Sua saúde

No Império Romano as pessoas reutilizavam as próprias fezes e urinas para coisas que você vai ficar pasmo!

Se formos parar para pensar, nós na verdade nem sabemos para onde vai e o que acontece com nossos dejetos. Dando descarga a gente se livra deles para sempre. Tendo sido uma das civilizações históricas que mais inovou, os antigos romanos eram conhecidos pela sua utilização dos resíduos. Os cientistas da época acreditavam que as fezes e urina não deveriam ser descartadas e sim, usadas para diversos fins. Como por exemplo:

1- Urina para cultivar frutos

Os cientistas descobriram que a urina era rica em substâncias que “alimentavam” as plantas.  O autor romano Columella escreveu que urina de pessoas idosas erem usadas com sucesso para regar romãs mais saborosas e deliciosas do que as que não recebiam a urina. De fato, a urina contém nitrogênio e fósforo, compostos muito úteis no cultivo de vegetais.


2- Curar feridas de animais

Há relatos de que a urina humana era guardada pois possuía propriedades curativas em animais. Na Roma antiga, então, as ovelhas que padeciam de problemas estomacais bebiam urina, enquanto as que tinham doenças pulmonares tinham urina injetada em suas vias aéreas. Colmeias que apresentassem alguma patologia eram banhadas com urina. As disseminadoras gripes aviárias eram tratadas com urina quente colocadas no bico das aves.

3- Urina para limpar os dentes

Além do cultivo de vegetais e cura de doenças animais, a urina humana era usada para deixar os dentes limpos. Diversos autores romanos, como Catullus, atestaram que pessoas usavam urina humana e animal como enxaguante bucal para ajudar a limpar os dentes. Na verdade, a urina era deixada em descanso para que se decompõe em amônia, que de fato tem um grande poder de limpeza.

4- Fezes e urina para tratar o couro

O povo romano frequentemente usava urina e fezes humanas e caninas para curtir couro. Segundo os relatos, o banho de urina quente ajudava a remover os pelos e as bactérias presentes nas fezes amoleciam o couro. Só depois de passar por esse processo fétido é que o couro era preparado para uso. Deste couro eram feitas roupas, bolsas, equipamentos de montaria.

5- Fezes e urina como fertilizante

Fezes e urina tinha uma importância tão grande na agricultura no Império Romano, que havia a profissão chamada stercorarii, que eram pessoas que coletavam fezes. Quando os agricultores desejavam usar dejetos em seus campos precisavam pagar uma taxa ao governo, e os stercorarii buscavam, principalmente nos banheiros públicos os dejetos para vender.

Fonte: revistagalileu

Novidades

Topo
error: Sinto muito! Conteúdo protegido.