Curiosidades

Hospital está testando um supercomputador que pode prever a morte de seus pacientes com 96% de precisão



Pesquisadores de Boston desenvolveram um supercomputador que, segundo eles, pode prever com 96% de exatidão, se um paciente está prestes a morrer. O aparelho foi ligado em pacientes do The Beth Israel Deaconess Medical Center, um dos hospitais mais renomados dos EUA na detecção de doenças.

Se os testes forem confirmados e o computador passar a ser usado como rotina hospitalar, poderá fazer o reconhecimento mais rápido de doenças complexas e permitir uma cura eficiente. Ou seja, poderá salvar vidas, mas também poderá prever uma morte iminente. De acordo com o Dr Steve Horng, responsável pelo projeto, toda vez que a pessoa for ligada à máquina, seus dados ficarão armazenados e isso pode ser comparado com dados semelhantes de outro paciente ou prever diagnósticos. “Se o computador diz que você vai morrer, isso acontecerá provavelmente, nos próximos 30 dias”, completa.


O supercomputador está carregado com informações de mais de 250.000 pessoas nos últimos 30 anos. É com base nestes dados que o diagnóstico é feito com precisão e rapidez. Para uma avaliação, o paciente é ligado a fios, e estes, ligados a monitores e o computador coleta dados a cada três minutos, desde níveis de oxigênio a pressão arterial. Uma vez avaliados, estes dados podem levar à detecção de doenças ou risco de morte.

Google Glass

O The Beth Israel Deaconess Medical Center já saiu na frente de mão dadas com a tecnologia ao disponibilizar o “GOOGLE GLASS”, os famosos óculos do Google, para os médicos. Assim, ao examinar um paciente podem ao mesmo tempo recorrer a um banco de dados e saber sobre outras visitas ao hospital. “Não só nos permite ter as mãos livres, como está sempre ligado, em frente a nós e a dar-nos informação (…) sem ter de interromper o paciente, perder contato visual ou até mesmo ter de sair do quarto “, disse o responsável.

Fonte: youtubedailymailhuffingtonpost   
Imagens: Reprodução/ dailymail
Comentários

Novidades

Topo
error: Sinto muito! Conteúdo protegido.