Curiosidades

Estudo médico afirma que a pessoa mantém a consciência na hora da morte e ela sabe que está morrendo

Estudo médico afirma que a pessoa mantém a consciência na hora da morte e ela sabe que está morrendo
5 (100%) 1 vote

Segundo um estudo americano, a consciência dura alguns segundos após a morte. De acordo com os cientistas onda de eletricidade invade o cérebro momentos antes da morte cerebral. Isso já foi comprovado em um estudo de 2013 da Universidade de Michigan (EUA), onde foram medidos os sinais elétricos cerebrais em ratos e, viram que os animais entraram em um estado hiperalerta momentos antes da morte.

Desta forma, os cientistas acham que o conhecido “túnel de luz branca” que muitos dizem ter visto quando morreram (e foram ressuscitadas) pode vir desse aumento de sinais elétricos no cérebro.


Agora, o diretor de pesquisa de cuidados intensivos e ressuscitação na Universidade de Nova York (EUA), Dr. Sam Parnia, está se dedicando a estudos exatamente de como o cérebro morre. O médico questiona: que se essas pessoas estavam tecnicamente mortas, como sabem o que está acontecendo ao seu redor? Já que, a maioria das pessoas que tiveram experiências de quase morte, falam sobre flutuar ao redor da sala e estar cientes da equipe médica trabalhando em seu corpo. “A consciência é um fato”, diz o médico.

20 segundos de consciência

Dr. Parnia diz que após o batimento cardíaco e a respiração cessarem, podemos continuar por até 20 segundos conscientes. Isso porque, nosso córtex cerebral, a região responsável pelo pensamento e tomada de decisão do cérebro, e por decifrar a informação recolhida de nossos sentidos, ainda permanece oxigenado por alguns instantes.

O mais assustador é que, segundo o médico, durante este período, o “morto” perde todos os reflexos do tronco encefálico, incluindo o maxilar e o pupilar. Assim, as ondas cerebrais do córtex se tornam indetectáveis. Apesar disso, pode levar algum tempo até que o pensamento seja completamente desligado.

O médico e sua equipe continuam os estudos com experiências de quase morte e, ele espera que a nova descoberta ajude a ressuscitar mais pessoas.

hypescience

Novidades

Topo