Sua saúde

Nova pesquisa mostra que é possível criar uma memória em nosso corpo que fará as células se “lembrarem” do câncer e bloqueá-lo

Nova pesquisa mostra que é possível criar uma memória em nosso corpo que fará as células se “lembrarem” do câncer e bloqueá-lo
Esse texto foi útil para você?

Uma pesquisa inédita divulgada na Science Immunology,  trouxe esperança no campo de estudos relacionados à cura e tratamento do câncer.

Nessa pesquisa, pesquisadores treinaram o sistema imunológico para que ele eliminasse células cancerosas e reconhecessem um novo caso. Isso não acontece naturalmente, pois as células cancerosas manipulam o sistema de defesa do organismo, prejudicando o sistema imune, que em alguns casos acaba atacando o próprio corpo.


A célula T reguladora, a CD4, é a mais vulnerável, já que quando é atacada, deixa as células cancerígenas se multiplicarem pelo organismo. Os testes com essa célula não são tão promissores, pois ela é difícil de ser manipulada com medicamentos.

A pesquisa abrangeu camundongos com melanoma, câncer de cólon e câncer cerebral. Os resultados mostraram que é possível manipular a célula CD4 para que ela trabalhe de maneira diferente diante de células cancerígenas, fazendo com que elas ataquem o câncer com anticorpos. As análises em ratos demonstraram que os ratos manipulados apresentaram menos células cancerosas.

Quando os pesquisadores utilizaram os anticorpos combinados com as vacinas tumorais, observou-se a diminuição do crescimento dos tumores, com efeitos observados durante meses. O tratamento ainda estimulou a “memória” dos tumores no sistema imunológico dos roedores, que foram capazes de reconhecer as células cancerígenas e combate-las.

Essa descoberta é um passo em direção a novos métodos de estudo e para possíveis novos tratamentos para a doença, apesar de ser um modelo experimental que ainda precisa ser melhorado.

 

Fonte: megacurioso       Artigo: Galina G. et. al


Novidades

Topo