Alimentação

Estudo comprova que existem mais pessoas obesas do que magras no mundo

O número de pessoas obesas no mundo ultrapassou o número de pessoas abaixo do peso, considerando o IMC (índice de massa corpórea) em adultos de 200 países ao longo dos últimos 40 anos. O estudo publicado na revista the Lancet mostra que o número de obesos subiu de 105 milhões em 1975 para 641 milhões em 2016.

A proporção de homens obesos aumento mais que o triplo (3,2 por cento para 10,8 por cento) e a obesidade em mulheres mais do que duplicou (6,4 por cento para 14,9 por cento) desde 1975. Ao mesmo tempo, a proporção de pessoas abaixo do peso caiu tanto em homens (13,8 por cento para 8,8 por cento) e mulheres (14,6 por cento para 9,7 por cento).

Nos últimos 40 anos, o mundo mudou. Antes a prevalência de baixo peso era mais que o dobro das taxas de obesidade. Hoje as pessoas estão mais obesas do que abaixo do peso. No Sul da Ásia, quase um quarto da população ainda está abaixo do peso. Na África Central e Oriental, os níveis de baixo peso são maiores em homens e mulheres.

160401115830_obesidade_640x360_xx_nocredit

Os autores advertem que as tendências globais no aumento da obesidade não devem ofuscar o problema do baixo peso nos países pobres. Quase um quinto dos adultos obesos do mundo (118 milhões) vivem em países de alta renda e de língua inglesa – Austrália, Canadá, Irlanda, Nova Zelândia, Reino Unido e os EUA. Na Austrália, cerca de 27 por cento da população é obesa.

Esses números são alarmantes e o impacto não só se reflete no aumento de doenças crônicas, mas também sobre o meio ambiente.

Fonte: sciencealert/   Imagens: Reprodução/oglobo/ bbc

Novidades

Topo