Alimentação

Nutricionista gera polêmica ao revelar: Melão engorda, piora a diabetes e estimula a candidíase!

O melão é uma fruta refrescante consumido especialmente durante o verão e muitos dos seus benefícios se dão pelo alto teor de água, que ajuda a afastar a desidratação e a combater o calor, enquanto seu sabor refrescante proporciona uma sobremesa livre de culpa para as crianças e adultos. Pelo menos é isso a gente pensava até agora.

No entanto, em uma entrevista ao Vix, a nutricionista Flávia Cyfer revelou que de fato, o melão tem um alto poder hidratante e ainda tem um alto poder alcalinizante. Isso significa que pode neutralizar o organismo de pessoas que comem muita gordura e conservantes. No entanto, o melão deve ser consumido com cuidado. A fruta pode engordar, aumentar os níveis de insulina no sangue, piorando a diabetes, e ainda instigar a candidíase em mulheres.

Piora a Diabetes e engorda

Segundo a nutricionista, o melão contém muito açúcar e é digerido muito rápido. Isso faz com que a glicose seja absorvida muito rapidamente pela corrente sanguínea, gerando um pico de glicemia. Se a pessoa não for diabética, a insulina presente no sangue irá cuidar para que glicose seja absorvida corretamente pelo organismo. Mas, uma pessoa diabética, que naturalmente tem dificuldade de captação da glicose pelas células, terá os níveis aumentados ao ingerirem melão e daí, podem haver complicações.

Flávia alerta que ingerir melão em excesso também poderá engordar, pois todo o açúcar ingerido com a fruta, poderá ser convertido em gordura. Isso acontece porque quando consumimos mais açúcar do que o necessário, a glicose extra será convertida em glicogênio e estocada. Porém, o glicogênio é um estoque pequeno e de uso rápido, sendo usado em períodos de jejum durante o dia. O corpo armazena apenas 2% da glicose na forma de glicogênio, o restante de glicose será convertido em triglicerídeo e estocada no tecido adiposo.

Estimula a candidíase

A candidíase é uma doença causada por um fungo, o Candida albicans, que já vive na região genital feminina em equilíbrio com os outros micro-organismos da região. Quando ocorre algum desequilíbrio, ele pode se multiplicar e ocasionar a candidíase. Um dos fatores que desencadeiam os sintomas de candidíase é a alimentação. O fungo precisa de um ambiente ácido para se reproduzir, e alimentos ricos em carboidratos simples, gorduras e proteínas animais contribuem para essa acidez.

Mas no caso do melão a causa é outra. O melão deve ser evitado por mulheres que estão com candidíase ou que têm vários episódios da doença porque possuem, em volta da semente, uma camada de fungos. Eles, no organismo, podem intensificar o processo inflamatório.

Fonte: vix/ infoescola / dravivianelago/ minhavida
Imagens: Reprodução/ donagiraffa / biosom
Comentários

Novidades

Topo