Animais

Cientistas estão criando superantibiótico com sangue de dragão! A droga poderá combater superbactéria que mata mais de 700 mil pessoas/ano

Pesquisadores da Universidade George Mason, nos Estados Unidos, descobriram que o sangue do maior lagarto do mundo, conhecido como dragão-de-komodo possui algumas substâncias que podem ser aproveitadas com sucesso na fabricação de antibióticos.

Até agora, o “dragão” era apenas visto como tóxico, já que, sua mordida envenena a presa que morre em pouco tempo e só depois de entrar em estado de decomposição é que o dragão se interessa em comê-la. Mesmo comendo carniça o tempo todo, estes lagartos dificilmente ficam doentes porque possuem proteínas chamadas peptídeos antimicrobianos, que previnem qualquer tipo de infecção.


Foi pensando nestes “poderes” que os pesquisadores estudaram o sangue do animal para identificar peptídeos que têm potencial para serem usados em remédios. Descobriu-se então, depois de 4 anos de pesquisa, que esses peptídeos podem ser aproveitados para combater infecções por estafilococos, infecções no ouvido e por queimaduras, dermatites, fibrose cística e até pneumonia.

O próximo passo agora é transformar as substâncias do sangue do dragão em drogas. Segundo o bioquímico Barney Bishop os antibióticos obtidos do sangue do dragão poderiam combater uma bactéria superresistente que mata mais de 700 mil pessoas por ano.

Fonte: revistagalileu

Acesse nosso novo site! data-recalc-dims=

Novidades

Topo