Curiosidades

Onde vamos parar? Cientistas produzem espermatozoides a partir de células da pele

Onde vamos parar? Cientistas produzem espermatozoides a partir de células da pele
Esse texto foi útil para você?

A partir de agora, casais que dependem de espermatozoides ou óvulos de doadores para terem seus filhos já tem uma nova esperança. Cientistas espanhóis usaram um coquetel de genes para transformar células da pele humana em células germinativas, que podem, eventualmente, se tornarem espermatozoides ou óvulos. Este novo procedimento de redefinição de genes, poderá dar uma outra opção para casais com gametas deficientes. No entanto, sabe-se que ainda há um longo caminho a percorrer.

Neste estudo, a equipe chefiada pelo Dr. Carlos Simon do Instituto Valenciano de infertilidade, adicionou um “coquetel de genes” em células de pele, que demoraram cerca de 30 dias para se transformar em células germinativas. Tais células podem se tornar


O passo mais longo já alcançado nesse sentido, foi um trabalho realizado por pesquisadores chineses em que espermatozoides criados em laboratório, foram usados para fertilizar óvulos de camundongos. Os filhotes eram saudáveis, mas fazer o mesmo usando embriões humanos representa um outro nível de complexidade. “Com a espécie humana, devemos fazer muito mais testes porque estamos falando do nascimento de um filho“, explica Simon, “Estamos falando de um longo e complexo processo.”

sperm-skin_1024

Além da questão prática deste processo, existem questões éticas também. Se os cientistas conseguirem desenvolver a capacidade de conceber filhos com espermatozoides e óvulos artificiais, será que devemos usá-los. Será que as crianças nascidas desta forma podem carregar algum tipo de desvantagem biológica?

A verdade é que enquanto o debate filosófico continua, a ciência necessária para que isso aconteça está progredindo a todo vapor!

Fonte: naturesciencealertsciencealert2
 Imagens: Reprodução/docplayersciencealert

Comentários

Novidades

Topo