Estudo polêmico afirma que cortar carboidrato da dieta é cilada e NÃO EMAGRECE!

A busca pelo corpo perfeito é uma guerra diária para muitas pessoas. A mídia mundial parece hipnotizar algumas pessoas e controlar suas vontades e emoções fazendo com que o padrão de beleza seja aquele corpo magro, definido e escultural. Todavia, sabemos que ser magro não significa saúde, nem muito menos definição dos músculos, pois uma vida com saúde requer uma série de fatores que vão além de tudo isso, como uma alimentação saudável, prática de atividades físicas, lazer, convívio social, cultural, familiar, entre outros, até porque uma pessoa saudável deve ter corpo e mente com saúde e não apenas esteticamente.

Com isso, muitas pessoas seguem várias dietas que existem por aí, como: dieta da lua, dieta da proteína, dieta das calorias, das cores, dieta dos vegetais, dieta de tudo que existe nessa vida e esquece de buscar um especialista nesta área, um nutricionista, para ajudar a prescrever uma dieta que seja adequada para cada pessoa, isso mesmo, cada pessoa tem uma dieta diferente da outra, ou seja, cada um deve seguir uma alimentação específica com objetivos determinados para aquilo que queira seguir sempre considerando a boa saúde do organismo.

Pesquisadores realizaram um estudo publicado no American Journal of Clinical Nutrition e concluíram que uma dieta pobre em carboidratos não serve para nada e não é eficaz para perda de peso. Essa dieta tem como objetivo retirar ao máximo todo tipo de carboidrato da alimentação, mas não eliminando a quantidade de calorias. Os pesquisadores resolveram testar essa dieta e conseguiram 17 pacientes com excesso de peso que foram monitorados durante dois meses seguindo a dieta pobre em carboidratos. A pesquisa foi liderada pelo Kevin Hall do Instituto Nacional de Saúde e Obesidade.

717830-Emagreça-comendo-massa-todos-os-dias-02

No primeiro mês, eles receberam uma dieta semelhante a que tinham no cotidiano em suas vidas e no segundo mês realizaram a dieta pobre em carboidratos. Eles seguiram a pesquisa a risca que foi considerado padrão ouro, pois foram controlados cuidadosamente, com alimentação e atividade física. Todavia, os resultados da pesquisa demonstraram que essa dieta é inútil para perda de peso, uma vez o gasto calórico apenas caiu nas primeiras semanas e logo permaneceu como se estivesse com uma alimentação normal. É claro que a pesquisa apresenta poucos dados e muitos outros fatores podem influenciar na perda de peso, mas já indica que uma dieta pobre em carboidratos não ajuda muito.

Os especialistas concordam e que é quase uma lei nesta vida: “Se a quantidade de calorias ingeridas for menor do que a quantidade de calorias perdidas não haverá acúmulo de energia, logo perderá peso.” Claro que essa relação de caloria e peso é interferida por vários fatores internos e externos que podem não ajudar no processo de emagrecimento, até porque considera a caloria apenas como uma simples caloria.

Portanto, o mais prudente e correto é buscar ajuda de um especialista médico, depois um nutricionista para juntos avaliarem a melhor dieta e alimentação que cada um deve seguir, sempre respeitando as suas individualidades e particularidades de cada organismo, associados com atividades físicas e evitando excessos, além de outros fatores, podemos manter uma vida equilibrada e saudável.

Sites: iflscience/ vox
Artigo: Energy expenditure and body...
Imagens: Reprodução/ noivasdobrasil/