Curiosidades

Essas podem ser fotos de uma mulher viveu além do seu tempo. Escritora, intelectual e ativista, ela foi considerada símbolo de beleza e perfeição

Essas podem ser fotos de uma mulher viveu além do seu tempo. Escritora, intelectual e ativista, ela foi considerada símbolo de beleza e perfeição
5 (100%) 1 vote

As fotos dessa mulher “enfeitaram” nossos feed de notícias por algum tempo no Facebook. Segundo informações, ela seria Zahra Khanom Tadj es-Saltaneh, uma princesa persa. Embora seja difícil confirmar de que essa realmente seja uma imagem da princesa, conhecer sua história é interessante, mesmo sabendo que ela viveu no final do século 19, quando as coisas eram bem diferente de hoje.

Zahra foi realmente uma princesa persa, filha do rei Nasser al-Din Shah. Ela foi sim, uma das mulheres associadas com símbolos de beleza na época. Foi criada em um harém para se tornar uma das esposas de Amir Hussein Khan, com quem teve 4 filhos – duas meninas e dois meninos.


Zahra foi pioneira dos direitos das mulheres no Irã, uma das fundadoras da Sociedade da Liberdade das Mulheres, que trabalhava pela igualdade de direitos no início do século 20. Além disso, era escritora, pintora, intelectual e ativista, que dava noites literárias em sua casa uma vez por semana, e a primeira mulher na corte persa a tirar o hijab e usar roupas ocidentais.

Vida amorosa

Apesar de tantas atitudes nobres, o que parece chamar mais atenção é sua vida amorosa. Dizem, nas redes sociais, que Zahra foi uma mulher muito desejada na sua época chegando a ter 145 homens aos seus pés, dentre os quais 13 se mataram depois de serem rejeitados.

Embora esteja confirmado que ela era considerada o tipo de mulher fisicamente ideal na sua época e em sua cultura, os suicídios relacionados ao seu desprezo não puderam ser confirmados. Se ela teve muitos pretendentes? É bem possível que seja verdade, já que foi a primeira mulher a usar roupas ocidentais, que mostravam o corpo, dentro de sua cultura.

Sabe-se que o famoso poeta e musicista do Irã Aref Qazvini, foi perdidamente apaixonado por ela e não escondia seu interesse amoroso, dedicando diversos textos “calientes” à sua amada.

Padrão de beleza

Segundo o E-Farsas, não se pode ter certeza se todas as fotografias associadas a ela são da mesma pessoa (ou uma junção de fotos de mulheres parecidas). Já que o padrão de beleza da época era as mulheres mais “cheiinhas” e com um bigodinho. Segundo o site russo Novaya Gazeta, as mulheres da época eram forçadas a comer constantemente e evitar se moverem para que ganhassem o máximo de peso!

e-farsas / eravitoriana

Novidades

Topo