Curiosidades

Ele tem 29 anos e um bom emprego. Mas quando entra em casa vive como um bebê: mamadeira, fraldas, papinha, pijamas, etc |tem vídeo

Stanley sofre de uma psicopatologia ou uma parafilia, consistindo no desejo ou excitação do indivíduo ao ser tratado como criança ou bebê, usando fraldas e outros acessórios infantis. O nome da condição é Infantilismo, também pode ser conhecido como anacletismo ou autonepiofilia. Não há, no caso de Stanley, qualquer fetiche sexual envolvido, ele simplesmente vira um bebê quando entra em casa e é assim que ele se sente bem.

Stanley tem esse comportamento desde os 14 anos de idade. Ele conta que faz isso para relaxar. “Chego em casa do trabalho e mudo meu cérebro para o ‘modo bebê’. Assim, eu posso deixar todas as coisas de adulto de lado, tudo fica em suspensão”, explica. Os especialistas acham que o comportamento de Stanley pode ser explicado pelo fato de ter perdido a mãe. Atualmente, é a tia que quem troca fraldas, veste e dá banho em Stanley. Sim, ele faz cocô e xixi nas fraldas e é sua tia que troca.


Casa adaptada

Stanley investiu alto para ter coisas de bebê na qual ele coubesse. Ele construiu seus próprios acessórios gigantes, como um berço do tamanho de uma cama e um cercadinho capaz de aguentar seus 160 quilos. Ele tem até uma cadeira de bebê para poder fazer as refeições sentado. Além disso, todas as suas roupas são idênticas às roupas de bebês com botões de fácil acesso e que não machucam. Ele também tem muitos brinquedos.

Fonte e Imagens: jornalciencia

Novidades

Topo
error: Sinto muito! Conteúdo protegido.