Sua saúde

Estudo científico revela: infarto dá dois sinais 24 horas antes de acontecer. Quais seriam eles?

Infarto dá dois sinais 24 horas antes de acontecer, diz estudo médico

Uma das coisas que mais assustam em um ataque cardíaco é que ele pode vir do nada e pode ser fatal. As pessoas imaginam que aquela dor forte no peito e o desconforto no braço esquerdo são os sinais prévios de um infarto. Mas não se engane, há outros alertas que antecedem o ataque.

Foi isso que os resultado de um estudo médico científico publicado no  Annals of Internal Medicine revelou. Ou seja, antes de ter um infarto, uma grande porcentagem de pacientes recebeu “sinais” do corpo.

A pesquisa, orientada pelo médico cardiologista Dr. Sumeet Chugh, incluiu 839 pacientes entre as idades de 35 e 65, descobriu que muitos pacientes apresentam sintomas de alerta nos dias ou semanas antes de uma parada cardíaca súbita. “Até mesmo nós, médicos, costumávamos pensar que a morte súbita de um infarto fulminante acontecia sem aviso prévio, ou então, alguns minutos antes“, disse Chugh.




Mas parece que as coisas não funcionam bem assim. Praticamente todos os pacientes avaliados (93% deles) para o estudo apresentaram sintomas recorrentes um dia antes do ataque cardíaco. Segundo o médico, o estudo fez a descoberta surpreendente de que cerca de metade dos pacientes que sofrem de uma parada cardíaca súbita experimentam sintomas como dor torácica intermitente e pressão, falta de ar, palpitações ou sintomas atuais gripais como náuseas e dor abdominal e nas costas. Tudo isso um dia antes.

Estudo revela: preocupação com dívidas e falta de dinheiro aumenta 13 vezes os riscos de infarto

Dispineia e uma leve dor no peito

Apesar de todos os sintomas clássicos, a pesquisa mostrou que dois sinais poderiam ser considerados emergenciais: a dispineia e uma leve dor no peito. Na pesquisa 50% dos homens e 53% das mulheres sentiram esses desconfortos 24 horas antes de enfartar. Dos pacientes estudados, 59% tiveram esses dois sintomas. Os sintomas, foram, no entanto, ignorados por 81% dos pacientes. Somente 19% deles ligaram para a emergência, ou correram para o hospital para avaliação médica.



A dispneia, é a também chamada de falta de ar. Neste sintoma a pessoa tem desconforto para respirar, normalmente com a sensação de respiração incompleta. A dor no peito prévia ao infarto não é uma dor forte e por isso, as pessoas não buscam ajuda. A dor no peito é leve, mas desconfortável. Esses, podem ser os sinais prévio de infarto.

Mude seus hábitos: comer muito rápido aumenta 5 vezes as chances de infarto e diabetes

Se você já tem um histórico de doença no coração, ou alguém da família com o problema, corra para o hospital se sentir falta de ar e dor leve no peito. Pode não ser nada, mas em algumas horas pode ser um infarto.



cbsnews Artigo: Eloi Marijon et al
Topo