Alimentação

A batatinha do McDonald’s não é um prato vegetariano

A batata frita do McDonald’s não é um prato vegetariano

Normalmente, quem segue o vegetarianismo tem um certo repudio pelos alimentos de fastfoods como o McDonald’s e Bob’s. Mas, para acompanhar amigos e família acabam cedendo algumas vezes a ida a esses lugares. Quase sempre ficam na batata frita que seria um prato vegetariano.

Aliás, o restaurante já divulgou em seu site  que nenhum dos pratos é considerado totalmente vegetariano. Por isso, nem mesmo as saladinhas estão livre de um ingrediente que eles chamam de “sabor natural de carne”. Assim, a rede não tem o certificado de vegetariano em nenhum de seus pratos.

O próprio McDonald’s divulgou um vídeo onde há 19 ingredientes ao todo. Só óleo para fritura são cinco tipos diferentes. No entanto, o que mais chama a atenção é o o item “sabor natural de carne”, que serve para “realçar o sabor”.




O sabor delicioso da batata frita tem dois segredinhos. Um deles é a dextrose (açúcar) que dá o aspecto corado e “crocância” do prato. O outro é a essência de carne, uma espécie de pozinho de pirlimpimpim que dá o sabor viciante. Essa essência é adicionada na fabricação da batata e não no momento da fritura.

Por que os lanches do McDonald’s “nunca” apodrecem?

Nos primeiros anos da empresa, as batatas eram fritas com a gordura das carnes. Mas no começo dos anos 90 a opinião pública passou a discutir a porção absurda de gordura saturada usada no processo, e, desde então, o óleo vegetal passou a ser usado. Só que como a tradição é levada muito a sério nos Estados Unidos, uma “essência do sabor da carne” é utilizada na hora de tratar as batatas.

Então, se você é adepto ao vegetarianismo rigoroso ou não, deve ficar longe das lojas do McDonald’s. Eles mesmo assumem que não cozinham pratos vegetarianos na rede.



revistagalileu / mcdonalds

Atenção: O material neste site é fornecido apenas para fins educacionais, e não deve ser usado para conselhos médicos, diagnósticos ou tratamentos. 


Topo