Curiosidades

Cientistas descobrem como transformar os gases do efeito estufa em pedra. Seria o fim dos prejuízos causados por esse fenômeno?

Pela primeira vez cientistas conseguiram oferecer uma solução promissora para o armazenamento de CO2, gás relacionado ao efeito estufa.  A solução consiste em injetar esse gás em solo de basalto vulcânico e solidificá-lo. Estudos anteriores mostravam que esse processo poderia demorar muito tempo para acontecer, chegando a demorar centenas de anos.

O estudo, publicado recentemente na Revista Science, diz que o objetivo dos cientistas foi desenvolver um método seguro para armazenar o gás carbônico para evitar que ele escape para a atmosfera e contribua para o aquecimento global, problema que hoje só vem aumentando.


O basalto encontrado na natureza em contato com o CO2 e água produz uma reação química que resulta em um mineral calcário branco. Na Islândia, o aproveitamento do basalto subterrâneo revelou-se uma ótima opção, conseguindo com que 95% do CO2 injetado fosse solidificado em menos de dois anos.

Um relatório de 2014 do Painel Intergovernamental de Mudanças Climáticas mostrou que se as autoridades mundiais não dominassem a tecnologia de captura e armazenamento de gás carbônico, seria impossível combater e frear o aquecimento global. As experiências anteriores não foram bem sucedidas, porque em sua maioria, armazenaram o CO2 em arenito ou aquíferos salinos, e não misturaram o gás com água e armazená-lo no basalto.

Nova solução de sequestro e conservação de carbono conseguiu conversão em tempo surpreendente e sem vazamentos de gás.

Nova solução de sequestro e conservação de carbono conseguiu conversão em tempo surpreendente e sem vazamentos de gás.

O basalto, uma rocha porosa, possui características específicas como apresentar altos níveis de cálcio, ferro e magnésio, minerais necessários para solidificar e armazenar o carbono. Os cientistas acreditam que muitas são as metas para combater o aquecimento global, mas essa pode ser uma pequena peça no quebra-cabeça, e fazer parte da solução do problema que está cada vez mais presente em nosso meio.

Sites: zap.
aeiou / ecodesenvolvimento
 Artigo: science   
Imagens: Reprodução/ zap.aeiou/ terra
Comentários

Novidades

Topo
error: Sinto muito! Conteúdo protegido.