Parece pegadinha mas não é! Jacaré gigante capturado na Flórida atacava gado

Um jacaré pesando “apenas” 360 quilos surpreendeu um caçador chamado Lee Lightsey em sua propriedade na Flórida, depois de passar dias comendo o gado que pastava na fazenda.

O ‘pequenino’ foi encontrado nas lagoas artificiais da fazenda do americano enquanto ele e seu ajudante supervisionavam uma expedição de caça, atividade comum na região. O caçador disse ter ficado surpreso com o tamanho do animal, e nunca ter visto um jacaré desse tamanho.

Segundo ele, não foi a primeira vez que eles acharam jacarés grandes nas redondezas da fazenda. Mas esse foi o maior até hoje. A aparição desses bichos é comum na região onde ele mora. Quando o animal emergiu da água e apareceu perto deles, Lee e seu amigo dispararam contra ele e o abateram. Para remover o animal dali, foi preciso um trator.

O que chamou atenção de que algo estava errado foi o fato do bicho estar se alimentando do gado. Muitas partes dos bois apareciam boiando na água. Isso estava afetando a produtividade e o fazendeiro precisava achar o agressor para continuar com a produção. Lightsey organiza caçadas de crocodilos, javalis e perus perto de sua propriedade, local que é destinado para expedições desse tipo. Até esse jacaré aparecer, o maior animal já caçado por eles tinha no máximo 4 metros de altura.

Como em um negócio, Lee costuma cobrar cerca de 10 mil dólares para matar um jacaré maior do que 4 metros, já os menores custam 4,5 mil, medindo entre 3 e 4 metros. Apesar da caça, ele afirma que a morte dos animais acontece com o mínimo de sofrimento, e garante que eles morram logo, sem sofrer.

Nessa região, essa prática é considerada legal, pois há uma população muito grande de jacarés (acredita-se que em torno de 1 milhão de animais). Lee dissecou o animal e doou a carne para uma instituição beneficente.
Nessa região, essa prática é considerada legal, pois há uma população muito grande de jacarés (acredita-se que em torno de 1 milhão de animais). Lee dissecou o animal e doou a carne para uma instituição beneficente.
Fonte: bbc  Imagens: Reprodução/gq.globo