Homem

Espermograma: quando um homem precisa fazer esse exame? É possível diagnosticar doenças?

Espermograma: 5 casos em que o homem precisa fazer este exame

Espermograma: quando um homem precisa fazer esse exame? É possível diagnosticar doenças?
5 (100%) 2 votes

O espermograma é um exame feito em laboratório e verifica a qualidade do sêmen de acordo com padrões definidos pela Organização Mundial da Saúde. Também é conhecido como citologia seminal, estudo da morfologia espermática, análise do sêmen ou contagem espermática.

Normalmente, quando se fala em espermograma, é comum relacionarmos o exame à investigação de infertilidade de um casal. Este é sim o principal motivo para que os médicos peçam esta análise. No entanto, o exame costuma ser utilizado em outros casos. Abaixo, seguem os motivos que podem levar um homem a ter que realizar uma coleta seminal em laboratório para análise.




Investigação de infertilidade

Na maioria dos casos, o espermograma é solicitado pelo médico para investigar o porquê de um casal ser infértil. Tradicionalmente, o diagnóstico de fertilidade masculina leva em conta alguns parâmetros como: concentração (quantidade), motilidade (movimentação) e morfologia (forma) dos espermatozoides. O sêmen passará por dois tipos de análise: uma a “olho nu” (macroscópica) e a outra feita por meio de microscópios (microscópica). Os dados encontrados podem, inclusive, ajudar a diagnosticar as possíveis causas da infertilidade masculina e trabalhar como complemento em determinar a infertilidade do casal.

Milhares de espermatozoides têm defeitos físicos graves e jamais conseguiriam fecundar um óvulo

Vasectomia



Quando um homem vai se submeter a uma vasectomia ou já passou pelo procedimento, o espermograma é comumente solicitado. No primeiro caso, o médico pede o exame para garantir que aquele paciente realmente produz espermatozoides viáveis e precisa da cirurgia. No segundo caso, o exame é solicitado para verificar se a passagem de semên para a sua uretra foi interrompida. Nestes casos, os testes são feitos nos primeiros meses após a operação.

Suspeita de câncer de próstata

Normalmente, quando há uma suspeita de câncer de próstata, o médico não quer perder tempo e já parte para exames mais específicos, como a biópsia. Mas, em alguns casos, quando não há alteração da próstata, muitos médicos pedem o espermograma para avaliar o funcionamento deste órgão. Alteração no odor e presença de sangue no sêmen são motivos de alerta.

Especialista explica que sêmen grosso e grudento é falta de líquido no organismo

Processo infecciosos

O espermograma também pode “ver” infecções nas estruturas reprodutivas do homem. Para isso, é verificado o pH do sêmen, a coloração, presença de leucócitos e viscosidade. Processos infecciosos costumas deixar o sêmen acidificado, coloração amarelada e pouco viscoso.

Quimioterapia

Um paciente jovem de quimioterapia, tem o espermograma solicitado a fim de terminar se o tratamento afetará sua produção dos gametas masculinos. Em alguns casos, há sugestão de se fazer o congelamento dos espermatozoides para garantir uma fertilização invitro no futuro.

abc.med / testosterona / anato3

Novidades

Topo
error: Sinto muito! Conteúdo protegido.