Curiosidades

Telescópio da NASA descobre 100 novos planetas alienígenas que podem existir vida extraterrestre

Telescópio da NASA descobre 100 novos planetas alienígenas que podem existir vida extraterrestre
Esse texto foi informativo para você?

Astrônomos da NASA, utilizando o telescópio espacial Kepler, descobriram que existem mais de cem planetas do tamanho da Terra que orbitam outras estrelas no Universo.

O surpreendente é que também foram identificados nove planetas menores, localizados dentro das denominadas zonas habitáveis, onde existem condições propícias para encontrar água em estado líquido e consequentemente, algum tipo de vida. A NASA afirmou que esse foi o maior anúncio de novos exoplanetas (aqueles que orbitam estrelas fora do sistema solar).


As análises estatísticas oriundas das descobertas vindas do telescópio Kepler ajudam os astrônomos a compreender melhor as características desses planetas. Os astrônomos calculam que podem existir mais de 10 bilhões de planetas possivelmente habitáveis na Via Láctea.

Por volta de 24% das estrelas abrigam planetas que podem ser habitáveis e que são menores do que aproximadamente 1,6 vez o tamanho da Terra. É abaixo deste tamanho que os planetas têm a chance de serem rochosos. O planeta potencialmente habitável mais próximo da Terra está a cerca de 11 anos-luz de nós, o que é muito próximo.

Ilustração divulgada pela Nasa mostra comparação entre órbitas do Sistema Solar, do Kepler-186 (um minissistema Solar) e do sistema da Kepler-452, com o planeta Kepler 452b

Ilustração divulgada pela Nasa mostra comparação entre órbitas do Sistema Solar, do Kepler-186 (um minissistema Solar) e do sistema da Kepler-452, com o planeta Kepler 452b

O objetivo final da observação é detectar a luz de um potencial exoplaneta habitável e detectar gases como vapor de água, oxigênio, metano e dióxido de carbono, gases que podem apresentar um ambiente potencialmente biológico.

Utilizando o telescópio Kepler, foram encontrados os planetas Kepler-186f e Kepler-452b, provavelmente os mais parecidos com a Terra em termos tamanho, temperatura e energia recebida desta estrela. Os astrônomos afirmam que a missão Kepler é parte de um objetivo maior, que seria e encontrar vida além da Terra: saber se estamos sozinhos ou não, saber como a vida se manifesta na galáxia e qual é a sua diversidade.

Fonte: bbc    
Imagens: Reprodução/espacoafronteirafinal/ horabrasil

Comentários

Novidades

Topo