Anomalias e doenças

Mesmo com a higiene em dia, sua calcinha vive úmida e com cheiro de xixi? Atenção: hora de procurar um médico!





“Tenho 46 anos e estou com um problema. Tenho que usar absorvente íntimo diário durante o dia todo. Porque se eu não usar, no final do dia minha calcinha fica úmida e com cheiro de urina. Mas não sinto nada saindo e minha higiene está em dia!” (Si*** Po****)

Olá Si***, sempre recomendamos aqui que todas as alterações estranhas no nosso corpo devem ser discutidas com um médico impreterivelmente. Milhões de mulheres no Brasil e em todo o mundo sofrem de algum problema que causa a perda involuntária de urina e pode interferir nas suas atividades e na sua qualidade de vida.  Muitas dessas mulheres passam por este problema e, infelizmente, a maioria delas não se preocupam e se quer vão ao médico.


De acordo com o site do setor de Urologia do Hospital Sírio Libanês, a perda de urina na calcinha é um sinal de Incontinência Urinária e pode ocorrer com intensidade variável dependendo da mulher. Ao contrário do que as pessoas pensam, esse não é um problema de idosos e pode acometer indivíduos de todas as idades, de ambos os sexos e de todos os níveis sociais e econômicos. No entanto, entre as pessoas com idade superior a 60 anos, acredita-se que de 30 a 60% tenham incontinência e sim, as mulheres são mais predispostas do que homens. As causas podem variar bastante algumas delas são transitórias e facilmente tratáveis, como infecções urinárias e vaginais, efeitos colaterais de medicamentos e constipação intestinal, mas outras causas podem ser duradouras ou permanentes. Tudo precisa ser devidamente estudado por um urologista.

Até que o problema se resolva o uso do absorvente diário é aconselhável!

O que pode estar acontecendo?

De acordo com os especialistas do Hospital Vila da Serra, a forma mais frequente, que aparece em cerca de 50% das pacientes, é aquela que surge geralmente em torno dos 35 a 40 anos e é associada a algum esforço físico. Quando a paciente tosse, espirra ou carrega algum peso, ela nota que há saída de alguma quantidade de urina. É a chamada “incontinência urinária aos esforços”. O segundo principal tipo é a “bexiga hiperativa”. Ele é mais comum entre as mulheres acima de 60 anos, mas pode aparecer em qualquer idade. As pacientes precisam urinar inúmeras vezes durante o dia (mais de 7 vezes), levantam mais de duas vezes à noite para urinar e/ou frequentemente têm uma vontade tão grande que têm que sair correndo para o banheiro.

No entanto, segundo o urologista Giacomo Errico. Em mulheres acima dos 40 anos, alterações hormonais também podem levar ao problema, pois com o aumento da idade há a redução da vascularização do local, o que causa a incontinência. Nestes casos, um creme à base de estrogênio pode ser a solução, procure seu médico.

Fontes: delas / hospitalsiriolibanes / hospitalviladaserra /
Imagens: Reprodução/ saude.ig / izabellamattosduare
Comentários

Novidades

Topo