Alimentação

Tem Ketchup na sua geladeira? Vou te dar 5 razões para você joga-lo fora agora e nunca mais comprar.

O público em geral está se tornando mais consciente de que os alimentos processados ​​são tóxicos e refletem na nossa saúde devido a grande quantidade de produtos químicos. Cada vez mais, entende-se que orgânicos é uma opção melhor e que, é melhor fazer seus condimentos em casa com ingredientes frescos e orgânicos do que os comprar no mercado. No entanto, não interessa se a pessoa adora carnes ou se é um vegano, muitas pessoas são decididamente apaixonadas por coisas como ketchup, mostarda, maionese e outros molhos.

Mas aqui, nosso foco é o Ketchup, que geralmente, nos rótulos são descritos como  feitos basicamente de tomates cozidos, água e açúcar, geralmente como alguma forma de xarope de milho geneticamente modificado.   O ketchup tem xarope de milho em sua formulação, assim como conservantes e frutose, esta última, em doses concentradas. Quando nas frutas, a frutose pode ser bem assimilada pelo corpo humano, mas na forma como é encontrada no ketchup, não. Resumindo, comer ketchup com frequência pode levar ao acúmulo de gordura no fígado e elevação dos triglicérides. Também provoca tumultos no organismo, que fica com dificuldade para emitir os sinais de apetite, deixando-o com vontade de comer muito mais do que, normalmente, comeria. Está, ainda, associado a Síndrome Metabólica e a Diabetes Tipo 2.


1. Ketchup tem Xarope de milho de alta frutose

O ketchup, em si, não é considerado letal. Mas já que o xarope de milho de alta frutose pode matá-lo, você não está seguro também. Este ingrediente tóxico feito a partir de milho fortemente geneticamente modificado é uma causa importante de doenças do coração, obesidade, câncer, demência, insuficiência hepática, cárie dentária e diabetes. Uma vez metabolizado pelo seu corpo, ele pode levar a um aumento acentuado dos níveis de açúcar no sangue, causar estragos em seu sistema imunitário e danificar seu fígado. Essa formulação ainda possui mercúrio, um elemento tóxico em todas suas formas.

2. Ketchup tem muito mais açúcar do que você imagina

O Ketchup industrializado tem em média, contém 23,6 gramas de açúcar por 100 gramas. De acordo com a American Heart Association, a quantidade máxima de açúcares adicionados que você deve comer em um dia é (para os homens) 37,5 gramas ou 9 colheres de chá e (para as mulheres) 25 gramas ou 6 colheres de chá por dia. Uma colher de sopa tem 4 gramas de açúcar.

O problema com o ketchup é que as pessoas podem não associá-lo instantaneamente ao açúcar, o que faz com que elas consumam uma alta quantidade de açúcar, acima do recomendado pelas autoridades de saúde, e nem percebam.

3. Ketchup tem vinagre destilado impróprio para consumo

A ação movida em 2014 alegou que o vinagre destilado usado no ketchup, sobretudo da marca Heinz, não era completamente natural, e que era feito a partir de milho geneticamente modificado, o qual é cultivado com agrotóxicos e produtos químicos. O termo vinagre destilado é impróprio e não condiz com a realidade, uma vez que, não é produzido por destilação, mas por fermentação de álcool destilado.

4. Ketchup tem uma absurda quantidade de sódio

Alguns especialistas dizem que o maior problema com o ketchup é a quantidade de sódio na sua composição. Para você ter uma noção, uma colher de sopa de ketchup pode trazer 167 mg de sódio. E antes que alguém pense que o número não é tão alto assim, vale lembrar que nem sempre todo mundo se contenta com uma única colher de sopa de ketchup e que ele é simplesmente um acompanhamento, ou seja, é consumido junto de outros alimentos que já carregam o seu próprio teor de sódio. Muitos nutricionistas sugerem que os adultos devem limitar a ingestão de sódio para 2.300 miligramas por dia. A Organização Mundial de Saúde recomenda manter a ingestão de sódio abaixo de 2.000 miligramas por dia. Dependendo da quantidade de ketchup que você ingere, seu limite de sódio será ultrapassado somente com um cachorro quente “inocente”.

5. Ketchup é exclusivamente feito de produtos transgênicos

De acordo com a USDA, mais de 90% de todo o milho cultivado nos EUA são geneticamente modificados. Enquanto que o xarope de milho de alta frutose e xarope de milho são diretamente derivados do milho geneticamente modificado, o concentrado de tomate (contém ácido cítrico derivado do milho), o vinagre (feito a partir de centeio e milho) e o sal (contém dextrose derivado do milho) têm um papel indireto a desempenhar no sentido de tornar o ketchup Heinz prejudicial.

Fontes:
 healthywildandfree/ noticiasnaturais / vix / thrillist / hungryforchange
Imagens: Reprodução/ bol.
uol /
Comentários

Novidades

Topo
error: Sinto muito! Conteúdo protegido.