Sua saúde

Estudante de doutorado inventa teste caseiro que pode determinar se uma pessoa tem predisposição ao Alzheimer muitos anos antes da manifestação da doença

Estudante de doutorado inventa teste caseiro que pode determinar se uma pessoa tem predisposição ao Alzheimer muitos anos antes da manifestação da doença
5 (100%) 1 vote

O Alzheimer é uma doença debilitante progressiva que não tem cura. A capacidade de sentir cheiros pode ser uma pista importante para diagnosticar o Alzheimer antes mesmo que os sintomas mais graves apareçam.

Pesquisadores da Pensilvânia descobriram que pacientes com Alzheimer sempre relatavam que a comida estava perdendo o cheiro e o sabor. Baseando nisso, realizaram um estudo e descobriram que um dos primeiros sintomas da doença, muitos anos antes da manifestação, pode ser a perda do olfato.


Foi aí que Jennifer Stamps, uma estudante de pós-graduação da Universidade da Flórida, encontrou uma maneira incrível de prever se o paciente vai sofrer de Alzheimer. O teste pode ser feito em casa mesmo, usando coisas que temos em casa.

Como fazer

A manteiga de amendoim é um odorante puro, ou seja, espalha odor agradável com facilidade, assim acessa o nervo olfativo do corpo humano com facilidade. O teste inclui uma régua métrica e 14 gramas de manteiga de amendoim, algo em torno de uma colher (sopa) cheia.

Durante o teste, o paciente deve manter os olhos e boca fechados, ao mesmo tempo que bloqueia uma de suas narinas. O médico mede a distância a partir do qual o paciente consegue sentir o cheiro da manteiga. Este processo é repetido com a outra narina, após 90 segundos.

Normalmente, se os resultados mostram que a narina esquerda do paciente é pior em detectar o odor, é um sinal claro de uma possível tendência a doença de Alzheimer. Alguns médicos só consideram este teste válido quando a diferença entre uma narina e outra é de 10 centímetros.

super / sossolteiros

Novidades

Topo