Sua saúde

Estudo revela forte relação entre ingerir vinho e o câncer de mama. Meia taça por dia já eleva o risco de desenvolver a doença



Uma pesquisa confirmou a ligação conhecida entre o consumo de álcool e o risco de desenvolver câncer de mama.  Essa relação é um dos fatores de risco, mas é o maior fator entre as mulheres.

A quantidade ainda é indeterminada, mas um estudo do Fundo Mundial para Pesquisas sobre Câncer divulgou que meia taça de vinho ou um copo pequeno de cerveja já pode aumentar o risco de câncer. Esse mesmo estudo também relaciona os exercícios regulares de alta intensidade e a redução de risco.


O Centro de Pesquisa sobre o Câncer do Reino Unido reúne 18 fatores diferentes que podem causar o câncer de mama. O álcool é apenas um deles. Isso significa que a cada 100 mulheres, 13 provavelmente desenvolverão câncer de mama. O consumo de vinho pode aumentar em um caso essa estatística.

A atividade física regular, dieta e a manutenção do peso são importantes para reduzir o risco de inúmeras doenças, incluindo o câncer. Vários fatores interagem entre si, o que dificulta a identificação da causa do câncer.

Algumas recomendações médicas dizem que homens e mulheres não devem beber mais de três litros de cerveja ou sete taças de vinho por semana, lembrando que alguns dias devem ser zero álcool.

Especialistas em câncer dizem que essas descobertas não são inéditas e não contribuem significativamente com a ligação entre álcool e câncer de mama, que já está elucidada.

Fonte: bbc

Novidades

Topo
error: Sinto muito! Conteúdo protegido.