Comportamento

Você grita ao falar no celular? A ciência explica porque você faz isso.

Isso é mais comum do que se imagina: você está em algum espaço, seja no ônibus, academia, restaurante, e de repente se vê envolvido e escutando uma conversa do celular da pessoa ao lado. Você nem estava prestando muita atenção, mas ela está gritando no celular e chamou sua atenção. Parece que ela nem percebeu que está todo mundo ligado na conversa não é? Isso acontece por que muitas vezes a pessoa nem percebeu que elevou o tom de voz. Isso também acontece com você, acredite! Então preste atenção antes de reclamar, viu?

Mas será que existe alguma explicação científica para as pessoas falarem alto nos celulares e telefones? Para responder isso, precisamos voltar à época dos primeiros telefones, que já tinham uma estrutura chamada sidetone, um mecanismo que permitia escutar a própria voz enquanto falava com alguém. Esse artifício ainda existe nos telefones fixos de hoje e serve para que a pessoa tenha certeza de que está sendo ouvida, sem a necessidade de gritaria, que causa um caos em ambientes fechados, não é mesmo?


Os técnicos em acústica garantem que os celulares também apresentam o sidetone, mas o grande problema é que os celulares, por serem móveis, podem ser levados a ambientes muito barulhentos, com muitos ruídos, fazendo com que o volume do sidetone não seja suficiente nesses locais.

celular-1

Além da mobilidade, outro problema é o chamado “Efeito Lombard” (descoberto em 1909 pelo otorrinolaringologista francês Etienne Lombard) que fala sobre a tendência natural de alteração da voz de acordo com os barulhos ao nosso redor. Sem que percebamos, fazemos um esforço para nos nivelarmos ao som mais alto que escutamos, para garantir que a outra pessoa nos escute.

Tudo isso garante que as conversas telefônicas sejam compartilhadas involuntariamente por quem estiver por perto.

Fonte: bbc
Imagens: Reprodução/csmonitor/bolsao

Comentários

Novidades

Topo