Animais

Ciência finalmente explica porque seu cão fica tão feliz quando você chega em casa

Segundo o estudo realizado pelo IBGE em 2015, os cachorros já somam 52,2 milhões, ou seja, temos mais cãezinhos do que crianças! Sim, mais de 44% das casas brasileiras tem um ou mais cachorros.

Ter um cão em casa é uma alegria o tempo todo. Mas nenhum momento é mais esperado do que aquele em que você chega em casa. O ritual se repete todas as vezes que você entra pela porta: seu amigo peludo estará presente, disposto a comemorar sua volta casa. E tanto faz se você esteve um mês, um dia, uma hora ou cinco minutos longe. A festa é a mesma!

O pesquisador e neurocientista americano Gregory Berns, autor do livro How Dogs Love Us, garante que existe uma explicação científica para este comportamento. Em um de seus estudos, o pesquisador descobriu um padrão similar ao dos humanos na atividade cerebral dos cães. O estudo explicou que os cães têm uma inteligência emocional análoga à inteligência de uma criança humana de dois anos de idade. Isso quer dizer que, assim como as crianças, eles não têm nenhum problema em expressar o que estão sentindo. Assim, sentimentos como alegria, tristeza, dor, medo, ciúme, não podem ser racionalizados. E de fato, como não percebem a temporalidade e vivem apenas o presente, sempre será uma alegria para eles quando o dono voltar para casa.

Os estudos de ressonância magnética realizados por Berns, indicaram que o cachorro sabe diferenciar outros cães e seres humanos. O cheiro de um humano familiar, normalmente gera uma resposta de recompensa no cérebro dos cães. Nem mesmo o cheiro de outro cão possui o mesmo poder, o que faz com que eles percebam que nós somos realmente diferentes deles.

Callie, um cão envolvido nos testes, é equipado com proteção auditiva antes de entrar na máquina.

Lambidas e cheiradas

O festival de lambidas e “cheira-cheira” também possui explicação científica. Como animal de grupo que é, os cães parecem estar reproduzindo o mesmo comportamento de seus antepassados manifestavam quando voltava ao grupo um membro da matilha. Em estado selvagem, quando um cão voltava para seu grupo, era recebido com muitas lambidas e cheiradas. Era assim que aqueles que tinham ficado na matilha buscavam informação sobre o que o animal que se separou da turma fez enquanto esteve longe.

Baseado nesse comportamento ancestral, seu cãozinho chama a sua atenção e te cheira e lambe quando você chega em casa. A capacidade olfativa deles é entre 10 milhares e 100 milhares de vezes superior à do ser humano. E a área cerebral dedicada ao olfato é 40 vezes maior que a nossa. Por causa disso, conseguem sentir e diferenciar odores, muitos dos quais os humanos não chegam a alcançar.

Enfim, não importa o motivo, se seu cãozinho faz tanta festa quando você chega em casa,

retribua com carinho e atenção. Com certeza você a pessoa mais importante para ele no mundo!

Fontes: gizmodo/  meusanimais / sossolteiros /
Artigo: Bernes et.al
Imagens: Repdução/ gizmodo / hellogiggles
Comentários

Novidades

Topo