Animais

Cientistas estão impressionados: Tubarão-zebra fêmea engravidou sozinha, sem contatos com machos

A Scientific Reports divulgou algo jamais registrado para a espécie de tubarão-zebra, Stegostoma fasciatum. Sem ter qualquer contato com machos durante 4 anos, uma fêmea engravidou, indicando a mudança de uma reprodução sexuada para assexuada.

A fêmea, chamada Leonie, que vive no aquário Reef HQ, em Queensland, na Austrália, passou vários anos convivendo com um macho da mesma espécie com quem teve vários bebês. Depois de um tempo se reproduzindo em cativeiro, os cuidadores resolveram “descansar” Leonie e a separaram do companheiro. Mas, para surpresa de todos, quatro anos após a separação a fêmea colocou três ovos, mesmo sem ter tido qualquer contato com outro tubarão-zebra do sexo oposto.


A partenogênese não é nenhuma grande novidade no mundo animal. Trata-se de um fenômeno em que há o crescimento e desenvolvimento de um embrião sem que ocorra a fertilização, ou seja, ocorre por reprodução assexuada. São fêmeas que apresentam a habilidade de procriar sem que haja um parceiro sexual, havendo a participação apenas do gameta feminino. Inclusive, já há registros de tubarões que desenvolveram esta habilidade. No entanto, esta é a primeira vez que ocorre numa fêmea que já tinha tido um companheiro.

A bióloga Christine Dudgeon, da Universidade de Queensland, na Austrália explicou que a princípio os especialistas acreditavam que a fêmea ter guardado, de alguma forma, esperma dentro do corpo, mas quando fizeram testes nos filhotes e compararam o DNA com o do possível pai, foi verificado que tinham apenas as células da Leonie. Assim, acredita-se que a falta de um companheiro fez com que a fêmea se adaptasse, o que é especialmente importante para a conservação da espécie, que está em risco de extinção.

Apesar de a partenogênese reduzir de forma desvantajosa a diversidade genética ao longo das gerações, os cientistas esperam que os bebês de Leonie também consigam reproduzir de forma assexuada.

Fonte: zap.aeiou / infoescola Imagens: Reprodução/ rwsentosablog / hiddendepthsdiving
Comentários

Novidades

Topo
error: Sinto muito! Conteúdo protegido.