Animais

Herpetólogos descobrem mais uma posição sexual usada pelos sapos. Agora são 7 posições diferentes.





O amplexo nupcial é a posição que os sapos ficam quando estão acasalando, isso mesmo, fazendo amor. Esse encontro entre o sapo macho e a fêmea foi descrito pelos cientistas como a melhor forma de realizar a fecundação, já que o sapo macho não tem pênis. Até então, pesquisadores já sabiam que este amplexo pode ocorrer em várias posições diferentes, ou seja, o sapo pode diversificar o movimento e posição em relação à fêmea, onde foram descritas 6 posições distintas que não só ajudam a fecundação como facilitam o encontro dos sapos.

Seis posições já foram descritas na história da ciência, como: os machos podem agarrar as fêmeas pelas axilas, entrelaçar as patas traseiras, segurar sua cabeça, sentar na cabeça da fêmea, soltar uma substância que cola os sapos e ficar de costas de um para o outro, essas são as seis posições já conhecidas pela ciência até pouco tempo, porém um NOVO ESTUDO da Universidade de Deli, na Índia, pesquisadores descobriram uma nova posição sexual dos sapos que foi batizada de “montaria dorsal”.


Essa montaria seria bem diferente das demais posições, onde há o encontro dos orifícios genitais, nela não haveria esse contato e aconteceria na vertical sobre alguma folha, galho ou pedra. O macho não segura a fêmea pelas costas e sim monta em cima dela se agarrando apenas nas folhas, galhos ou pedras ao seu redor depois ejacula sobre a pele da fêmea e sai rapidamente. Logo em seguida, a fêmea solta os ovos e o sêmen em suas costas escorre até finalizar a fecundação. Olha só que malandragem desse sapo, chega e monta em cima da fêmea, ejacula e cai fora rapidinho sem dizer nada…

A montaria dorsal é a sétima posição sexual dos sapos.

A montaria dorsal é a sétima posição sexual dos sapos.

Essa nova posição foi descrita com a observação da espécie Nyctibatrachus humayuni, encontrada na floresta tropical no sudeste da Índia. A pesquisa foi longa e demorada, pois foram 40 noites observando esses sapos de apenas 5 cm de comprimento realizando essas posições e esperando ansiosamente que os mesmos mudassem a posição, sem contar que a pesquisa foi realizada durante o período das chuvas e imagine a situação: observar esses pequeninos sapos fazendo “amor” no meio de uma grande chuva com muitos ventos em cima de folhas e pedras e “rezar” para que eles não fossem derrubados ou levados pela chuva e começarem tudo de novo, coitados! Esse trabalho todinho para ser derrubado pelo vento e chuva, olha a canseira desses animais.

(A-E) Sequência do comportamento reprodutivo em nyctibatrachus humayuni ; (F-G) O desenvolvimento do ovo.

(A-E) Sequência do comportamento reprodutivo em nyctibatrachus humayuni ; (F-G) O desenvolvimento do ovo.

Site: super.abril
Artigo: A unique mating strategy...
Imagens: Reprodução/  A unique mating strategy...
Comentários

Novidades

Topo