Alimentação

4 formatos do seu cocô que pode indicar doenças, ou não!





Estudar as fezes não é coisa de louco. O estudo, pode servir para entender melhor a nossa saúde, a nossa mente e até mesmo o passado de toda a humanidade. Seja bem-vindo ao mundo da coprologia, a ciência que estuda o conteúdo da sua privada.

Hoje temos até tratamento para infeções intestinais crônicas usando pílulas  fezes e transplante de fezes. Já mostramos um texto sobre as cores do cocô e doenças que podem estar ligadas a elas e agora, você conhecerá o que quer dizer cada possível formato de seu cocô. Segundo especialistas, os vários formatos das fezes não indicam, na imensa maioria, algum tipo de doença, a depender também da cor e consistência. Vale a pena observar “seu amigo” no vaso antes de dar descarga!


Formato cilíndrico

Apesar de esse ser o formato mais comum (e ideal) para as pessoas, não é sempre que vemos nosso cocô como um tubinho. Segundo os gastroenterologistas as fezes saudáveis são mesmo no geral são cilíndricas a alongadas. A característica cilíndrica é proveniente do formato do intestino e a textura depende do tipo de nutrientes presentes durante a alimentação.

Mas atenção: conforme já mostramos no texto sobres as cores do cocô, mesmo com o formato cilíndrico, se a cor estiver alterada a pessoa pode sim estar com algum problema de saúde.

Tipo bolinhas

Típico formato de quem tem “intestino preso” ou “prisão de ventre” (o famoso “intestino preso”).  O fenômeno que atinge em torno de 15% das pessoas indica que o cocô demorou para chegar ao reto e isso fez com que ele perdesse mais água do que o ideal no caminho.  Pode sinalizar pouca fibra na comida ou o costume de “segurar”.

Fezes assim, além de causarem muito desconforto abdominal, podem desencadear problemas de hemorroidas e ferimentos no ânus, por isso vale a pena consultar um médico para tentar evitar que seu cocô seja sempre assim. É comum que pessoas que fazem cocô “tipo cabrito” também perceba gotinhas de sangue no vaso sanitário ou ao se limpar, isso acontece porque a as fezes estão ressecadas e podem machucar na saída.

bolinhas

Forma líquida ou poça

A conhecida diarreia é causada pela má absorção de líquidos pelo sistema digestivo, e pode surgir por várias razões: como comer algo que você não está acostumado, infecções, alimentos estragados e como efeito secundário de alguma doença. Biologicamente, a falta de consistência do material é devida ao impedimento na absorção da água causada por uma agressão à mucosa intestinal.

No caso das viroses (que provocam a maioria das diarreias que vimos por aí), os vírus invadem nosso trato intestinal, causam irritação e inflamação das paredes intestinais. Os vírus também induzem as células que revestem os intestinos a produzirem mais líquidos.

Tipo “tripinha”

Fezes finas são provavelmente apenas um sinal de que você está forçando demais e contraindo o esfíncter (a válvula que controla o abre e fecha do ânus). Mas pode também significar um problema mais sério, como uma obstrução intestinal que é algo bem mais grave! Se o problema persistir, vale a pena consultar um médico se o problema persistir.

tripinha

Fontes: curtoecurioso/ super.abril/
Imagens: Reprodução/ leroymerlin/ ecodesenvolvimento
Comentários

Novidades

Topo