Comportamento

Homens do mundo inteiro estão desenvolvendo bexiga tímida e não conseguem mais usar o banheiro público

Homens do mundo inteiro estão desenvolvendo bexiga tímida e não conseguem mais usar o banheiro público
Esse texto foi útil para você?

Passar a noite toda na balada evitando beber só para não precisar usar o banheiro da boate. Isso parece muito estranho, mas o medo de usar banheiro público afeta muita gente. Segundo estudo publicado no periódico Depression and Anxiety, os casos de “Síndrome da bexiga tímida”, conhecidos como parurese, estão aumentando e afetando, principalmente, os homens.

Os paruréticos se sentem têm crises de ansiedade quando precisam ir ao banheiro. Por isso, evitam tomar muito líquido, evitam ir ao banheiro quando sabem que há outras pessoas dentro, têm um divisório favorito, urinam enquanto alguém usa a torneira ou faz algum barulho (para esconder o som), dão descarga para rapidamente urinar, criam horários para ir ao banheiro quando está menos ocupado, tentam imaginar que estão em outro lugar quando estão em um banheiro público.


De acordo com alguns estudos, a parurese tem sido considerada um sintoma ou um subtipo de ansiedade social (fobia social) e está se tornando algo cada vez mais corriqueiro.  Os médicos explicam que o banheiro masculino público é composto de mictórios posicionados um ano lado do outro e muitos não têm qualquer privacidade. Isso dificulta as coisas, pois quem sofre dessa síndrome tem dificuldade de urinar onde há ruídos, odores, falta de privacidade visual, muitas pessoas no banheiro. O parurético imagina que há alguém esperando, ouvindo enquanto urina ou zombando dele.

Vários níveis de gravidade

A parurese ocorre principalmente em banheiros públicos, mas pode ocorrer na casa de amigos ou familiares ou mesmo na própria casa quando há alguém perto do banheiro. Há várias intensidades, desde leve, quando consegue urinar em banheiros públicos com certas condições, à grave quando a pessoa só pode urinar quando estiver sozinha em casa. Especialistas dizem que pessoas que evitam fazer barulho quando urinam, ou que ligam a torneira para aproveitar o som da água já podem estar desenvolvendo os sintomas.

Mas atenção! Uma pessoa que de vez em quando tem que esperar dois ou três segundos para conseguir urinar não tem Parurese. O problema se desenvolve ao longo da vida caracterizada pela hesitação excessiva ou uma incapacidade de urinar.

Fonte: psicoativo/ paruresiscure
Artigo: Bavanisha Vythilingum et. al
Imagens: paruresiscure / psicoativo

Novidades

Topo