Mulher

Quer usar coletor menstrual? Então veja o que é legal e o que não é legal nessa “novidade”

coletor menstrual

Quer usar coletor menstrual? Então veja o que é legal e o que não é legal nessa “novidade”
4 (80%) 4 votes

Cada vez mais cresce o número de mulheres que começaram a usar o coletor menstrual. Esse aparelho recolhe o sangue da menstruação em um pequeno copo de silicone que é inserido no canal vaginal.

Esse método é antigo, datando dos anos 30, mas recentemente, o método se popularizou. O copinho se tornou mais confortável e higiênico, além de ser menos poluente do que os métodos convencionais.  Muitas mulheres procuram tirar suas dúvidas e compartilhar suas experiências nas redes sociais. Abaixo seguem algumas vantagens e desvantagens desse produto, de acordo com que o usa.


 O que é legal no coletor menstrual 

Preço: O coletor custa em torno de R$70,00 a R$120,00, um preço que parece ser caro inicialmente, mas a longo prazo o coletor é econômico, já que elimina a necessidade de usar os absorventes convencionais mensalmente. O coletor compensa seu preço em cerca de seis a oito meses. Além disso, ele pode durar até 10 anos.

Autonomia: Os coletores menstruais só precisam ser retirados, esvaziados e lavados de 12 em 12 horas. Ao contrário dos absorventes higiênicos e internos, os coletores são ideais para situações como praia ou camping.

Conforto: Para algumas mulheres que tem pouco fluxo, os coletores podem ser muito úteis. Os absorventes comuns absorvem a umidade vaginal e podem ressecar a vagina, o que causa desconforto, o que não acontece com o coletor. Algumas mulheres afirmam que o copinho se ajusta de forma mais natural, já que ele é colocado dentro do canal vaginal. O uso do coletor também reduz o risco da “Síndrome do Choque Tóxico“, que pode acontecer com o uso de absorventes internos durante mais de oito horas.

Sustentabilidade: Como é reutilizável e lavável, o coletor não necessita de embalagens plásticas, caixas e aplicadores. Além disso, não produz resíduos.

 O que não é legal no coletor menstrual

Adaptação: Pode levar algum tempo para que a mulher se adapte ao colocar e retirar o coletor. Um incômodo pode ser sentido devido ao cabinho do coletor ficar para fora do canal vaginal. Além disso, o tamanho adequado deve ser respeitado de acordo com a altura do colo do útero e fluxo menstrual.

Contato com o sangue: Para algumas mulheres, o uso do coletor é difícil por estar em contato om o sangue, para higienizá-lo.

Higienização: A cada retirada, o coletor precisa ser esvaziado e limpo, e para isso, é necessário um banheiro para que isso seja feito de forma higiênica e com privacidade.

Alguns países em desenvolvimento, onde o acesso a absorventes é caro e difícil, tem realizado campanhas e projetos para aquisição do coletor, já que a menstruação impede que as meninas tenham uma vida social normal.  Meninas em idade escolar podem melhorar sua educação e sua vida pessoal.

Apesar disso, o preço do coletor ainda é uma barreira para que todas as mulheres tenham acesso a essa alternativa. Além disso, a falta de saneamento e de banheiros limpos pode aumentar o risco de infecções.

bbc

Novidades

Topo