Curiosidades

Baseando-se em um estudo com algas, terapeuta tenta provar que pessoas ‘fracas’ absorvem energia de outras

Baseando-se em um estudo com algas, terapeuta tenta provar que pessoas ‘fracas’ absorvem energia de outras
Esse texto foi útil para você?

Pode parecer estranho que a biologia esteja tratando de um assunto até agora considerado “esotérico”. Mas, de alguma forma, novas descobertas parecem levar a acreditar – e comprovar – que pessoas carentes de energia absorvem energias de outras.

Estudando fontes de energia de uma pequena alga, pesquisadores da Universidade de Bielefeld, na Alemanha, liderados pelo Dr. Olaf Kruse, descobriram que as plantas podem absorver fontes de energias alternativas de outras plantas. O estudo, publicado na Nature, concluiu, pela primeira vez que a microalga Chlamydomonas Reinhardtii, não somente realiza a fotossíntese, mas também tem uma fonte alternativa de energia, que pode absorver de outras algas.


De acordo com o professor Ola Kruse, sua equipe cultivou a microalga e observou que quando expostas à falta de energia, essas plantas unicelulares podem absorver energia de outras plantas vegetais ao redor. A alga ‘digere’ as enzimas de celulose, tornando-as pequenos componentes de açúcar, sendo então transportados para células e transformados em fontes de energia.

A princípio você pode estar pensando o que isso tem a ver com aquelas pessoas, chamadas de “vampiros emocionais” no vocabulário esotérico, que parecem sugar energia das outras. Mas a psicóloga e terapeuta Dra. Olivia Bader Lee, diz que essa descoberta pode causar um bom impacto no futuro da bioenergia, eventualmente fornecendo a evidência de que pessoas absorvem energias de outras, da mesma maneira. “É exatamente por isso que há pessoas que se sentem desconfortáveis onde há um certo grupo com mistura de energias e emoções”, diz a psicóloga. Bader Lee ainda completa que quando os estudos sobre energia se tornarem mais avançados nos próximos anos, nós poderemos ver toda essa ação sendo traduzida também para os seres humanos.

1269726_533190153434122_893989279_o

De acordo com a terapeuta, o organismo humano é bastante similar à uma planta, que suga, absorve a energia necessária para alimentar seu estado emocional, e isso pode energizar as células ou causar o aumento de cortisol e catabolizar, alimentar as células dependendo da necessidade emocional. Ela afirma que o ser humano pode absorver e curar através de outros seres humanos, animais e qualquer parte da natureza. É por isso que estar perto da natureza é frequentemente tonificante, curativo e energizante para tantas pessoas.

Pseudociência?

Vale lembrar que a psicóloga e terapeuta Dra. Olivia Bader Lee não se resguardou de qualquer método científico válido para suas afirmações. Obviamente, as comparações feitas carecem de provas e plausibilidade, não podendo ser confiavelmente testadas e, portanto, não segue um regulamento científico.

Fonte: humansarefree/  naturecontioutra/  
 Imagens: Reprodução/noulpamant/

Comentários

Novidades

Topo