Mulher

O copinho menstrual é saudável, ecológico, econômico e etc. Mas, há 5 problemas que você precisa saber antes de usar!

O copinho menstrual é saudável, ecológico, econômico e etc. Mas, há 5 problemas que você precisa saber antes de usar!
5 (100%) 1 vote

Muitas mulheres começaram a usar o coletor por causa da propaganda boca a boca, especialmente nas redes sociais. Em um número cada vez maior de fóruns, comunidades e grupos de discussão, elas compartilham experiências, dicas e dúvidas sobre o tema.

As vantagens são muitas: é extremamente cômodo, previne infecções, tem um ótimo preço ($$$ economia), dá para ficar 12 horas sem trocar, é ecológico e não exala qualquer odor, já que o sangue não entra em contato com o ar em momento algum.  Assim, quem usa garante: as vantagens superam de longe as desvantagens.


No entanto, nem tudo é perfeito no que toca à utilização do copo menstrual. Já que há muito propaganda positiva, resolvemos relacionar o que pode ser “chato” no uso desses copinhos, veja:

1- A higienização fora de casa é complicada

Quando o copo menstrual é retirado e esvaziado, deve ser imediatamente limpo com água corrente abundante, antes de voltar a colocá-lo. Em algumas situações, isto pode ser um problema, principalmente se estiver num lugar onde o sanitário fica longe da pia com água corrente, como vimos em shoppings, bares, boates, aeroportos etc. Assim, as meninas reclamam que isso requer algumas vezes que a mulher carregue consigo até uma garrafinha com água, afinal, as outras usuárias do banheiro não vão querer ver você lavando um copo de sangue menstrual na pia, não é?

2- Não é tão fácil colocar

Na verdade, isso é questão de tempo. Nas primeiras vezes, a mulher pode sentir dificuldade de usar o copinho e isso pode ser frustrante. Se o copo menstrual não estiver bem encaixado, pode mover-se e despejar o conteúdo, uma experiência péssima, principalmente se a mulher está fora de casa. O problema, ainda segundo a especialista, pode estar na dificuldade de relaxamento da musculatura vaginal ou na forma da dobra do produto.

3- Não é tão fácil tirar

Isso também é questão de prática e, com o tempo, segundo as usuárias, é feito com muita tranquilidade. O problema pode ser a formação de um vácuo que vai dificultar a retirada. Mas há técnicas para retirada deste vácuo antes de remover o copinho.

4- É necessário esterilizá-lo todo período

Como o copinho é reutilizável, em todo início e final de ciclo é preciso esteriliza-lo. A esterilização exige que seja fervido por cerca de três minutos para evitar que as bactérias acumuladas se depositem na vagina.  Normalmente o fabricante passa todas as especificações de esterilização.

5- Cólica

Algumas mulheres relatam sentir mais cólicas menstruais quando estão usando o copinho. Mas, segundo especialistas, isso se dá devido ao posicionamento inadequado do coletor.

vix  / lifestyle  / bbc

Novidades

Topo