Anomalias e doenças

Aprenda truques para nunca mais ter bolinhas na virilha após a depilação!

“Não importa o que o eu faça: sempre fico com bolinhas doloridas na virilha depois de depilar. É horrível, pois não posso usar biquíni muito cavado. Às vezes parece até uma doença! ” (Deise Charmam)

Deise, o nome dessas bolinhas é foliculite. Acontece quando o pelo que está crescendo não consegue ir além da pele. O pelo, então, se curva penetrando outra vez e originando um pelo encravado ou, na tentativa de sair, causa uma inflamação ficando também exposto a ação de bactérias. Infelizmente, a depilação, seja ela com cera, lâmina ou pinça, é uma das principais razões dessas inflamações.

Alguns truques podem ajudar, e muito, para que a foliculite não estrague o aspecto da sua virilha. Afinal, ninguém merece!

Esfoliar a região da virilha é sem dúvida um ótimo começo. A esfoliação desobstrui os poros retirando células mortas e abre a passagem para os pelos. Com isso a depilação não causará traumas em seus folículos nem inflamação.

Sabonete não! Depilar com sabonete é um erro muito comum. Toda mulher aproveita o momento do banho passa um sabonete na região e depila. Mas essa é uma das principais causas da foliculite. O sabonete tende a ressecar mais a pele!! Se não tiver um creme próprio, use seu hidratante ou até mesmo o condicionador que devem facilitar o procedimento e torná-lo menos agressivo ao local, que ganhará uma pele mais macia e hidratada.

Não compartilhe lâmina de jeito nenhum! Outro erro comum de muitas mulheres: aproveitar a lâmina de barbear do marido, filho, irmão ou até de outra mulher da casa para fazer sua depilação íntima. Além da anatomia das lâminas masculinas e femininas serem distintas, para raspar diferentes áreas do corpo, você pode trocar bactérias, principalmente aquelas que causam as “bolinhas” na pele.

Lâminas velhas, não! É claro que todas sabem disso, no entanto, a maioria não pega uma lâmina nova para fazer a depilação.  O ambiente do box e banheiro é perfeito para fazer com que a gilete vire uma colônia de bactérias que originam a foliculite.

Lâminas a seco, jamais! Usar sempre um umectante é crucial. Usar a gilete a seco irá agredir 3 vezes mais a pele e certamente irá originar foliculite. E, a partir de agora, quando for usar a gilete, faça o movimento em direção ao o crescimento do pelo mesmo. Assim, o corte ocorre de forma mais suave, sem traumas e reduz a chance de encravar o fio.

Usar a gilete a seco irá agredir 3 vezes mais a pele e certamente irá originar foliculite.

Produtos com álcool, não! Quando a depilação tiver finalizada jamais use produtos com álcool e se puder evite também fragrâncias. Tais produtos causam uma forte desidratação da pele e isso vai ressecar e favorecer a foliculite.

Roupas apertadas, péssima ideia! Usar roupas justas e abafadas como calça jeans logo após a depilação íntima não é bom. Esse é um dos fatores que mais originam pelos encravados. No dia da depilação, escolha roupas mais largas e soltinhas no local depilado sempre que possível.

Hipoglós no local. Terminada a depilação, muitas esteticistas e dermatologistas aconselham o uso  da pomada Hipoglós, que tem um poder incrível de hidratação e também acalma o efeito de irritação da pele.

Usar roupas justas e abafadas como calça jeans logo após a depilação íntima não é bom.

Ir à praia no dia da depilação, não deveria! Sim, mas todo mundo faz isso. Depila exatamente para ir à praia. O problema é que o sal do mar em contato com os poros provoca a ardência e irritação. O ideal é se depilar sempre dois dias antes de ir à praia e entrar no mar. Esse tempo é o suficiente para a camada córnea se refazer e não sofrer mais com o contato com o sal.

Filtro solar na virilha, sim! Aposto que você nunca pensou nisso, mas o filtro solar na virilha depilada é indispensável, não somente para evitar a foliculite, como também para evitar manchas escuras na região!

Fonte: Bolsa de mulher
Imagens: Reprodução/ Bolsa de mulher / remedio-caseiro /
Comentários

Novidades

Topo