Sêmen, tecnologia, próprio filho, wi-fi: Pessoas que tem alergias inacreditáveis!

Para quem ainda não leu o primeiro texto das alergias incomuns, vale a pena conferir: “Sol, frio, água e malhação: por que algumas pessoas têm alergias tão estranhas?“. E você que já leu, vamos conferir as 4 alergias incomuns.

1- Alergia ao sêmen

Contando todos os casos do mundo, foram um pouco mais de 80 com esta rara alergia, também chama de hipersensibilidade ao plasma seminal humano. Basta ter contato com o líquido seminal e já começa um quadro de queimação, inchaço, coceira, dificuldade para a respiração, queda de pressão e náuseas. Seu tratamento é simples e para evitar problemas durante o sexo, uma camisinha resolve. Para mais informações leia o texto: “12% das mulheres podem ser alérgicas a sêmen, um problema que pode culminar em um choque anafilático, diz estudo“.

alergia-a-semen

2- Alergia à vida moderna

Realmente é bem difícil viver nos dias atuais sem estar perto de um computador, celular, micro-ondas. Mas para Debbie Bird é ao contrário. Daily Mail publicou que Debbie é sensível ao campo eletromagnético dos aparelhos citados e até mesmo de alguns carros, gerando dores de cabeça e irritação na pele. A casa de Debbie e do marido Tony é adaptada. Foi coberta com tinta especial de carbono e vários mecanismos de defesa contra os campos eletromagnéticos foram criados.

153967692

3- Alergia ao próprio filho

Dayle Byrom e Joanne Mackie, ambas britânicas, tem casos bem estranhos quando o assunto é alergia. Dayle Byrom desenvolveu a alergia com o bebê ainda no útero, na 20ª semana de gestação. Os médicos chamaram de Erupção Polimorfa da Gravidez. Ela desenvolveu um quadro de extrema coceira e vermelhidão, apesar de causar grande desconforto na mãe, não é perigoso para o bebê. No caso da Dayle, a Dra. Samantha Vaughan-Jones, da British Association of Dermatologists disse que esses casos ocorrem na maioria por mães que carregam bebês do sexo masculino, o que levanta a possibilidade da alergia ser resultado de uma reação à testosterona gerada pelo feto, embora não haja ainda confirmação científica.
No caso da Joanne Mackie, ela desenvolveu um quadro com bolhas e erupções cutâneas após dar à luz ao seu filho James. O jornal Daily Mail afirmou que Joanne ficou com irritações nas costas, pernas, braços e seios. Os médicos disseram que ela desenvolveu Penfigóide Gestacional, uma doença de pele rara causada por uma reação alérgica ao seu bebê. Depois do tratamento ela pode viver uma vida normal com seu bebê.

article-0-15321F17000005DC-342_634x414

4- Alergia à Wi-fi

Realmente, uma alergia dessas nos dias de hoje é bem complicada. O DJ britânico Steve Miller, desenvolveu uma hipersensibilidade causada pela presença de rede wi-fi. Segundo o jornal britânico The Sun, Steve é alérgico a ondas eletromagnéticas e sofre constantemente com a presença de redes wi-fi. Em entrevista ele disse: “eu me sinto como um exilado em meu próprio planeta. É quase impossível encontrar um lugar sem wif-fi hoje em dia”. Ele anda com um detector de wi-fi e sua casa é isolada com paredes protetoras de ondas eletromagnéticas. Caso seja exposto às ondas ele sente uma forte dor de cabeça.

http-%2F%2Fmashable.com%2Fwp-content%2Fuploads%2F2009%2F07%2Fwigiallergy

Fonte: dailymail/ super/ saude.terra
Imagens: Reprodução/ diariodebiologia/ tecnologia/ dailymail/ mashable