ser eliminada pelo processo natural. Quando a cera endurece no canal é criado um tampão que bloqueia o ouvido. Isso gera um desconforto muito grande e um dos sintomas é justamente o zumbido no ouvido. Também pode ocorrer perda de audição progressiva.

Diabetes



Um alto nível de insulina também pode causar a perda de audição, por prejudicar os estímulos elétricos das vias neurais, responsáveis por enviar a informação do ouvido para o cérebro. Ter o diabetes controlado é ponto chave para o zumbido não ocorrer nesse caso.

Otosclerose

Esse problema ocorre quando há um crescimento anormal de tecido ósseo do ouvido. Especialistas estimam que 10% da população adulta em todo o mundo tenha algum sintoma de otosclerose. Nesta doença há um crescimento anormal nos ossos do ouvido causando a imobilização do estribo. O resultado é um zumbido constante no ouvido que pode levar a surdez.

Excesso de café

Por ser uma substância estimulante, a cafeína, presente no café e em chás, pode aumentar a intensidade da atividade das células auditivas, lesionando-as e desencadeando o zumbido.

Só para os fortes: Essa é a limpeza de ouvido mais repugnante que você já viu. Ahh! Tem surpresa no final!

Hipertensão

As doenças cardiovasculares, como hipertensão, prejudicam a irrigação dos vasos sanguíneos do ouvido. Consequentemente, não chegam nutrientes suficientes às células da região, que compensam a falta de estímulo auditivo com o zumbido. Nestas circunstâncias, o zumbido é do tipo latejante, já que corresponde ao fluxo rítmico ou o som de “tum-tum” do batimento do coração.

Tumor cerebral

O ruído no ouvido tem como pior causa o tumor cerebral. Acontece quando o tecido tumoral afeta o nervo auditivo. Os primeiros sintomas são normalmente relacionados com perda de audição e barulhos no ouvido, gerando também falta de equilíbrio.

direitodeouvir / amplifon  /  veja.abril
Topo