Alimentação

O salmão que você come não veio do mar e a carne é tingida com pigmento artificial

O salmão que você come não veio do mar e a carne é tingida com pigmento artificial

O salmão que você come não veio do mar e a carne é tingida com pigmento artificial
5 (100%) 1 vote

A carne de salmão é uma das carnes de peixe mais lindas que existe. A coloração encanta e deixa a carne apetitosa. Mas, os salmões de cativeiro tem a carne colorida com pigmento artificial.

Na verdade, o salmão é um peixe originalmente de carne branca como os outros que conhecemos. Aquela coloração avermelhada que conhecemos é devido a um pigmento chamado astaxantina, um carotenoide que é sintetizado por algas e organismos unicelulares. Essas algas ricas em carotenoides são, por sua vez a comida preferida dos camarões. Assim, quando o camarão na natureza se alimenta de organismos ricos em astaxantina, seu corpo fica impregnado desta substância.

O camarão e outros crustáceos, são a comida preferida dos salmões que tem vida selvagem.  De tanto comer esses crustáceos, a astaxantina presente no corpo do camarão também fica acumulada nos músculos do peixe. Comendo camarão o tempo todo, desde que inicia a alimentação, o peixe passa a ter a musculatura toda rosada, pois não conseguem se livrar do pigmento.




 Peixe cru, molho shoyu, yakissoba: crianças podem comer comida japonesa? Há algum risco?

Salmão de cativeiro, é esse que você come!

A maioria dos salmões vendidos em supermercados, peixarias e restaurantes, vem de criação de viveiros. Esses peixes são alimentados, principalmente, com comida para peixe (ração). Esse alimento, obviamente, não contém camarão, pelo alto custo. Sem comer camarão, o salmão de viveiro adquire uma carne de coloração branca como qualquer outro peixe.

No entanto, o consumidor não está interessado em salmão branco, mesmo que o gosto da carne seja o mesmo. Isso já foi testado e a aceitação não foi boa por parte do consumidor. Assim, os criadores adicionam na dieta do salmão, o pigmento artificial astaxantina sintético (que é mais barato) ou extraído a partir da farinha de camarão.



Então na verdade, o salmão rosado que comemos nos restaurantes e vimos na peixaria, são, na verdade tingidos com pigmento artificial que imita a substância do camarão que confere cor ao peixe.

Fonte: globo

Topo